Por que razão apoiaram Rui Rio?

Tem sido muito interessante acompanhar o que se diz e escreve acerca da falta de liderança de Rui Rio, dentro do PSD e por essa comunicação social fora. Uns estão desiludidos, outros arrependidos do apoio que lhe deram e todos pasmam com a sua falta de ideias, quer para fazer oposição ao Governo, quer para liderar o País. Mas afinal o que aconteceu às ideias de Rui Rio? Ele tinha ideias, foi por isso que decidiram apoiá-lo, certo? Será que ficou amnésico e se esqueceu delas? Ou apoiaram-no porque bastava ser alguém que parecesse o exacto oposto de Sócrates? Lembro-me de, na altura da sua candidatura à liderança do partido, a honestidade ser o grande argumento a seu favor. Um argumento extraordinário e revelador do que pensam uns dos outros naquele partido. Imaginaram-no nos cartazes de campanha e ficava bem, nem era preciso legenda. Só se fosse uma a lembrar o seu jeito para as contas.

E foram basicamente estas as razões para ter sido eleito por uns e elogiado por outros. Nem uns nem outros lhe exigiram quaisquer ideias para desenvolver um projecto credível e alternativo ao do Governo. Portanto, agora, queixam-se de quê? Só se for de si próprios.

Quanto ao Rui Rio, até pode saber fazer algumas contas, mas tendo em conta o imbróglio em que está metido, claramente não sabe fazer as necessárias para liderar com sucesso um partido e muito menos um País. Resta-lhe a honestidade. Mas perante alguém que se propõe liderar o que quer que seja sem qualquer ideia, confesso que “honesto” não é a primeira palavra que me ocorre.

8 thoughts on “Por que razão apoiaram Rui Rio?”

  1. Políticos “honestos”?
    Rio é honesto? logo nunca será um grande político.
    Ele tem ideias, mas não sabe mentir…vender o peixe, portanto é melhor desisitir.

  2. rui rio é politico,mas não quer ser do tipo nuno melo,nem daquele que saiu de deputado, para ficar à espera que o poder lhe caia nos braços!

  3. Simples, para tratar da sua vidinha há muito que o PSD se transformou num saco
    de gatos segundo o comentador MRS! Há muito que foi esquecida a social democracia
    e, pelas mãos do Passoilo e restante companhia guinou para a extrema direita!
    Depois, em casa que não há pão todos ralham sem razão, acabando por se morder!!!

  4. Achas que ser honesto e prejudicial seja lá no que for ? Peregrina ideia,comprometedora ideia…nunca conheceste uma puta séria? Eu já, e lembro-me dessas com reverência.
    Então para ser político não se pode ser sério? Estás doido ou quê? Lembro só o Duque de Palmela que,quando o embaixador inglês queria comprar a sua decisão com somas cada vez maiores,o Duque , primeiro ministro, lhe gritou: -Alto!!! Está a chegar ao meu preço!!!
    Há homens pequenos e há os outros.

  5. Num país serio bastaria ser honesto para fazer oposição ao PS. Nesta república das bananas a crédito, é necessário ser trafulha, mas de esquerda, se não, é extrema direita populista.

  6. Já repararam que há correlação entre o aumento do PS nas sondagens, as burlas aos velhinhos e os concursos da RTP dos 60 cêntimos + Iva?

  7. Porque têm vergonha de ser de direita e querem continuar a fingir que são sociais-democratas. Por isso apoiaram mais o Rio do que o Santana. Por isso mantêm a sigla PSD e esquecem a PPD. Foi o imbróglio que lhes deixou Sá Carneiro. E desembrulhá-lo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.