Um livro por semana 160

«A Bíblia para Todos» – edição literária

Numa edição feita a partir dos textos originais em hebraico, aramaico e grego, este livro surge na sequência do trabalho de uma vasta equipa: Manuel Alexandre, Carlo Buzzetti, Soares Carvalho, Roy Ciampa, Rui Duarte, Teófilo Ferreira, Carreira das Neves, João Pinheiro, José Ramos, Pinto Ribeiro, António Tavares e Theron Young. As suas 2415 páginas estão organizadas num texto «corrido», sem mapas, desenhos, glossários ou tabelas cronológicas mas existe um site na Net (www.abibliaparatodos.pt) no qual é possível entender melhor o significado de certos textos. Outros, como as palavras do sábio Qohelet no Eclesiastes, são acessíveis ao leitor mais desprevenido:

«Neste mundo, tudo tem a sua hora; cada coisa tem o seu tempo próprio. Há o tempo de nascer e o tempo de morrer; o tempo de plantar e o tempo de arrancar; o tempo de matar e o tempo de curar; o tempo de destruir e o tempo de construir; o tempo de chorar e o tempo de rir; o tempo de estar de luto e o tempo de dançar; o tempo de atirar pedras e o tempo de as juntar; o tempo de se abraçar e o tempo de se afastar; o tempo de procurar e o tempo de perder; o tempo de guardar e o tempo de deitar fora; o tempo de rasgar e o tempo de coser; o tempo de calar e o tempo de falar; o tempo de amar e o tempo de odiar; o tempo de guerra e o tempo de paz.» E conclui: «O melhor que uma pessoa tem é comer e beber e saborear os frutos do seu trabalho».

(Edição: Círculo de Leitores/Temas e Debates, copyright: Sociedade Bíblica de Portugal)

10 thoughts on “Um livro por semana 160”

  1. Nunca fui um leitor fanático da Biblia,particularmente do Novo Testamento.Mas, como noutros textos, ela dá-nos grandes lições. ” O melhor que uma pessoa tem é comer e beber e saborear os frutos do seu trabalho” Que melhor sujestão poderemos ter, sem ser esta?

  2. São muitas páginas, meu Caro José do Carmo Francisco !
    Mas o D. Quixote em dois volumes, “papel bíblia” – não sei dizer quem é o editor, pois está no Algarve – é talvez maior e foi feito por um só Homem, sem a ajuda de Deus.
    Bom Ano para si, assim entrado a trabalhar, esquecido de que também há um tempo de descansar e, mesmo que não apareça na sua citação, é uma verdade divina inscrita noutra norma qualquer. Até Deus já se serviu dela, pelo menos uma vez, para descansar ao sétimo dia.
    Jnascimento

  3. Meu Caro Amigo – DEus descansou ao sétimo dia porque era domingo e havia um jogo de futebol. Já dizia o outro, o treinador inglês que levou o Nottingham Forest duas vezes ao estrelato europeu «O futebol não é um jogo de vida ou de morte, não; é muito mais do que isso!»

  4. O último parágrafo do post merece um link para o “Turn, turn, turn”, por exemplo pela Joan Baez. Não sei como se faz, alguém que o faça, que eu deixo as palavras:

    Words-adapted from The Bible, book of Ecclesiastes
    Music-Pete Seeger

    To Everything (Turn, Turn, Turn)
    There is a season (Turn, Turn, Turn)
    And a time to every purpose, under Heaven

    A time to be born, a time to die
    A time to plant, a time to reap
    A time to kill, a time to heal
    A time to laugh, a time to weep

    To Everything (Turn, Turn, Turn)
    There is a season (Turn, Turn, Turn)
    And a time to every purpose, under Heaven

    A time to build up,a time to break down
    A time to dance, a time to mourn
    A time to cast away stones, a time to gather stones together

    To Everything (Turn, Turn, Turn)
    There is a season (Turn, Turn, Turn)
    And a time to every purpose, under Heaven

    A time of love, a time of hate
    A time of war, a time of peace
    A time you may embrace, a time to refrain from embracing

    To Everything (Turn, Turn, Turn)
    There is a season (Turn, Turn, Turn)
    And a time to every purpose, under Heaven

    A time to gain, a time to lose
    A time to rend, a time to sew
    A time for love, a time for hate
    A time for peace, I swear it’s not too late

  5. JCfrancisco: um bom ano de 2010 para ti também, apetecia-me pôr aqui uma daquelas coisas que te deixa a barba em pé, mas hoje não, o ano ainda só agora começou. E além disso vou xonar.

  6. Bom ano !!
    A frase «O futebol não é um jogo de vida ou de morte, não; é muito mais do que isso!» é do Bill Shankly, ex-treinador do Liverpool, não do Brian Clough, mas não deixa de ser menos verdadeira por causa disso.:))

  7. CAROS AMIGOS Errei; de facto houve dois Shanklys no futebol britanico o Bill e o Bob. O Bill no Liverpool e o Bob no Dundee. Além da outra frase, há outra frase famosa do mesmo Bill «SE uma manha acordasse e uma equipa italiana estivesse a jogar no meu jardim, corria as persianas e voltava a deitar-me». Peço desculpa a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.