21 comentários a “Serviço público”

  1. “É delicioso, é uma forma de governar que tem uma leveza que é toda CDS, “sim senhora, somos solidários, isso é para fazer, damos o OK”.”

    Imitando o Valupi num post atrás poderiamos fazer o trocadilho seguinte e batia tudo exaxctissimamente. Assim:
    É delicioso, é uma forma de votar que tem uma leveza que é toda Bloco, “sim senhores, somos solidários, isso é para fazer, damos o OK.
    Podemos ainda acrescentar o fundamento da “leveza” deste rabaça I que foi: «sim senhores se isso é para derrubar o PM, o princípio da resolução de todos os problemas do país, isso é para fazer e damos o OK,»

    Esta é a história da maior e mais pesada “leveza” que houve em Portugal recente.

  2. Perguntar não ofende…
    14 DE MARÇO DE 2017 ÀS 12:58
    Como foi possível termos metido gente desta no “cockpit” do Futuro dos nossos Filhos?

    Vexa VOTOU? Defendeu que o abstencionista não se preocupa com o País?

    Pois olhe! isto funciona como nas reuniões de condomínios, é responsável quem deliberou a favor..tá a ver?!

    Não esqueça que os chupialistas e comunas adoram comer o prato dos outros….e a direita portuguesa é frouxa, muito frouxa…agora estão de férias e é a vez do costalha de s. bento viajar pelo mundo…yawn.

  3. Grande artigo do Francisco Louçã, a minha tese é mais prosaica:
    aquilo é mesmo tudo Assunção Cristas, desmiolada.

    Obrigado.

  4. Ganda caneta, esta, a do Louçã !

    A Cristas é toda maluca, sim senhor, e se um dia isto fosse a tribunal metia todo o governo na cadeia.
    E ainda não pintou aquele cabelo de loiro … mas ainda pode pedir emprestada a peruca ao Paulo Portas …

    É o que dá meter “madames” no Cockpit da Nação.
    A Maria Luís é a outra face da incompetência destas palonças que envergonham o sexo feminino, e que pelos vistos não servem para mais nada senão para parir …

  5. Jasmin

    Vexa é prosaica, muito prosaica…apercebo-me que V. Ex.ª. é mulher. Diga-me: conseguiu enganar alguém e parir? É que com esse verbo ordinário e ofensivo do género feminino, Vex.ª. deve ser daquelas que tem bigode farto na cara e nas costas….

  6. LOUÇÃ, mais um comuna que gosta de folhados e salvas de prata. A sardinha e as migas são para os operários…
    Ah! A convivência entre os esquerdalhas com a direita e a sua frustração de não assumirem que ADORAM a vida..capitalista…

  7. éstrampa, larga as pedras e deixa a Jasmim sossegada (entretanto, devolve o vocábulo ao aeiou para evitares seres tratado também por papagaio como aconteceu ontem com o tipo do friendismo).

  8. Sóbebo Água Gaseificada, lembras o tipo do bacalhau? O pescador da cana de pesca e que cozinhava umas batatinhas para acompanhar o Gadus-Fiel-Amigo demolhado ao almoço?

    [O pimpampum, é esse?]

  9. Sóbebo Água Gaseificada
    14 DE MARÇO DE 2017 ÀS 17:24
    éstrampa, larga as pedras e deixa a Jasmim sossegada (entretanto, devolve o vocábulo ao aeiou para evitares seres tratado também por papagaio como aconteceu ontem com o tipo do friendismo).

    Arrotos provocados…não são o meu estilo….o meu género é outro. Ouve-se, faz-se sentir e dá sempre pelo mesmo nome….
    De papagaios percebes tu…desculpa lá ó coiso…

  10. Entretanto, «Catarina Martins admite ter ficado perplexa com o facto de Assunção Cristas ter dito que “assinou de cruz, ou seja, sem ler, sem conhecer, algo de uma importância tão grande e com custos tão grandes para o país como a resolução do BES”.» Simples, e eficaz.

    https://www.publico.pt/2017/03/14/politica/noticia/catarina-martins-perplexa-com-entrevista-de-cristas-ao-publico-1765123

    e

    http://expresso.sapo.pt/politica/2017-03-14-Catarina-Martins-perplexa-com-revelacoes-de-Assuncao-Cristas-sobre-o-BES

  11. A bolota, a bolota do catarino…aquilo é que género? Masculino…não é, feminino…não me parece.

    perplexidade ocorre comigo, quando vejo aquela bolota arrotando má educação em todos os sentidos, numa CASA paga por mim…a AR.

  12. e acabo de ver outro “tipo” atras da bolota….que cálice, que cálice…!!!

    Comunalhada rasa, rente ao chão, a bitaitar no meu país…ah!

  13. Trampas,

    PARIR “verbo ofensivo e ordinário para o sexo feminino ” ? ???

    Vocelência está bem de saúde ?
    Parir é uma função fisiológica, ou biológica, do sexo feminino. O que é que isso tem de ofensivo, e mais ainda, de ordinário ?
    Quer vocelência dizer-nos que a sua ilustre mãe o cagou ?

  14. Uma arrastadeira cagada que só debita ordinarices e insultos aqui no blog e que fica ofendida com o uso de uma palavra de que aparentemente desconhece o significado só porque aplicada á parola da crica. É com cada palerma que o Relvas contrata!

  15. Ignaparvz cala-te.

    Jasmim, você…é desequilibrada, já se viu…mas também é limitadita…não alcança.
    Sim, você tem um verbo ordinário. É de verbo ordinário. Deve falar com a perna levantada, mão no bolso e “escarrar” no chão de cinco em cinco segundos…

    Quem é que lhe apontou a expressão “parir”?! Ou será que só conhece “verbo” nesse sentido…?! yawn.
    Guarde a sua linguagem quando estiver a fazer o parto das cabrinhas….e referencie-se à sua mãe…

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *