17 thoughts on “Sem palavras”

  1. Concordo.
    Avancemos comm referendos mensais, ou quinzenais, ou semanais, ou ás terças e quintas, ou …

    1º referendo: “direito à vida” sim ou não?
    2º referendo: O hugo soares pode ser deputado, sim ou não?

    outras sugestões em aberto….

  2. Decididamente a alarvidade e a boçalidade ocupa os mais altos postos do poder. O Hugo Soares diz com natural boçalidade aquilo que os mandantes alarves lhe ordenam!Um Presidente inculto, um 1.º Ministro imbecil uma Presidente da AR reformada aos 40 anos, e todos, mas todos, com uma formação moral e ética mais próxima de proxenetas do que de gente séria. Coitado do país! O boçal Hugo Soares é apenas a caricatura desta gente!

  3. Quem ainda tinha dúvidas sobre esta gente em quem foi depositado, democraticamente, o poder absoluto neste país, aqui fica a prova derradeira. Já tínhamos ouvido do seu chefe supremo, o Cavaco PR, que “nunca se engana e raramente tem dúvidas” e que “estava par nascera alguém mais honesto do que ele”. Já tínhamos ouvido o chefe do governo, Passos Coelho, afirmar que a Constituição não resolveu o problema dos novecentos mil desempregados. Já testemunháramos as mentiras descaradas da ministra das finanças, do ex-ministro Relvas, do ministro Rui Machete, do ministro Aguiar Branco, secundando o verdadeiro turbilhão de dislates e contradições do PM. Que falta ver e ouvir ainda para termos a certeza que o país foi entregue, democraticamente, a um bando malfeitores e trapaceiros?

  4. Hugo Soares está errado, pois uma consulta popular de normas no abstracto (por exemplo, de carácter constitucional, ou visando direitos, liberdades e garantias) é um plebiscito, e não um referendo.

    Um referendo está sempre enquadrado por uma ordem social e política: um regime democrático devidamente constituido. É por esse motivo que os direitos fundamentais, reconhecidos pelo regime democrático, não podem ser referendados.

  5. O Dux Passos Coelho, no momento em que disse que a Constituição não resolvia o preblema dos 900 mil desempregados, deveria ser sumariamente exonerado. A Constituição não legisla sobre normas executivas. A Constituição estabelece uma ordem política e os equilíbrios sociais que permitem o funcionamento soberano do país.

    Mas, já que estava nesse pé, o Dux do Conselho de Ministros Praxe da República Província de Portugal poderia também, seguindo a sua lógica, acrescentar:

    “Se acreditam em Deus, então vão pedir-lhe que resolva o problema dos 900 mil desempregados”.

  6. Eu vi em directo. Essa pessoa, infelizmente, representa um tipo de gente que, partindo das jotas, chegam à política sem qualquer mérito, sem vontade de servir os eleitores, mas sim de se servir a si próprios e aos interesses que os promovem. No caso trata-se de uma pessoa boçal, sem formação ética, sem vergonha na cara, uma pessoa com a qual eu jamais me daria pessoalmente quanto mais tê-lo como representante do povo… Urge que a política, ao ser renovada, o seja por pessoas jovens honestas e com princípios. E com inteligência, já agora. Um chico-esperto não é necessariamente uma pessoa inteligente, como o deputado Hugo Soares mostra na perfeição.

    De resto, o seu trabalho, cara Isabel, merece todo o meu respeito, como costuma sempre acontecer, gostei das suas intervenções ontem.

  7. Se o berjenjas juntar na mesma frase que os deveres das pessoas também podem ser referendados eu também aceito. Por exemplo o direito a ganharmos todos um ordenado pelo menos igual ao da berjenjal criatura com as mesmas garantias de reforma. E o dever de pagar impostos? Isto sim é que o berjenjas passava a ter a minha consideração…

  8. so rir, o mais maravilhoso de tudo vai ser ver esta gente ganhar novamente as eleicoes legislativas e os valericos assistirem a tudo ca em baixo sem arriscarem pisar nem o primeiro degrau da escadaria. cambada de cobardes e traidores estes valericos que nos apontam o caminho da mansidao.

  9. Com o 25 de Abril acabou-se com o filho de “pai incógnito”, agora pretendem alguns criar novamente filhos de “pais incógnitos” é o tempo a voltar para traz.

    O tempo está a voltar para traz, ora vejam agora a democracia a cativar capitalistas, desde chineses, brasileiros, ingleses, quem queira e tenha prata, já Salazar cativou Gulbenkian, El Patiño e até Marlon Brando tinha residência de férias em Vila Moura.

    Com jeitinho vamos lá!

  10. “Todos os direitos das pessoas podem ser referendados”
    Pois se ele acha que sim, bora lá referendar o direito do estúpido andar na rua sem ser agredido, para eventualmente podermos ter a hipótese de sempre que cruzarmos a besta na via pública lhe podermos assentar um bom par de murros nas ventas.

  11. um dia destes disseram-me que ninguém nasce com direitos – são todos adquiridos, tal e qual como os deveres. isto fez-me auto-referendar-me. dá que pensar. :-)

  12. O Hugo Soares representa o que a política tem de pior: o carreirismo. Não me admiraria se daqui a uns anos o gajo conseguisse chegar a primeiro-ministro, tal como o chefe. Mas uma coisa é certa: esta estratégia está a dar resultado. Nas últimas semanas tem-se falado até à exaustão sobre co-adopção (misturada com adopção, pois então) e sobre praxes. Vai ser até o pessoal ficar enjoado, depois, enterram-se estes assuntos. Mas, enquanto o pau vai e vem, folgam as costas dos nossos desgovernantes…

  13. E porque é que a criatura, lá do alto do seu império parlamentar, não defende a realização de um referendo com a pergunta sobre se se deve mandar matar, com um tiro na nuca, todos os idosos do País, com mais de 65 anos e a receber reforma, solucionando assim o problema com o ajustamento com que o seu governo se debate. ………..Já agora, porque não? !!!!!!!!!!!!!!!!!!!.
    Ah! como é óbvio, deveriam ficar isentos dessa decisão, os catrogas e demais apaniguados do hemisfério político da criatura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.