Take five

1. Acho extremamente condenáveis comportamentos como aquele de que foi vítima hoje, na Covilhão, o ministro da Economia. Uma coisa é organizar manifestações – as quais têm, evidentemente, um lado emotivo que leva a cometer frequentemente excessos de linguagem, sem que daí venha mal ao mundo – e outra coisa é realizar atos de ataque pessoal, sequestro e intimidação fisica, que são inaceitáveis, quaisquer que sejam as circunstâncias.

2. Esses atos não são próprios de democratas, são mais próprios de fascistas – o que não deixa de ser irónico, quando normalmente são as vítimas que são apodadas de fascistas e os fascistas que se arvoram em democratas.

3. Quem organiza manifestações tem o dever moral e político de procurar enquadrá-las nos termos próprios do movimento social e do protesto democrático. Quem, pelo contrário, instiga os manifestantes – como foi o caso hoje dos dirigentes da União de Sindicatos – é duplamente irresponsável.

4. A meu ver, estes critérios de apreciação não variam com a identidade do governo e dos governantes em funções.

5. Mas não deixa de ser verdade que PSD e o CDS, que colaboraram ativamente na criação do clima que levou, em 2007-2009, inclusivamente à intimidação física de pessoas cujo crime era participarem em reuniões do Partido Socialista, ajudaram a fazer a cama em que agora estão deitados.

Augusto Santos Silva

15 thoughts on “Take five”

  1. o que ssilva não disse, porque é um estadista, é que a encenação do trolha da areosa, arménio, o carlos, foi um serviço combinado com o governo, à semelhança das vaias ao cavacóide em guimarães, que cancelou uma visita à antónio arroio por causa duns rastas armados de ovos podres e agora é só coragem a enfrentar multidões em fúria. vejam com atenção as imagens da apupadela no covilhão, cadê a segurança do ministro que foi reforçada à 4 meses? alguém foi dentro por amachucar e estrelinha da limbosine ministerial? ah! e a inteligência não previu que o ministro ia ser sequestrado, claro que não, depois da saída do silva carvalho aquilo dedica-se a vídeo-clipping da madona. as cerejas no bolo sindical vão ex-equo para o arménio e para o sô àlbaro, um diz que a manif era tamém contra o ps, verdadeiro responsável pela crise e o outro diz que compreende mas o importante é manter o diálogo. entretanto o rrio já veio dizer que andam para aí uns gajos do governo a tentar descredibilizar o conadá e só faltou referir que tinham subcontratado o trabalho à cgtp.

  2. É bom ver o vídeo para se perceber em que medida é que o ministro foi sequestrado, atacado pessoalmente (o que é que isto quer dizer, “atacado pessoalmente” – alguém lhe deu algum murro, ou já não se pode chamar nomes a um ministro)…

    O Santos Silva fala como se o ministro tivesse saído de lá em sangue.

    Para ele protestar é fascismo.

    Que merda que é este PS.

  3. À imagem da sr. Manuela Ferreira Leite e os seis meses de suspensão da democracia eis novamente a desculpa da “ironia” que não é para todos.

  4. oh joão! de acordo com o expresso e como o vídeo documenta o sô àlbaro foi insultado e travado, factos que configuram dois crimes. vai a um comício do pcp e chama filho da puta ao camarada gerómino ou salta para cima do coche do loção de esquerda a ver o que te calha em termos de justiça, fora um arraial de porrada para preparos. segurança e autoridade? detenções ou identificações? se calhar era uma manifestação amiga patrocinada pelos amigos da onça.

    http://expresso.sapo.pt/ministro-da-economia-insultado-e-travado-na-covilha=f736366

  5. Pois Val, isto parece-me a demonstração da democracia musculada que alguns tanto gostam.
    Por vezes são os ministros que (por interpostos serviços) mandam arrear no zé pagode e lá vai parar um ou outro às urgências hospitalares e, horas depois, aparece alguém a dizer que se vai fazer um inquérito, desta vez foram alguns manifestantes que entortaram a estrelinha do carro do sr. ministro e ninguém se aleijou, pelos vistos…
    Não deixa de ser estranho que a segurança não se veja, do mesmo modo que a polícia ou a GNR, pelos vistos, também não andava por ali!
    Muito mais estranho é nenhum orgão da CS falar na ausência das forças de sgurança e/ou da segurança pessoal do sr. ministro!!
    Mas, se calhar, sou eu que não estou a perceber bem…

  6. O ex-ministro Santos Silva refere-se a uma visita partidária que efectuou a Chaves onde foi confrontado com uma manifa orquestrada pela CGTP que o vaiou e insultou entre os mimos em que são pródigos, de fascista.Santos Silva,enfrentou os “democratas”insurgindo-se contra o “fascista”,mas não o deixaram falar mais.O pasquim da Sonae,o Público,no dia seguinte,noticiou vergonhosamente o sucedido a ponto de considerar de “anti-democrata”a reacção de Santos Silva ao exercer um direito que lhe assistia e sem uma só palavra contra o facto da personalidade em causa se encontrar em Chaves num reunião puramente partidária e não como elemento do governo.O saudoso blogue “Cãmara Corporativa”titulou o ocorrido com ,”O Público está doente”!
    É bom que factos destes não sejam esquecidos nomeadamente por quem experimenta agora do que usou e abusou,a guerrilha leninista de rua,a agitação nas escolas e a manipulação vergonhosa dos pirralhos e as manifas professorais que tanto resultaram para a classe.

  7. Ignatz, a sua crítica é interessante porque você faz equivaler uma visita do governo a uma localidade a um comício partidário – o que quer dizer que quando Sócrates ou algum de seus ministros faziam iniciativas deste tipo não deveríamos tomá-las como iniciativas do governo, como aparições de governantes ao público, mas como comícios do PS.

  8. Uma boa ocasião para ASS estar calado; dou de barato o facto da manif “expontânea”ter sido organizada pela US e do “assalto” ao carro do Alvaro ter sido previamente montado.

  9. oh joão! não digas asneiras, se queres ir por aí, diz lá ao pessoal qual é a lei que permite insultar e obstruir a passagem a governantes. só se for no manual do opusitório, edições avante.

  10. subscrevo o post. os democratas não devem regozijar-se com este tipo de ataques, seja a quem for,mas também não excluo a teoria do Ignatz.Não me digam que os seguranças à semelhança de passos coelho…tambem estão a tramar o ministro da economia em conluio com os social facistas da cgtp?

  11. “social facistas da cgtp”

    Ok. O círculo está completo. À imagem da direita mais fanática sindicatos como a CGTP são para ser tomados como um atentado à liberdade.

    porreiro pá!

  12. Santos Silva tem toda a razão. Não há confusão possível – é exactamente a mesma cambada de trogloditas e de fascistas vermelhos que sempre fizeram arruaças aos governantes e políticos socialistas. São os mesmos macacos descerebrados que em 1975 cercaram a Assembleia Constitutinte e sequestraram duzentos deputados durante três dias e três noites. Quando os deputados finalmente puderam sair de S. Bento, foram cuspidos, apupados e vaiados pela turbamulta macaquista-leninista, mas os deputados fascistas vermelhos foram aplaudidos e levados em ombros.

    Sim, a este governo convém fazer passar a imagem que a oposição é obra de macacos e trogloditas. De modo que o episódio covilhónico é só mais uma faceta da eterna aliança entre a direita e o esquerdalho fascista vermelho.

  13. Santos Silva afirma o obvio. Claro que no passado recente o “Compromisso histórico Português”( PCP/BE/PSD/PP) usaram as mesmas armas, até à exaustão, arrastando classes profissionais outrora respeitadas, usando-as para as arruaças que se viram.
    Foi triste, muito triste, mas agora, é aterrador…..Viram por aí o Sr. Nogueira ? claro que não, mas estamos a vêr 40.000 (quarenta mil) professores no desemprego
    Pcp/Be, derrubaram o PS e colocaram a direita no poder, eles perderam ? Claro que sim!!!! O BE perdeu 50% dos votantes anteriores e o PCP aguentou os 7/8, até que um dia apareça um partido da Extrema Direita, que lhes pode retirar essa diminuta percentagem ( Vêr França Grécia e ESpanha)
    Concordo com Santos Silva, mas a vida é assim: «« Quem com ferros mata…..»»

    NB: Uma pergunta para reflexão: Estará no país a surgir, um tipo de organização de má memória (digo eu…) como o PRD ? vamos voltar aos chamados “incorruptiveis” (?!)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.