Enquanto Portugal aprova o CPMS e diz porra, também já chega

Depois do Ministério Interior Indiano anunciar a penalização das relações homossexuais, temos o Uganda: a polêmica lei anti-homossexuais proposta por um deputado ugandense em 2009 será revisada no Parlamento do país africano, incluindo algumas remodelações, como a substituição da pena de morte pela prisão perpétua..
Conheço alguns preceitos da lei, como este: os pais que se recusem a denunciar um filho homossexual também são criminosos.
Estas são as leis que consideram que há algo de profundamente errado com a homossexualidade.
Por cá não há nem uma, pois não?

2 thoughts on “Enquanto Portugal aprova o CPMS e diz porra, também já chega”

  1. Se a senhora deputada pudesse, quisesse ou estivesse interessada, eu arriscaria a sugestão de a viver um tempinho com a comunidade cigana já que mais não fosse para se aperceber de muita coisa que parece desconhecer umas vezes, e de outras estar com “demasiadas certezas”. E mais não lhe digo porque há – felizmente – ainda muita coisa na vida que a teoria da melhor “cólidade” não dispensa nem substitui a prática, melhor, o estar lá! Alguém já chamou a certos fenómenos da compreensão, por vezes dolorosa: “Agarrar o real pelo pescoço”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.