Vamos lá a saber

Qual deve ser a resposta de Costa às palavras de Marcelo, quando este exige a demissão da ministra da Administração Interna e ameaça com a dissolução da Assembleia da República?

26 comentários a “Vamos lá a saber”

  1. não sei . mas que vai ser muito mau nos anais da história a geringonça ser estudada como o governo responsável pelo desaparecimento do pinhal de leiria , vai.

  2. A única resposta possível é que em Portugal o PR não fala pelo PM. E o que o Marcelo combinou com alguns partidos foi uma moção de censura. A dissolução é uma história completamente diferente.

  3. se queres dissolver, dissolve já e de caminho marca eleições, que eu volto a candidatar-me a primeiro ministro. caso ganhe, espero que te demitas.

  4. PR: Não estudem, façam teatro.
    PM: Romeiro, romeiro, quem és tu?
    PR: Vou ali e já venho.
    PM: Ninguém!
    [Cortina anti-fogo]

  5. O que não quer dizer, é claro, que: 1) a ministra não aceda a demitir-se contra a vontade do PM, 2) peça desculpas pessoais pelos pecados do mundo.

  6. demitir-se, ir a votos sem a geringonça e exigir aos portugueses uma maioria absoluta clara.
    os portugueses da esquerda radical que decidam se querem continuar a dar o voto ao PC e ao BE, e a prescindir do voto útil num momento crítico para o país, e os do centro que oscilam entre PS/PP/PSD, que decidam se querem a PAF de volta com uma incógnita na liderança do psd. interessante também saber o que, neste cenário, faria passos coelho que anunciou que nem por aí andará.

  7. Portugal tem 92.391 km2. O distrito de Viana do Castelo tem 2.255 km2, ou seja 2,3% da área total do país. Dizem os jornais e os jornalistas que,este ano, o total de superfície ardida é igual à área do distrito de Viana do Castelo. E,ao adiantarem estes números,que aceito sem discussão, finalizavam,com voz tenebrosa: o país está a arder!!!

  8. Acho que o Presidente Marcelo se excedeu no discurso, caindo no populismo
    que tem sido usado por grande parte da comunicação social, pedindo cabeças
    algo que, muitas das vítimas não exigem antes, dão relevo à forma como se
    desenvolveram os fogos! Alinhou com aqueles que, ainda há pouco criaram
    problemas `Lei das florestas privilegiando a propriedade … desprezando as
    vidas humanas e, hoje estão na primeira fila das carpideiras!
    Não se percebeu se o sentimento de Marcelo é pelas vidas perdidas ou se é
    por isso, ficar a manchar o seu mandato???

  9. Perante o discurso populista do presidente, entendo que o primeiro ministro devia apresentar a demissão, sua e do governo. Está na altura do eleitorado português confirmar, explicitamente, que não quer voltar ao passado recente.

  10. As palavras não previnem os incendios. Só as roçadouras. Todos falam para esconder que a solução está nos braços de cada um. Serviço Cívico Obrigatório para limpar as florestas. Já!

  11. Não dar resposta nenhuma.
    E fazer o seu trabalho de sapa contra os fogos e incendiários mansamente como fez na CML e está fazendo no actual governo. Então, depois, o Marcelo virá à mão de Costa para mais umas selfies.
    Claro que o traquinas dos factos políticos voltará sempre à carga e Costa tem de estar prevenido para voltar a dar a volta outra vez.

  12. Costa devia pedir a demissão e assumir a sua incompetência.
    Mas não. Da forma que entrou no poder, não o consegue deixar.

  13. como os líderes competentes não bajulam, Costa deverá – ou deveria – apresentar factos que demonstrem claramente que uma tragédia é uma tragédia, de deuses e de homens loucos, que não pode ser imputada, per si, a um governo.

  14. E se o pateta do Rui Rio fosse um Homem a sério e não uma boneca de borracha, DEMARCAVA-SE IMEDIATAMENTE desta fantochada da “crise mediática” e anunciava que, ou o PSD ganhava juízo, ou ele rasgava o cartão e FUNDAVA UM NOVO PARTIDO do Centro-Direita, Conservador e Democrático, para disputar o Poder com a Esquerda e pôr de imediato a cagona da Cristas no seu lugar.

  15. E dizer inequivocamente ao senhor PROFESSOR Marcelo, que nunca fez NADA DE IMPORTANTE na sua vida política, que quem não sabe, ENSINA, e quem sabe, faz.

  16. Marcelo exigiu do governo um exorcismo para sossegar os abutres da direita. No lugar dele, compreende-se.

    Mas só com exorcismos como este a floresta vai continuar a arder enquanto houver seca a temperaturas muito altas. Inclusive com a abutre Cristas no poleiro da governação, onde já esteve em 2011-2015 e deixou tudo na mesma, pronto a arder.

    Ao governo: é aproveitar agora, que a floresta vai desaparecendo, para recomeçar do zero com uma nova política de ordenamento da floresta. Doa a quem doer.

  17. Qual dor, qual floresta, qual carapuça!

    Bem querem esses abutres saber da floresta! Eles querem é ver o Diabo regressar, em pessoa, e VOLTAR A MAMAR DO POTE!

    O que eles mereciam mesmo era que o BE E A CDU SE ABSTIVESSEM na moção da cagona e o PSD derrubasse o Governo antes ainda de ter o ansiado novo líder!

    Mas aí tudo se esclareceria: íamos para LEGISLATIVAS ANTECIPADAS JÁ EM FEVEREIRO (é Carnaval, ninguém leva a mal…) e o PS GANHAVA COM MAIORIA ABSOLUTA!

    Tanto melhor, em vez de termos a atual Geringonça a carburar (e, até ver, muito bem) até um ano antes das próximas Presidenciais, pois iríamos ter uma Geringonça reconfigurada e relegitimada até… um ano depois delas. Lindo!

    Estás pronto para este “cenário”, ó comentador marcelo? Olha, meu, avém-te com o que estás a maquinar (e depois não te queixes)…

  18. TU: «O que eles mereciam mesmo era que o BE E A CDU SE ABSTIVESSEM na moção da cagona e o PSD derrubasse o Governo antes ainda de ter o ansiado novo líder!»

    Não chega. Uma moção de censura precisa de maioria absoluta: «A aprovação de uma moção de censura pela maioria absoluta dos Deputados em funções ou a rejeição de uma moção de confiança pela maioria simples dos Deputados presentes provocarão a demissão do Governo».

  19. O que me parece a mim, é que a coisa, pode, porventura, ser vista por outro ângulo, e, nesse sentido, talvez aquilo que ressalta da perplexidade desencadeada por Marcelo, com o seu discurso, possa resumir-se assim : Marcelo, dirigindo-se a Costa : “Sr. Primeiro-Ministro, peço-lhe por favor que aceite a minha resignação. Não quero pertencer a nenhum governo que me tenha como membro .”

  20. «As palavras não previnem os incendios. Só as roçadouras. Todos falam para esconder que a solução está nos braços de cada um. Serviço Cívico Obrigatório para limpar as florestas. Já!»

    Galuxo,

    Não invente !
    Comece v a preferir os mercados locais às prateleiras do Pingo Doce quando vai abastecer a despensa, e talvez algo aconteça. Com bocas dessas apenas dá força aos “marcelos” da nossa praça que demagogicamente tenta vender aos néscios a ideia de que há qualquer coisa que se pode fazer no curto-médio prazo para impedir acontecimentos comso os deste verão. Não há.

    Já agora e em abono da honestidade intelectual, há algo mais que todos deviamos reconhecer. Atente-se na quantidade de ignições registadas diáriamente que são resolvidas em ataque inicial. Veja-se depois se alguém ainda consegue dizer que o sistema instalado não é eficaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *