Vinte Linhas 464

António Carmo na Galeria Diário de Notícias

Foi ontem inaugurada a exposição de António Carmo (n.1949) intitulada «Percursos». A Galeria Diário de Notícias (Avenida da Liberdade 266 – Lisboa) que já foi Livraria e que tem as paredes decoradas com trabalhos de Almada Negreiros, recebe desta vez vinte peças (entre obras a cores e a preto e branco) deste pintor lisboeta com quadros expostos em vários países: Alemanha, Austrália, Brasil, Bélgica, Bulgária, Canadá, Checoslováquia, Cabo Verde, EUA, Espanha, Guiné-Bissau, Holanda, Inglaterra, Japão, Luxemburgo, Macau, Marrocos, Suécia, Suíça, URSS e Venezuela.

Um dos aspectos curiosos desta mostra diz respeito ao facto de algumas peças homenagearem o traço definidor, a marca indiscutível de pintores hoje clássicos como Gauguin, Magritte, Rubens, Velásquez, Miro e Matisse. Todos os quadros desta série apresentam o título de «No atelier com…»

Pessoalmente fiquei fascinado por ter encontrado nos desenhos a tinta-da-china da série «Leitura e Leituras» o António Carmo que todas as semanas recebia em 1982 das nãos de Jacinto Baptista textos de diversos autores e depois os ilustrava em casa, ali no Bairro Alto. Não havia telemóveis nem «mails» mas as pessoas contactavam entre si e as coisas prosseguiam. Esta série a preto e branco, estas cinco peças, recordam-me esses tempos de 1982 quando um jornal chamado «O Ponto» saía às quintas-feiras ali na Rua da Rosa. Quero recomendar a todos uma ida ali ao Diário de Notícias e envio um dos desenhos da série a preto e branco. Para quem ainda não conhece os frescos de Almada Negreiros a ida ao D. N. acaba por se tornar um dois em um com António Carmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.