Cadeira Eléctrica

cadeira.jpg

William Kemmler, condenado pelo assassínio a golpes de machado da sua mulher Tillie, morreu em 1890, tendo sido agraciado com a dúbia honra de estrear a cadeira eléctrica. Esta, obra de alguns engenheiros ao serviço de Thomas Edison, era alimentada por um gerador de corrente alternada adquirido em segunda mão, pois a Westinghouse, seu fabricante, recusou-se a vender um para tal fim. A execução correu mal: a primeira descarga eléctrica, de 17 segundos, não matou o condenado. Enquanto o gerador recarregava, Kemmler gemia e contorcia-se, preso à cadeira. O segundo choque, com maior voltagem, durou mais de um minuto e acabou por matá-lo, numa nuvem de fumo de carne queimada que agoniou todos os espectadores. No seu julgamento, várias testemunhas atribuíram grande parte das desavenças do casal Kemmler a um caso que Tillie teria mantido com um jovem chamado… Jim Fielding. Não é certo que se tratasse do mesmo indivíduo que veio depois a morrer sob as patas de Topsy.

2 thoughts on “Cadeira Eléctrica —”

  1. Acho uma grande estupidez a cadeira electrica, emaginemos que uma pessoa tinha sido culpadade um crime cujo a pena era a cadeira eléctrica, e era enosente.
    Ninguém podia trazer de volta essa pessoa há sua família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.