11 thoughts on “«Como se vende um livro»”

  1. Atençâo.Esta a tentar aceder a conteudos que nâo esta autorizado a visualigar.Isto vem no blogue do Nuno Seabra,e faz-me lembrar os bloguistas que creticam aqueles que fazem 40 e 50 anos fora do pais que nâo sabem escrever!A maneira que o escrévem torna-se redicula,o que faz o imigra a nâo comprar o Livro.Em quase todos os blogues existe uma forma de cretica negative ao erro ortografico d’aquele que esta longe..portanto vejo mais comentarios em Espanhol que em Mirandês que é uma lingua oficial Portuguêsa,se escrever uma palavra a rir-me da freira em que o polaco fêz um milagre,quase todos os bloguistas escrevem sobre os meus erros ortograficos.Tira-me o gosto de fazêr a leitura ou de creticar positivamente um artigo.A mim e a milhares

  2. COMUNICADO:

    Estão abertas as inscrições
    para blogueres decadentes e
    sem a mínima noção do ridículo.

    A Direcção.

  3. LAP ou LAPSO (Sem Objectivo?)?

    Py!
    Fizeste bem. Vamos esperar, mas sentadinhos e à beira-mar plantados que isto ainda vai dar muita luta. Estão quase todos a ver se ficam com esta galinha dos ovos de ouro em vez de verem a coisa de uma forma mais alargada.

  4. O Portas vai acabar por comprar os vélhos submarinos e Ota vai ser para os Ovni..verdade foi Pirre Assouline que mo disse tinha visto a senhora de fatima no mesmo convento que a freira que se escréve com o polaco.O nome do livro- Prazêres ocultos com os tarlas

  5. mas Sininho eu pus para aí isso, mas ainda nem olhei. Acho óptima idéia ficarmos à beira mar plantados ao Sol, até ver.

  6. Quero agradecer ao Fernando Venâncio o interesse demonstrado pelo nosso blogue e pelas temáticas dos estudos editoriais.

    Agora, como resposta ao sr. calhordus, a perfeição é uma utopia e, certamente, encontrará gralhas no meu, como em vários outros blogues. Peço-lhe somente que não confunda uma frase absurda digitada por um qualquer programador da weblog e que vem com a plataforma(«Esta a tentar aceder a conteudos que nâo esta autorizado a visualigar») com um texto colocado por mim. Assumo os meus erros, não os dos outros.

    Muito me apraz ver que a língua mirandesa se encontra viva e actuante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.