Mais uma estopada

Para que raio foi aquilo a que alguns teimam em chamar entrevista? Tirando o atirar de culpas para o governo anterior, que de uma forma ou de outra acontece sempre que Passos abre a boca (até nisso mente, já que quando tomou posse garantiu que não o faria) e repetir o que já estamos fartos de ouvir, não tinha nadinha para dizer que justificasse a conversa de chacha, entre amigos, a que assistimos. Claro que a culpa não é só dele. Os jornalistas, pelos vistos, também não tinham nada de novo para perguntar. Por exemplo, é absolutamente ridículo voltar a questioná-lo quanto à existência de um plano B caso o Tribunal Constitucional chumbe a convergência das pensões só para voltar a ouvi-lo dizer que o Governo foi muito cuidadoso quanto a possíveis inconstitucionalidades e que por isso está muito tranquilo e não espera chumbo nenhum. E os senhores jornalistas não lhe perguntam como é que no meio de tantos cuidados o Governo não teve em conta a opinião de Cavaco, que teve dúvidas e enviou a coisa para o Tribunal. Afinal, de que falam Passos e Cavaco quando reúnem às quintas em Belém? Contam anedotas acerca do Governo de Sócrates? Parece que das pensões não têm falado muito. E se falaram, é muito provável que Cavaco tenha discordado da intenção do Governo, ou seja, Passos mente quando diz que acautelou a possibilidade de haver um chumbo por parte do TC, é que o TC não age por conta própria. Já para não dizer que falar de um plano B pressupõe a existência de um plano A. E quando é que esta espécie de Governo teve um plano? O único plano que existe é o da troika, estes imbecis limitam-se a tentar executá-lo.

Não sei o que é pior, se o total vazio de Passos, se a imbecilidade dos entrevistadores. Afinal, um dia haverá eleições, Passos será substituído, mas e esta espécie de jornalistas, quando nos livraremos deles?

9 thoughts on “Mais uma estopada”

  1. Raramente os jornalistas são interpelados. Eles têm a faca e o queijo na mão. Se fazem ou não fazem certas perguntas, se desmontam ou não desmontam argumentos falsos e demagógicos, nem é por falta de preparação nem é por imbecilidade. Simplesmente, os queridos jornalistas têm o gostinho da manipulação e a habilidade do parecer inquestionável. E sabem servir os seus donos, meticulosamente. Ninguém os responsabiliza porque a liberdade de imprensa tudo explica e os código deontológico é apenas um empecilho. E chamam-lhe direito à informação e outras coisas nobres. É deprimente.
    Para mais, a internet que poderia constituir alternativa acaba por correr atrás das agendas mediáticas convenientes, visto que também pela blogosfera e pelas redes sociais instalaram-se muitos dos responsáveis pelo mesmo miserável jornalismo que nos agride e afunda.

  2. Tão simples como isto; esta entrevista insere-se na já,
    começada campanha para as próximas legislativas que,
    segundo as últimas “fugas” de informação será um “re-
    make” da velha AD … até os sinais estão todos a favor!
    Os entrevistadores são meros profissionais da comuni-
    cação social que, por acaso têem carteira profissional
    de jornalista! OBaldaia já teve melhores dias, está feito
    um defensor da situação especialmente do Pilatos de
    Belém … não vê outras vias ! Sobre a Judite já muito se
    disse, está uns furos abaixo do razoável deve ser contá-
    gio das “caraminholas” que o prof. Martelo lhe impínge!!!

  3. O Governo tem a comunicação social na mão… é curioso ver a descolagem avençada de algumas figuras entre elas o Baldaia, a atual diretora do JNeg e muitos mais .Foi percetível a perceção do deslocamento para a avença…. Jornalistas ? Onde ? Não me façam rir!

  4. que coerente a tontinha de serviço, tão depressa denota qualidade nos entrevistadores, e juízo e contenção no entrevistado , como bolsa aqui não importa o quê. Vento na cabeça, enchimento peidal, de facto.

  5. estamos a aturar este individuo,graças não só às mentiras de passos coelho mas tambem de homens grandes só na na altura.nunca mais esquecerei na vida a sua traiçao à verdade.lamento o silencio no aspirina sobre esta materia.socrates não precisava de fretes desse mas que fosse honesto.vejam no youtube e depois peçam a opinião a um tecnico que decifre as expressores faciais e verão que naquele momento sousa tavares traiu o país como o fez outro miguel mas o de vasconcelos.o dinheiro é importante na vida,mas para o conseguir à “surrelfa” já chegam os pulhas deste pais.MST confessou que para publicar, o seu livro tinha que o ciclo politico com socrates terminar.as mentiras de passos coelho mais as de sousa tavares puseram o pais a ser governado por gente sem competencia ética republicana.

  6. “Para que raio foi aquilo a que alguns teimam em chamar entrevista?”
    para dizer que vem aí europeias e que concorre coligado com o cds, se o desastre não for grande, dão uma folga ao pessoal e repetem a dose nas próximas legislativas, os pagamentos aos credores já foram adiados para data posterior. serviu também para lembrar o ps, caso ganhe sem maioria e quiser governar, necessitará de fazer uma aliança com a direita. o baldaia foi fazer o frete ao patrão, o genro do outro e a gaja foi mostrar a correcção do azar plástico que não lhe permitia sorrir sem entortar a cara.

  7. passos coelho,se num dia não mentir,não consegue dormir.a mentira é o seu ansiolitico, que origatoriamente, tem que ser “tomado ” tres vezes ou mais por dia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.