Discípula de Dostoiévski

Dia entediante, moroso e deprimente. Tudo anunciava um dia sem surpresas. No café da esquina, esperando o café e o pão integral com manteiga, vasculhando na net do telemóvel o último resultado do Euromilhões, dou com o sorteio 42 com resultados e números mais que familiares. Será possível? Eu nunca ganho nada. Tenho o 30. Tenho o 12. Tenho o 4 nas estrelinhas. Vou ver quanto me deve calhar: 9 Euros e uns restos. Fixe. Vou voltar a jogar. Faço notar à cambada leitora que gastei apenas 2 euros na jogada, ok?
Vou à tabacaria onde joguei:
- Acho que isto dá alguma coisita.
A canastrona melosa mete o papel na máquina:
- Dá. 9,04 Eur. Mas não lhe posso dar o dinheiro. - começou a gemer. Sabe como é, hoje é Sábado... Se fosse dia da semana...
- Mas eu tencionava voltar a jogar!!! - digo eu, toda lixada pela sovinice trenga da outra.
Emudeceu, não respondeu e tirou os 9,04 Eur. da caixa.
Pego num papel e começo a preencher: 4 apostas + 1 jocker.
- Mas assim a menina gasta o dinheiro todo!
- Quero lá saber. O dinheiro é meu, não é? - retorqui, irritada pela lição de moral logo de manhã.

De tarde, na reunião de trabalho, o pessoal todo acusava uma cara de aterro por causa dos horários. Lembrei-me então de jogar, não jogar com números, mas jogar com palavras.
- Ei, sabem que eu ganhei no Euromilhões?
As cabecinhas atarefadas ergueram-se de imediato:
- Hã? O quê? A sério?
- Ganhei, sim - corroborei com o sorriso mais Pepsodent da cidade do Porto.
Ficou tudo a olhar para mim, de olhos esbugalhados, à espera de algo. À espera de quê? Da quantia?
- Ganhei 9 euros e tal.

*

Oferta da nossa amiga Cláudia

8 thoughts on “Discípula de Dostoiévski”

  1. No inicio do Totoloto jogava a meias com o meu amigo Neves. Cada um preenchia uma quadrícula. Dividíamos os ganhos mas se os números da vitória fossem meus, o Neves pagava a próxima vez e vice-versa. Só paguei a primeira e aquilo ainda durou uns mesitos. Acho que ganhávamos 9 escudos e tal… hehehe, na verdade não me lembro quanto era, mas não devia andar longe.

  2. Louis Ciffer ou Lúcifer, não metas o Inferno ainda não é chamado :-)

    Manuel Pacheco, um elogio teu é talvez a recompensa de narrar este episódio.

    Chessplayer, é verdade. Não sei se é boa jogada, mas que ando no Porto, ando.

    sininho, vocês ainda iam ganhando. Eu nunca ganho nada. Isto dos 9,04 Eur. é milagre chapado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.