6 thoughts on “Brincar com a história”

  1. A malta anda muito desorientada, mas já houve momentos na história muito piores.

    Por exemplo quando viemos de Alcácer Quibir sem Dom Sebastião.

    Quando viemos de África com aqueles retornados todos e os diamantes e o petróleo ficou lá.

    Já tinhamos deixado um Dom Fernando em Ceuta. Pra mais um santo que tanta falta nos fazem os santos.

    Mas sempre sobrevivemos. No fim há sempre alguns que sobevivem.

    Coitados é dos ricos que estão com medo de ficar pobres.

  2. Os mitómanos costumam ficar piores com a idade, sobretudo quando a realidade insiste em não se vergar à sua concepção do mundo e as coisas começam a descambar. Ainda o veremos apelar à insurreição armada.

  3. O paciente Louçã, do Piso dos “mansos”, ençãdeceu.

    Acabaram-se-lhe os votos, está em carência metabólica. Algum enfermeiro caridoso aí do Piso que lhe administre diáriamente as “gotas”, por amor de trotsky…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.