Vinte Linhas 421

Juízes Sociais – as coisas não podem continuar assim…

Hoje tive mais um choque brutal daqueles que puxam a gente para baixo. Convocado para uma audiência de julgamento para as 14 horas num dos juízos e numa das secções do Tribunal de Família e Menores de Lisboa, lá estava eu pontualmente ás 14 horas. Esperei e ninguém me perguntou nada. Às 14h 25m dirigi-me à secretaria do juízo (que é noutro andar) e perguntei se a audiência tinha sido adiada. Respondeu a senhora, algo aborrecida: «Aqui não fazemos a chamada!» Ora bolas, careca de saber isso estava eu ou não seja juiz social desde o ano de 1993 – ainda era no velho palácio da Justiça, ali no alto do Parque. (Recordo com saudade a coluna «Um juiz no alto do Parque» do meu amigo Manuel Geraldo no Diário de Lisboa…) Pois isto é tudo fruto das circunstâncias, o pessoal anda nervoso e saem estas respostas. Então se até o polícia que está à porta me cumprimenta como «velho» frequentador, é claro que a senhora já me conhece mas não, teve mesmo que ser assim. Lá esperei até às 15h e 10m para constatar que dos quatro convocados (dois efectivos e dois suplentes) era eu o único presente. Fui dispensado pois só podemos funcionar «em asa» e eventualmente receberei 3 euros e 99 cêntimos gastando na ida e na volta 1 euro e 58 cêntimos. Não sei nem tenho que saber das razões de cada um (cansaço, desmotivação ou outros compromissos) mas a verdade é que passar uma tarde num tribunal a participar em nome do Povo no julgamento de uma criança ou um adolescente que precisa de um rumo para a sua vida não se paga com 3 euros e 99 cêntimos. Parece que somos muito civilizados e temos o Povo nos Tribunais mas depois pagar 3 euros e 99 cêntimos de ajudas de custo aos juízes sociais não lembra ao Diabo.

4 thoughts on “Vinte Linhas 421”

  1. Meu Caro José do Carmo:
    “Haja justiça” , porque os “juízes de toga” também não ganham muito mais, tadinhos !
    Nem dá para o gin da ordem, no Peter do Parque das Nações !
    Mas já viu que belo título para um livro ” A Secretaria do Juizo” o meu amigo me oferece, ali na quinta linha ?
    E da próxima vez não fique à espera que o dispensem. Dispense-se a si mesmo, meritíssimo Juiz Social !
    Com um abraço amigo e solidário
    Jnascimento

  2. Peço desculpa pela minha ignorância, mas o que é um juiz social? É um trabalho de voluntariado? Em que tipo de julgamento é necessário estar presente um juiz deste tipo?
    Obrigado

  3. Isto dos juizes sociais é uma palhaçada à portuguesa. Em teoria são pessoas «pescadas» das assembleias municipais que se interessam pelo assunto «menores e seus direitos» e integram «em asa» um tribunal presidido por um juiz de carreira. Tudo bem…Já uma vez vim da Ericeira de propósito para assinar uma sentença. Mas as pessoas estão desmotivadas posi com o TRibunal na EXPO nem ganham para o bilhete do Metro. Topas???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.