A isto é que eu chamo um belo exemplo de lógica distorcida

«Eu queria comê-lo, mas não queria matá-lo», disse Armin Meiwes, o célebre canibal alemão que assassinou e degustou (digamos assim) um técnico de informática que conheceu através da Internet.

1 comentário a “A isto é que eu chamo um belo exemplo de lógica distorcida”

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *