Oscar da hipocrisia para a Netflix

Será que a Netflix não vê as próprias séries que encomenda? Acaso Kevin Spacey não andou desde o primeiro episódio de House of Cards a exibir em frente às câmaras o monstro de perfídia que é, onde se inclui a oculta paneleiragem e um extenso rol de crimes ao longo de 6 temporadas? Porquê só agora a reacção?

9 comentários a “Oscar da hipocrisia para a Netflix”

  1. Se não houve beijos & abraços foi por ignorância. Sua Excelência a esta hora já fuçou nos livros de medicina que a Legionella não se apanha por contacto directa pessoa-a-pessoa. Desde que inspire fundo e sustenha a respiração não lhe acontece nada … ou acontece … como a esta senhora D. Alice Doroteia …
    https://www.youtube.com/watch?v=R6JUkZgDcPI

  2. Quanto à paneleiragem de Hollywood e arredores … são fases. Agora estão na fase da catarse pública. Deve fazer parte de alguma terapia ocupacional, ou isso. Aquilo sempre foi um bacanal no jardim zoológico, por isso …

  3. De acordo com Jasmin.
    Para o que lhes havia de dar.
    E logo com o mais talentoso, o amais charmoso dos elementos que se enrolam uns e outros na aldeia dos Gorilas extraordinários.

  4. … «a exibir em frente às câmaras o monstro de perfídia que é, onde se inclui a oculta paneleiragem e um extenso rol de crimes», …?

    Valupi, desde que a Felícia Cabrita masculinizou uma das representações públicas sobre José Sócrates e os seus momentos hardcore com umas cenas de tradição francesa de que agora não me lembro qual, e coloriu as páginas do Sol, é todo um outro mundo que passou a ver a luz do dia no Aspirina B.

    Chegaram os estereótipos e correlativos sobre a pa-ne-lei-ra-gem, muito bem.

  5. JRodrigues
    24 DE OUTUBRO DE 2017 ÀS 11:09
    Estava capaz de apostar qualquer coisinha em como, se este despacho fosse para o Sócrates, muitos dos que estão a criticar o Juiz o estariam a aplaudir.

    Eric
    24 DE OUTUBRO DE 2017 ÀS 14:00
    JRodrigues, tens de variar as tuas leituras sobre José Sócrates.

    […]

    Nota. Não o disse, mas o meu comentário hard de ontem sobre o hardcore do ex-PM foi inspirado pela prosa da Felícia Cabrita que deveria ser lido, em especial, pelas crianças e adultos inocentes (como o JRodrigues que comentara ao lado um post sobre o xoninhas da beca, inocentemente).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *