Escolhe o teu nível de inteligência

Pegas nas propostas de António Costa. Lês aquilo, reflectes sobre o que lá está proposto, qual é a estratégia, quais as prioridades, qual as ideias de fundo. Ou seja, usas a cabeça.

Agora podes parar. A que conclusão chegaste?

1 – Doi-me a cabeça, são muitas coisas incompreensíveis e não percebi rigorosamente nada das propostas dele. Então e a dívida? Não fala da dívida? E as contas públicas? Não sabe que não existe mais nada? Não sabe que não há dinheiro? Vou mas é ler a Caras, isso percebo.

2 – Não sei se concordo com tudo, mas sim,  percebo perfeitamente a ideia e a estratégia. Vamos discutir isso então.

Boa escolha.

14 comentários a “Escolhe o teu nível de inteligência”

  1. Não era muito mais simples o António Costa anunciar, corajosamente, que, no essencial, era prioridade imediata do seu governo retomar as políticas dos anteriores governos Sócrates, aproveitando tudo o que de muito bom continham e corrigindo o que estivesse mal ou menos bom? Não estavam a ser perseguidos objectivos para o médio e o longo prazo pelos governos Sócrates, precisamente nas áreas que A.Costa enumera? O que importa ‘e esquecer o passado PS do plano tecnológico, da aposta nas energias renováveis, na modernizaçâo da administração do Estado, etc. etc. , não ‘e A.Costa? Por que não aproveitar o trabalho feito e dar-lhe continuidade, depois destas bestas direitolas terem interrompido o caminho certo? , Mas o A.Costa não é homem de rasgos. Vai ser o nosso Hollande.

  2. oh abrileira, não digas asneira. primeiro ganhar o partido, depois tomar o poder com maioria absoluta, com a tua táctica nem o partido ganha.

  3. Livra !

    Desculpa la, Vega, mas a tua alternativa é parva. Com efeito, não vejo diferença alguma entre ler o catalogo de banalidades que postas, e ler a Caras… Mostra-me por favor uma so frase que não possa ser subscrita por QUALQUER UM dos partidos que vão a votos ! Portanto o que esta implicito é que o homem consegue, contrariamente a todos os outros, provavelmente por ser muita bom, que é uma razão suficiente para alcançar aquilo que se quer, como apontam varios estudos internacionais realizados nos melhores centros de investigação…

    Em contrapartida, ha um verdadeiro desafio às inteligências superiores, e este consiste em encontrar, no documento, uma pista que seja, acerca de COMO alcançar os objectivos ditirâmbicos que aparecem mencionados na partitura. Prioridades orçamentais ? Cortes ou não cortes ? Défice ou não défice ? Politica fiscal ? Grandes opções de politica industrial ou tecnologica ? Ta quieto o preto ! Se quiseres saber, lê antes a Caras.

    Em suma : “Os Portugueses felizes num pais moderno e prospero”. Foda-se, nunca me ocoreu que tal pudesse ser uma boa ideia. Devo mesmo estar a ficar inteligente…

    Boas

  4. É caso para dizer, o que era demasiado óbvio e previsível para quem seguisse com algum espírito crítico de (suave) exigência a carreira e mediano desempenho do Messias de Lisboa, que o PS continua a navegar à vista e a desejar ardentemente promessas de paraísos à borla na COSTA,

    Isto só pode vir a dar MERDA Socialista porque esta visão infantilizada e paternalista do Mundo e da Politica e da Vida continua a ser a carta de marear destes pindéricos vendedores de banha da cobra.

  5. Vega e demais tenrinhos e ingénuos acólitos no novo Pai NATÁL socialista:

    Escolham, portanto, o vosso nível de necessidade compulsiva de Doce DEMAGOGIA e a quantidade de VASELINA que precisam para a engolir sem mastigar …

    Vou ficar a assistir à criativa performance de Mais um Festival de Mistificação :)))) e olhar para os vossos esgares quando a vaselina acabar!

  6. vega,a divida é para se ir gerindo. temos oito seculos de divida,não há problema de termos mais uns.preocupa-te com a forma de criar riqueza.aproveito esta oportunidade para dizer que em parte subscrevo a “ideia” do governo impedir os reformados de trabalhar até de borla.os que agora recebem e saõ muitos a tapar os mais novos,passavam a trabalhar de borla e a receber o mesmo que recebiam mas agora, “pela porta do cavalo” e sem impostos. uma ressalva: para as reformas muita baixas devia ser permitido tendo em conta os valores do agregado familiar.lembro que professores reformados a trabalhar no privado saõ mais de 10 mil e muitos com fuga aos impostos.

  7. maria abril,eu percebo a sua ideia,mas sabe, a direita para atingir os seus fins,não tem problemas em meter os pais na cadeia se isso for necessario!

  8. batista pontes,identifica-te politicamente,pois não sabemos se és um robot,formatado na sede do pcp. identifique 69 37.pavel, denunciado à IC por alvaro cunhal para lhe comer o lugar de secretario geral do pcp.

  9. Vega, quando alguém como o AC assusta tanto a direita, das duas uma, ou é mesmo muito melhor do que aquele que se agarra como uma lapa ao lugarito, ou os consegue assustar tanto que até fazem campanha pela oposição oficial.
    Por isso escolhi a segunda opção.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *