45 thoughts on “Dixit”

  1. ja , ja…..razão tem , então , a campanha de prevenção de acidentes rodoviários sueca que correlaciona negativamente velocidade e potência sexual….a mais velocidade , menos potência : o Confucio confirma.

  2. Quando o CC pega na pila fica tudo excitado. Será que estes machos e estas femeas que aparecem a dar ao dedo não podiam marcar encontro, tudo à molhada?

  3. :-) (ficas bem a dizer pila, mário) :-)

    não leves a mal mas eu prefiro este tipo, artístico, de nu misturado com amantes incondicionais :-):

    por entre nuvens abraçadas

    há abraços de nuvem

    e por entre os raios de sol contidos

    há contenções de um raio

    há sol, nuvem?

    há nuvem de sol?

    que um raio te parta e te faça em água

    e que caias fresco como só és

    a nuvem à nuvem

    o sol ao sol

    e que a água que chora a nuvem

    e que a água que banha o sol

    seja um cantil de danças mil

    seja uma arca que se faz barca

    aonde abraços e raios sem capa

    espremidos e soltos peralta

    regam a sede

    sem rede a parede

    porque por entre os raios de sol contidos

    há contenções de um raio

    porque por entre as nuvens abraçadas

    há abraços de nuvem

    e que um raio te parta e te faça em água

    e que caias fresco como só és

    e que um raio te parta e te faça em água

    e que cresças sol como só tu

    e que um raio te parta e te faça em água

    para a parede ter-te nu

  4. Sinhã, está muito bonito, mas lento. O CC está a tratar da problemática da velocidade. Se não for, que me caia já aqui um raio. :)

  5. :-)

    (não caiu, viste? é que o CC sabe que a sinhã acredita ser na lentidão que se ultrapassam todos os limites. até os da velocidade). :-)

  6. Caiu, caiu. A palavra ‘lento’ caiu-te como um raio. Um. Porque raio que é raio parte à primeira, e tu para partires o que estavas a tentar partir usaste uma meia-dúzia. Ora, isto é um insulto às nuvens que, parecendo umas panhonhas que ali andam (sabe deus o que se passa lá por dentro e a que velocidade), não brincam em serviço. :)

    (como sou muito democrática, mandei vir um também para mim.) :)

  7. :-) andas a tergiversar. :-)

    (olha, tive uma ideia: visto que as gentes andam raivosas, podem passar a usar “vai para o raio que te choveu”. instituir a poesia nos insultos deve ajudar na cura. :-) boa?)

  8. Mas de que raiva falas?
    Eu, hoje, raiva só se for da hora a que tive de acordar. Uma espécie de ejaculação muuuito precoce do meu sono. Para mim, já são para aí três da manhã. Isto é que é velocidade. :)

    (agora, não te aproveites da lentidão dos meus neurónios) :)

  9. eu não sei se são, apenas, os meus olhos mas em todo lado por onde passo vejo uma ou outra gente a espumar-se (e a espuma é cor de mostarda). :-)

    (e vais, também, ejacular o sono da noite?) :-)

  10. É uma cor de um raio, a da mostarda. Mas tratando-se de espuma, que, no fundo, é uma mistela qualquer que gostaria de ser nuvem quando fosse grande. Espera aí, a espuma se calhar, fruto do excesso de velocidade, também é uma ejaculação precoce (da mistela que lhe deu origem).

    Quanto ao meu sono, não sei. A última vez que falámos disso, tu mostraste-te mais conhecedora do que me acontece em tal estado. :)

  11. Agora paralizaste-me. Velocidade zero. Pedi-te devagarinho, mas lá vem o sinhês a toda a velocidade. Resultado: mais uma já sabes o quê. :)

    Não faço ideia do que seja moscoce mas parece-me muito melhor do que mostarda (o que não é difícil). Mas a esta hora não me apetecem coisas doces. Dão muita aceleração. :)

  12. Se não enches tudo de vírgulas, vai de parênteses. Tive de ir comer um chocolatinho, mas valeu a pena, afinal, estávamos a falar do mesmo, sabe-se lá a que velocidade. :)

  13. Eu a pensar que se dissesse amargo em vez de preto a coisa não descambava. Tivesse eu acordado à menos tempo… :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.