Sei lá se é

O FMI nomeou para Portugal um novo chefe de missão: Abebe Aemro Selassie, com um apelido igual ao do antigo Negus, seu conterrâneo, Hailé Selassié de seu nome, o Imperador (ver o livro homónimo de Riszard Kapuscinski sobre o fim do regime desse senhor, uma das coisas mais delirantes que já li), que nos anos 60 visitou o Portugal do Botas, talvez com a espinhosa missão de o dissuadir de manter as colónias.

Será competente este novo Seleassié, que tem à sua frente uma missão não menos espinhosa do que a do outro? Caso para responder: sei lá se é… (uma piada dos anos 60). Quem estiver interessado no perfil deste mangas, vá ao site do FMI ler dois artigos dele.

Num dos artigo diz que, como economista, espera sempre o pior. Aviso à navegação… No outro fala sobre o desemprego na África do Sul, onde também já trabalhou para o FMI. A taxa de desemprego lá é 24% da população activa, 50 % entre os jovens. Um puzzle, de facto.

Há vinte e tal anos, os rufias portugas da direita racista, bacoca e delinquente contavam anedotas de muito mau gosto sobre a Etiópia e os etíopes que morriam à fome. É a eles que dedico a nomeação de Abebe Selassié como novo chefe da delegação do FMI em Portugal, à frente da troika.

Oferta do nosso amigo Júlio

One thought on “Sei lá se é”

  1. Direita bacoca racista delinquente contavam anedota? que raio de sentido de humor pode ter uma direita assim?

    Para contar anedotas? gostava de ouvir uma dessas anedotas a ver se me ria.

    Nem sei se da direita alguem sabe onde fica a etiópia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.