9 thoughts on ““Política mesmo” – ontem”

  1. Este Bluf de Esquerda tem um fetiche pela inconstitucionalidade. Faz-lhe espécie a existência de uma realidade actual e factual, que o TC insiste em não ter em conta, mesmo que as instituições, como o executivo sejam impedidas de o fazer por conta desta resistência à Evolução.

    Mais que isso, o Bluf de Esquerda não tem pejo nem peias em usar o Tribunal Constitucional como personagem involuntária na sua – já cansativa – encenação política.

    A estranha noção de equidade deste Bluf de Esquerda, traduzida nas medidas que querem manter como constituicionalmente exequíveis, passa por estender e manter a boa vida que alguns portugueses (como os alérgicos ao trabalho, os pensionistas que ganham mais do que quando pouco trabalharam, etc) têm graças a quem trabalha e paga os seus impostos.

    A folga e a almofada orçamentais, são para emergências e não para a manutenção de direitos que apenas têm a sua razão de existir na caça ao voto fácil do alérgico ao trabalho.

    A Constituição Portuguesa (da qual, até se pode discutir a sua democraticidade) é como todas as outras existentes em países Ocidentais: passível de ser emendada e revista. O curioso é que a “nossa” insiste em não querer actualizar-se… e já vão pelo menos uns 35-40 anos de atraso!

  2. Nuno manel o que tu queres sei eu, a constituição é passível de ser discutida votada e revista, mas é no sitio certo, não é atropelando-a e pela pressão tentar que se mude arbitrariamente.

  3. nuno manuel,tudo de mal que o governo tem feito,grande parte passou pelo crivo do tribunal constitucional.se agora não aconteceu é porque houve motivos para tal.como politicamente és desonesto,vou-te dizer que a constituiçao já foi mais vezes revista do que a “caterine deneuve” levou no cú!

  4. nuno manel,quanto às reformas,tenho-te a dizer,que a entidade patronal retirava-nos todos os meses parte do salario, e eles ainda punham também a sua percentagem para a nossa reforma.preocupa-te com os fdp da direita que alem de nos roubarem os nossos depositos no banco,muitos só descontaram nos ultimos 10 anos de trabalho.

  5. Nuno Manuel : o ódio e a inveja toldam-lhe a opinião. São os que puxam sempre para baixo, os que invejam aqueles que pensam estar melhor ( informe-se antes de vomitar a história dos previlégios, dos chorudos, blablablabla) que acabam sempre por conseguir piorar a situação de todos. Ou acha que depois dos funcionários publicos e dos reformados não lhe vai tocar a si?
    Ah, espera, trabalha na assessoria deste governo não é?
    Pois para si, olhe, badamerda.

  6. Muito bem Isabel. Tanto neste debate como neste momento no Expresso da meia noite. Clara e sucinta. Que a voz nunca lhe doa.

  7. os analistas low cost já se queixam de cóstite aguda. oh pá, enxerga-te… queres um líder para fazer ou um jeropinga para cagar discursos gloriosos de amanhãs com sabor a caldo knorr? dáss… só estão bem onde não e de preferência a dizer mal do que existe elogiando o que não há.
    aestam.https://www.youtube.com/watch?v=mADiz_vn0RQ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.