17 thoughts on “O meu artigo de hoje”

  1. Toda esta luta pelos direitos das pessoas, neste caso, do “preso 44”, é de louvar. Mas não basta, quando todos assistimos à violação grosseira e arrogante da lei por parte daqueles que estão incumbidos de a fazer respeitar, e aplicar a justiça. Esta anormalidade na justiça é, na prática, patrocinada ao mais alto nivel, quando o próprio PR, garante da CR e o próprio governo promovem e promulgam leis inconstitucionais, afrontando o TC. A partir daqui vale tudo; e fingir que temos o normal funcionamento das instituições é fazer pior que o cego que não quer ver. Da esquerda radical esperava-se a cumplicidade com esta vergonha, porque sabem que o visado é o PS, seu inimigo principal desde sempre. Mas tanto esta esquerda como o PS apático estão a ser cúmplices da desconstrução da democracia. Alegremente. Da forma como Sócrates foi perseguido durante seis anos como PM e da forma como está, agora, a ser perseguido e aniquilado politicamente , se o PS tivesse um assomo de dignidade e lucidez, levantaria a voz para gritar bem alto, para ser ouvido por essa Europa, de que há um país membro da UE que pratica a perseguição política, a cargo de uma leva de magistrados rancorosos, perfeitamente cientes da sua impunidade pela cobertura que lhes é dada. Infelizmente, olha-se para a gente do PS e fica-se definitivamente convencido que todos pensam, acima de tudo, na sua carreira política ou, simplesmente, no tacho de deputado. Podem pescar os dirigentes do PS um a um, que os que vão ficando “para a próxima” continuarão, sem ponta de solidariedade efectiva, a vê-los embrulhados em pedofilias, atentados contra o Estado de Direito, Faces Ocultas, Freeports e Marquêses, Quem não se sente não é filho de boa gente. A direita deve rir-se à gargalhada e considerá-los, aos xuxas, uma grande ninhada de ratos. O à-vontade com que prendem um ex-PM PS, tratado abaixo da lei sem a mínima cerimónia, devia ter feito cada deputado e dirigente do PS gritar “infâmia!”. Em vez disso, abandonaram às mãos da direita vingativa e seus agentes na justiça o “preso 44”. Perseguido só porque foi PM-PS. E a saga dura desde 2005. Só não vê quem não quer ver.
    Pois é, cara Isabel, também a prisão de Sócrates não pode ser vista “em abstracto”.

  2. Sócrates está a ser bode expiatório.
    Alguém tinha que pagar as favas, foi ele que se pôs mais a jeito.
    Todos comem os figos e apenas a um lhe rebentam os lábios.

  3. oh bécula! tou farto desse poema. vê lá se recitas outro autor, kim barreiros, tóino kárrera ou assim. escola relvas e pensamento freeporcos já não há pachorra.

  4. Talvez, este caso venha a exceder tudo aquilo que os
    autores possam ter imaginado em termos de ganhos
    de louros e, acabem com um penico enfiado na cabe-
    ça para depósito direto das magnas idéias e, intrigas
    que desenvolveram!
    Contráriamente, ao que se apregoa nós não estamos
    a ver a Justiça a funcionar bem ou melhor, já deu para
    ver que, cada cavadela uma minhoca, falta de informa-
    ção sobre o processo pela defesa, prisão preventiva
    a mais grave medida de coação, proibição de uma en-
    trevista, devolução de encomenda postal contendo
    um livro … tudo isto dentro e de acordo com a Lei em
    vigor! E, dizem os politícos que nada têm a ver com o
    assunto !? Mas, quem é que faz as Leis cá nesta espécie
    de Estado de Direito ? Para mim, a resposta só pode
    ser uma, o regime está podre torna-se urgente partir
    para a IV República com a Constituição revista e refe-
    redada onde fique claro que acabou a partidocracia,
    na A.R. devem estar vozes independentes dos partidos!!!

  5. fogu, ó izabele, fogu, oube, o processu é urgente pá, tem arguidu prezu, pá, i purque cuarta a liverdade du 44, pá, o adbogadu dele tem direito a ber tudo o que pró casu intareça, minha, a num sere ca ponha in cauza a çagurança da inbestigassãoe, pá. oube, o 44 baie a tere a opurtunidade d ça defendere, minha, após a acuzassaoe, agora só praçiza savere o ca ça relassiona cum os racazitus da prizãoe prebentiba, pá, e estes num se alteraram pá, e pra issu num praciza de savere tudo pá. oube, o preceito e a norma tãoe a sere compridus pá, deicha de desinformare, pá.
    carassas e dapois apanhamus cum os iginatezes i os alcuólicus a mandarem bosta, gandas hilários, hum. cháu pazinhus, comprimentos ao 44.

  6. ó maria Avrile, hum, o trivunal custitussionale é o máiore cancru em purtugale, pá, os gajus mechem nas intrapratassões da leie cumó 44 mudaba de fatu quando ia a beberli iles e tinha o nome dele na montra do giorgio armani, minha, tás a bere?

  7. hum…ó FR…a isatell num pode fazere issu, o gju tá sentadu num cadeirãoe di oiru….cume se foçe o czare, tá bere…

  8. Isabel, como se pode defender um homem que edita um livro e compra os exemplares todos para figurar no Top dos livros mais lidos? Revela um homenzinho com um carácter do mais baixo e desprezivel que se possa conceber. Este homenzinho é merecedor de pena, se tivesse vergonha pedia para nunca mais sair da cadeia.

  9. oh campónius, ridículo é papagueares os acordes do sol e alarvares com imbestigações correio da manhã. vai-te informar do que o ex-dalouraçajusticeira e actual dono da babel disse do assumpto para deixares de assumir as dores de corno dos órelhas & marcelos, esses sim, verdadeiros e inalcansáveis tópes do ridículo na modalidade a-partir-espelhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.