Brincar aos governantes e aos governadores

Em 2011, ainda mal tinha chegado ao poder, Passos Coelho garantiu que seria sempre ele a dar as más notícias. Na altura, houve quem tivesse visto nestas palavras uma indirecta ao seu antecessor. Parece que Sócrates deixava essa desagradável tarefa para outros. Imagine-se o que se diria se Marques Mendes fosse socialista e tivesse feito no tempo de Sócrates o que tem feito ao longo destes três anos de Governo PSD/CDS. Na verdade, tem sido ele a anunciar praticamente todas as medidas do Governo e tem podido fazê-lo tranquilamente. A comunicação social não só não critica este método do Governo como acha normal que seja um comentador no seu espaço televisivo a fazer os anúncios que caberiam ao primeiro-ministro ou a qualquer outro membro do Governo. E ontem ficámos a saber que Marques Mendes não presta este serviço exclusivamente ao Governo. Aparentemente, também passou a ser porta-voz do Banco de Portugal. Ontem, os jornais, ao mesmo tempo que noticiavam que o Governo estava em negociações com o Banco de Portugal e com Bruxelas com vista a arranjar uma solução para o imbróglio do BES, revelavam qual seria essa solução pois a mesma já tinha sido avançada por Marques Mendes. E Marques Mendes sabe sempre o que diz. Pensava eu que este é um daqueles assuntos que tem de ser tratado com pinças já que tudo o que é dito pode ter, e tem, consequências. Mas, afinal, não é assim. A negociação das acções do BES está suspensa até que haja informação relevante acerca do plano de recapitalização do banco e quem transmite essa informação é o Marques Mendes. Mais uma vez, tudo normal para toda a gente incluindo o Governador do BdP. Para a anedota ficar completa só falta ouvir, logo à noite, o Governador repetir o que já foi dito por este verdadeiro gigante do comentário televisivo.

2 thoughts on “Brincar aos governantes e aos governadores”

  1. Não é porr acaso que o doutorr Marrques Mendes é conhecido como o “pombo correio do Goverrno”. Ganda Nóia! Um dia foi-lhe perguntado como conseguia ele ter tanta informação privilegiada: “Faz-se pela vidinha”, respondeu o videirinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.