Conversa de café

jose-socrates-1.jpg

«O homem, pá, tem gosto naquilo. O gajo anterior também, claro. Mas tinha de dizer isso prá gente ver. Este, não. Entra pelos olhos que ele grama o ofício. Se calhar é até por isso que se
vai saindo… bom, assim. Tás a ver?».

Depois de ter visto a entrevista na Sic.

A pedido de várias famílias, foi-se ouvir melhor o registo. Mas as conversas de café são muito enigmáticas.

7 thoughts on “Conversa de café”

  1. ora então, deixa cá ver a ementa d`hoje: a linguagem do corpo que se completa no outro, hum, o outro é a inveja do sócrates em tuguês amesterdânico marado “Se calhar é até por isso se vai saindo assim” (!)
    tou a ver,
    Temos brushing à pintelheira pós moderna no salão da Micas administrado pela própria patroa. Que luxo.

  2. De flatulência e de má educação que não é admissível em qualquer circunstãncia, menos ainda quando recebemos alguèm em “nossa casa”
    Joaquim

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.