Vinte Linhas 462

Dia Mundial da Poesia e depois?

Acabo de ser convidado para um evento poético na Ericeira e recebo do Brasil o livro «O que poesia?» organizado pelo poeta Edson Cruz e editado pela Confraria do Vento e pela Calibán. 45 Poetas responderem neste livro à pergunta «O que é poesia?».Uma pergunta, quanto mais ingénua e simples, mais difícil de responder. Aqui há tempos na nota de leitura de um livro de José Mário Silva recordei uma frase de Camilo Castelo Branco: «A poesia não tem presente; ou é esperança ou saudade». Descobrem-se aqui ideias novas quando parece que tudo já foi dito. Bárbara Lia (n.1955) por exemplo afirma: «A poesia é universal mas cada poeta é único». Já Cláudio Daniel (n.1962) lembra Jorge Luís Borges («a poesia vem da poesia») para apelar à leitura incessante e define a poesia como a «deslocação entre perplexidade e descoberta, incerteza e encantamento». Para Cláudio Willer (n.1940) «a poesia é uma aventura, um modo de expressar a imaginação e de expressar a paixão. Uma operação sobre a linguagem. Uma experiência de liberdade e também de possessão.» Para concluir as palavras de Nicolau Saião (n.1946): «A poesia nada tem a ver com a literatura, essa que os aproveitadores ou os simples falsários erguem (como se ergue um bloco de apartamentos) e que depois habitam com todas as vantagens que em geral esse tipo de gente artilha. A poesia pode ser, e muitas vezes é, uma maldição ou uma incursão no mistério ou uma aventura no mal ou uma naturalidade doméstica… Mas nunca um sujeito de literatura como infelizmente certa gente medíocre ou primária mas altamente colocada sectorialmente no país que melhor conheço (Portugal) pretende incutir nas gentes.» E continua…

2 thoughts on “Vinte Linhas 462”

  1. Depois do excelente encontro de ontem mando de Lisboa um grande abraço para a Ericeira: Anabela Almeida, Amadeu Baptista, Rui Almeida. Joaquim Pessoa, José Mário Silva e todos os amigos. Da Junta de Freguesia e dos outros amigos que não fixei o nome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.