Pensamento marado

Embora não apareça referido, é muito provável que António Guerreiro estivesse inspirado irritado pelo circense Quintino Aires quando escreveu Os psi, modelo de luxo. Para o que me interessa, só tenho a agradecer-lhe ter deixado no espaço público uma denúncia que apenas peca por vir com muitos anos de atraso. É que a coisa existe desde 2009, pelo menos: Pensamento Cruzado

Não sei em que ano deixei de os ouvir, mas sei que foi pela mesma falta de vocação para ser vazadouro de confusa sermonária vendida como “psicologia” que o texto do Guerreiro ilustra expondo a granel a inanidade da parelha. O que leva a TSF do Fernando Alves a ter este programa, agravado pela tonteira de durar só três minutos e ter dois oradores que querem muito dar lições de vida ao povinho, é um mistério. Adorava conhecer os números das audiências e algum estudo qualitativo, em nada me importando se viesse a descobrir que estamos perante um sucesso pois tudo é possível no gosto dos outros. Mas aposto os 10 euros que tenho no bolso em como o programa não consegue ter mais do que dois ouvintes fiéis, os próprios que vão para lá falar de tudo menos de psicologia e psiquiatria.

É desconcertante, até triste, porque a TSF, ou outro canal qualquer de prestígio, poderia ter um papel decisivo na educação para a saúde mental e no combate ao estigma da doença mental. Há tanto na área da psicologia e psiquiatria que pode ser divulgado com imediato impacto nos problemas de milhões de pessoas que este desperdício de espaço mediático aparece quase como um escândalo. Azar o nosso.

3 comentários a “Pensamento marado”

  1. bem , se o Guerreiro guardou na prateleira , como o que valia a pena guardar , a fraude freud …. bem pode também ir dar uma volta.

  2. pensamento marado ? andava tudo doido na tugolândia à procura dum populista . queriam ter um trump , uma le pen , ombrear com o estranja . e pronto , o coitado do ventura , que não disse nada de mais , foi catapultado , com fanfarra , foguetes , carradas de barulho , a populista num ai jesus . não se tratem , não. mete dó.

  3. bora lá ver se o júlio machado vaz aparece aqui, ou por lá, a sacudir a coisa marada que não é, de todo, o teu pensamento. :-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *