Este Governo ainda vai dar lições ao Mundo

É oficial, Portugal já não está em crise. Quem o diz é o Governo, os ministros até se atropelam para ver quem mostra melhores resultados. Portas já sabe o dia e a hora em que irá terminar o sofrimento dos portugueses, a ministra das Finanças acompanha-o e fala em sinais encorajadores e, há pouco, Pires de Lima foi ainda mais longe e anunciou que estamos perante um “milagre económico”. Quem não vê a luz, e consta que são muitos, se calhar, é porque não tem fé, lá está.

Seja como for, não restam dúvidas, perante um milagre destes, Portugal será o novo motor da economia europeia ou mesmo mundial. Nem se percebe por que razão Portas diz que prefere ser celta, os sinais da recuperação portuguesa são tantos que a Irlanda vai seguramente ficar para trás. Aliás, a próxima visita da troika não será para fazer qualquer avaliação, será, isso sim, para aprender com estes verdadeiros magos da Economia. Aprender, por exemplo, como tirar a Europa da crise. Sim, porque, por estranho que pareça, os nossos parceiros europeus que, ao contrário de Portugal, fizeram sempre tudo bem, nunca viveram acima das suas possibilidades, nunca tiveram Sócrates a governá-los e, muito importante, não têm o Tribunal Constitucional português a atrapalhá-los, ainda não descobriram como pôr as respectivas economias a crescer. Nada que não se possa resolver, é só porem os olhos no magnífico Governo português.

6 thoughts on “Este Governo ainda vai dar lições ao Mundo”

  1. Será que os nossos governantes descobriram este gráfico?

    http://krugman.blogs.nytimes.com/2013/10/28/three-centuries-of-debt-and-interest-rates/

    Trata-se da mais longa série sobre a dívida pública de um único país. O Banco de Inglaterra colecciona estes dados desde 1700.

    Como se pode ver, a Grã-Bretanha passou boa parte do seu período imperial com uma dívida pública entre 100% e 200% do seu PIB. Porém, isso não impediu os anglo-saxões de se tornarem numa superpotência, nem de melhorar a sua competitividade!

  2. Um dos grandes problemas do líder da oposição, António José Seguro, é que já consegue falar a 100% com esse vocabulário. Todos os dias tem uma série de frases construídas, preparadas por meia dúzia de fazedores de frases que lhe dão isso, e ele repete isso há dois, três anos. Já ninguém acredita. Porque ele não transmite nem sentimentos, nem preocupação, nem honra, nem genuinidade, nem determinação, nem verdade.

  3. É isso mesmo: nem emoção, nem preocupação, nem dignidade, nem genuinidade, nem determinação, nem convicção, muito menos verdade.

    Apetece rasgá-lo e pô-lo no lixo!

    Uma catástrofe para Portugal, um empata-fodas para o PS, sobretudo no momento atual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.