Cavaco ou o homem que eu não fui mas vou ser se Deus quiser

Além disso, é imperativo melhorar a qualidade das políticas públicas. Em particular, é fundamental que todas as decisões do Estado sejam devida e atempadamente avaliadas, em termos da sua eficiência económica e social, do seu impacto nas empresas e na competitividade da economia, e das suas consequências financeiras presentes e futuras. Não podemos correr o risco de prosseguir políticas públicas baseadas no instinto ou em mero voluntarismo

Pois não. Por isso é que Vexa. promulgou os diplomas que dizem respeito às políticas públicas que o povo sufragou; por isso é que de V. Exa. não nos recordamos de palavras destas quando as tais das políticas foram decididas.

De que é que está a falar se nos últimos 5 anos não estava amordaçado e sem canetas à mão?

3 thoughts on “Cavaco ou o homem que eu não fui mas vou ser se Deus quiser”

  1. Kavacu vale o que vale…

    disse as suas bocas
    hoje deve-se sentir melhor consigo
    e com seus fantasmas…

    perder mais tempo com um homem
    misero,
    na sua propria auto-imagem

    é desviar atenções da resolução possivel problemas país
    que ele não protegeu…

    problemas domesticos resolvem-se em casa
    não na praça publica

    com especuladores e similares do psd
    à espreita

    e juros a subirem custa destas “libertinagens”…

    Kavacu é useiro e vezeiro em vir praça publica
    destilar seu odio a JSocrates e governo

    ficou-lhe desde as escutas,
    dos negocios imobiliarios financeiros
    com gentes e amigos do BPN

    PS deve por uma moção confiança
    e cada um, incluindo misero professor do bpn
    assumir suas (i)responsabilidades…

    digo eu…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.