Benefícios da Aspirina B

No meio da apresentação mais importante dos últimos tempos, o projector recusa-se a colaborar com o portátil. Mudam-se os fios, mudam-se as máquinas: nada. Acabo de computador nos braços, passeando face aos dignos Clientes como uma daquelas mocinhas semi-desnudas que andam sempre de tabuleiro a tiracolo a vender charutos nos filmes de gangsters. Só mesmo se de repente apanhasse a síndroma de Tourette e desatasse a vomitar impropérios é que aquilo podia correr pior.
Neste momento acabrunhante, quando só desejo que desça das nuvens um disco voador que me leve para Urano, começo a sentir o efeito balsâmico do Aspirina B, através de um singelo pensamento: “isto agora está a parecer-me terrível. Mas mais logo hei-de escrever um post meio cómico sobre o episódio e a neura passa-me logo”.
Agora, aguardo em jubilosa esperança a última etapa deste processo terapêutico.

16 thoughts on “Benefícios da Aspirina B”

  1. Eu também quando o dia me corre mal imagino-te “como uma daquelas mocinhas semi-desnudas que andam sempre de tabuleiro a tiracolo a vender charutos nos filmes de gangsters”, e garanto que o dia melhora muito. Fico é com soluços de tanto rir.

  2. Claro que o comentário supra não era para si, Cirilo. Mas olhe que isso do “fn+F8” deixa-me na mesma; eu sou fã dos Mac e de PCs pouco entendo.

  3. ARRRRGGGH!!!! Como abomino essa boca!
    E, para informação da plateia, passou-se que os computadores renitentes eram PCs; quem me dera a mim ter levado um PowerBook!

  4. Caro Luis se vc tivesse perguntado a um informático o seu problemas estava resolvido. Era só desligar e voltar a ligar.

  5. Estou absolutamente convencido que a gordura dos GNRs era por causa dos excelente enchidos e quem come bons enchidos tem que relativizar a vida. Cá para mim, esta explicação é tão boa como a do envenamento dos romanos pelo chumbo.

  6. Desculpem, enganei-me no post. Comentei o do lado…nunca abusem dos cigarrinhos para rir, pelas vossas alminhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.