Vinte Linhas 432

«A Quadrilha Selvagem» da Câmara Municipal no Príncipe Real

Aqui há uns tempos (está os registos do Blog) publiquei no «aspirinab» um texto no qual me referia ao miradouro do ex-jardim de São Pedro de Alcântara e a dois guardas da Polícia Municipal que, à noite, vi a caminhar lado a lado para fazerem uma patrulha ao vazio. Com o quiosque fechado, sem alma nem vida, aquele espaço era mesmo o vazio. Na altura referi o filme «A Quadrilha Selvagem» de Samuel Peckimpah com Robert Mitchum a dizer aos três companheiros minutos antes de atacarem o Banco local: «Vamos formar!»

Este caso da destruição do jardim do Príncipe Real cometida em nome de uma falsa «requalificação» lembrou-me a referência à quadrilha selvagem (ao filme mas também à ideia) de alguém que avança para um espaço indefeso depois de combinar o ataque. As 46 árvores mortas, as cercas derrubadas e o pavimento destruído, surgem depois de ter sido afixada uma placa no gradeamento sem qualquer informação concreta sobre o projecto de «requalificação». Já falei com o professor Fernando Catarino que entre outras coisas me confirmou o óbvio: o facto de ter falado a um jornalista do «Público» não sanciona a acção da Câmara Municipal, como erradamente alguns tentaram fazer passar aqui no «aspirinab». A CML não ouviu o especialista e dizer que «os choupos não são o ideal» para um jardim citadino não significa aprovar a medida tomada pela Câmara, tal como a quadrilha selvagem. A Junta de Freguesia das Mercês foi ultrapassada neste assunto. Os moradores foram ignorados neste processo de destruição disfarçado de «requalificação». Tal como no filme «A quadrilha selvagem». A ferro e fogo.

8 thoughts on “Vinte Linhas 432”

  1. Só para esclarecer:
    Robert Mitchum não entra na Quadrilha Selvagem de Peckinpah.
    Os actores pricipais são William Holden, Ernest Borgnine e Robert Ryan.

  2. bem, a quadrilha selvagem era um dos meus filmes, fundi-me nele. Cães de palha veio depois, lembro-me de vê-lo num cartaz em Londres e não esqueci, depois vi-o cá.

    não falando das árvores,

  3. Caro Amigo «berto» admito que posso estar enganado. Ás vezes é assim, entre as recordações e as lembranças alguma coisa falha. Escrevi Robert Mitchum convencido que estava bem. Peço desculpa a todos.

  4. NESTE MOMENTO NADA MAIS INTERESSA QUE NÃO SEJAM AS ESCUTAS .

    O XEQUE MATE A SOCRATES É OBVIO ..

    QUEREMOS AS ESCUTAS AGORA E QUEREMOS SOCRATES NA RUA ! AGORA !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.