15 comentários a “Perguntas simples”

  1. ukéku gajo fez à constituição, rasgou alguma folha? a última cena foi ter antecipado o anúncio da fitch, mas não seria de esperar mais da porteira.

  2. O PR conhece muito bem a constituição; ele também dá muitos beijinhos ao seu povinho. Porém, isso não significa que partilhe das vontades sanguinárias de um povo que se crê naturalmente formado em Direito, em leis e justiça. Nem se mencione os jornalistas – o 4.º poder português, sobretudo os do “Expresso”.

  3. jose neves disse…
    Pobre MST;
    Foi um dos que contribuíram pela insinuação e pela palavra de apoio a passos coelho, declarando convicto que este vencera o debate entre ambos arrasando Sócrates sem perceber minimamente que tal arrasanço não fora mais que ignorância total e uma mentira e dissimilação monumental ao alcance de qualquer pessoa atenta perceber quanto mais de um douto comentador político.
    É mais um dos que ajudaram a empurrar Sócrates para esta situação de miserável injustiça, mais um tal como todos os desavergonhados palhaços dos vários ‘eixos-do-mal’ e ‘governos-sombra’ que pululam nos media e andaram anos a martirizar a honra e dignidade de Sócrates e agora,de repente prenhos de hipocrisia, não querem, dizem, de maneira alguma que façam de Sócrates um mártir.
    Ainda não viram a luz como S. Paulo depois de organizar a lapidação dos primeiros cristãos mas, já estudam o caminho da estrada de Damasco para, se for necessário, passarem de acusadores a apologistas.
    Porca miséria de gente.
    sábado dez 27, 07:01:00 da tarde

    José Neves, olha só o fascista que a Jasmim anda a ler!

    Que caraças, para o que a minha cabeça serve!

  4. O Jasmim pensa que a justiça é mesmo cega e, por isso, deve absolver jázinho Sócrates. O procurador tem mesmo cara de comuna. Parece o jerricã de gravata…

  5. yeah… o róró tem cara de jerricona, de saltos altos fazia concorrência à mãe do bardamerda na esquina do técnico.

  6. o que será que faz para o jantar quando convida o povo para ir lá a casa? podia ser (ar)raia miúda frita com arroz malandro, sopinha de nabos e depois uns papos de anjo. :-)

  7. «não precisa de gravata»

    Você conhece muitos sítios, mas não creio que conheça pessoas decentes. Digamos que o seu ramo é “rendinhas e buracos”. Chamemos-lhe um chulignateze. Técnico? Então? Não entra nos sítios finos, não é verdade?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *