«Maio»

Bachtsjisarai1-%20onderweg.jpg

MAIOOferece o canto
O cuco
A quem lhe faz o ninho.

O labor
Das abelhas
Eleva-se das rosas
Imitam as searas
Vénias de mandarim.

Há guizos
De rebanhos
Nas papoilas de Maio

O corpo das cerejas
Cobriu-se de cetim.

Soledade Martinho Costa

14 thoughts on “«Maio»”

  1. João Pedro da Costa:

    Papoilas, searas e cerejas é o que eu lhe ofereço, neste dia 3 de Maio (simbólico), para fazermos as pazes…

  2. Bonito Soledade, com as palavras conseguiu-me fazer visões e tilintações, mas o pior é que ainda faltam 15 dias para as cerejas!

    Estou f*dido da tola porque a seguir ao debate o sdarkofago subiu nas intenções. Não quero nada aquele bourreau por lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.