João Gonçalves apanhou anónimos no cu

É ele que o revela. Não é das declarações mais ortodoxas, mas de um amigo do Pacheco podemos esperar qualquer arrojo para combater o situacionismo. O caso envolve um leitor dos Açores, comprovando ser essa uma região que só está bem a desestabilizar. E agora? Os casos de anónimos no cu são os mais difíceis, muito mais complicados do que os casos de pseudónimos na peida, de si já uma chatice sem fim, ou do que os famosos heterónimos no rabo, também beras e aborrecidos, e até do que as alcunhas na bilha, maleita da ralé. O problema dos anónimos no cu, como se pode ler em casas de banho da especialidade, está na facilidade com que fingem não ser nada com eles. Isso protege-os por tempo indefinido, é como se não tivessem nome.

Que fazer? Céline não resulta. Demasiado viscoso. Mas um clister com o Programa do PSD é capaz de aliviar.

23 comentários a “João Gonçalves apanhou anónimos no cu”

  1. LOL

    (E é impressão minha ou o Gonçalves e o Vidal são uma só pessoa? Alguém já os viu juntos? É que as semelhanças são tantas.)

  2. Não é anónimo?

    Estão a falar do João Gonçalves webdesigner

    Ou do João Gonçalves net que vem logo em segundo lugar no Google?

    Ou será do
    • João Franklim Gonçalves
    – maps.google.pt – 213 013 182 – Mais

    B. Táxis Manuel João Gonçalves Da Costa Lda
    – maps.google.pt – 218 876 422 – Mais

    C. João PP Gonçalves Nogueira
    – maps.google.pt – 213 468 036 – Mais

    D. João R Gonçalves Carvalho
    – maps.google.pt – 217 263 772 – Mais

    E. João Gonçalves Fernandes
    – maps.google.pt – 213 631 037 – Mais

    F. João Gonçalves Ralha
    – maps.google.pt – 218 511 913 – Mais

    G. João F Gonçalves Pinto
    – maps.google.pt – 213 139 800 – Mais

    H. – maps.google.pt – 212 752 589 – Mais

    I. João Baptista Gonçalves
    – maps.google.pt – 212 240 532 – Mais

    J. – maps.google.pt – 214 944 875 – Mais

    Mais resultados perto de Lisboa »

    João Fornelos Gonçalves

    João Baptista Gonçalves

    João Manteigas Gonçalves

    João Gonçalves Zarco da Casa do Infante
    • joão gonçalves à entrada do Terceikro Anel;
    Ou sera do João Gonçalves do Olhanense ou do João Gonçalves do deputado do PSDB, ou do João Gonçalves Consulting – Corporate Finance e Project Finance

    Ou mais uns 500 que se seguem em pesquisa rápida?

    Só coisas que m’apoquentam, estes anónimos famosos que dão no youtube e eu nem televisão vejo…

    Ao menos a malta é tem nome que não se confunde.

    E depois, encontramo-nos todos da mesma maneira pelas plataformas, né?

  3. E depois, com todas aquelas citações Céline em tonalidade VIP, é capaz de estar a pensar na Céline Dion, que o escritor havia de mandar levar aí mesmo, uma paneleirice de famoso por fazer redacções, publicadas por gente de sucesso duvidoso.

  4. João Gonçalves já não precisa de se pôr em bicos de pé pois já chegou ao almejado comentário televivivo.
    Tal como o CAA, tanto batalhou que conseguiu.
    Agora já poderá ser menos ordinário.

  5. Olha a/o Zazie a fingir que são todos como ela/ele.
    O João não é anónimo, aparece e publica e assina e tem registo e escreveu no Independente.
    Já a/o Zazie é uma cobardolas, uma sissy-blogger.

  6. anónimos no cú? não conhecia o problema.
    o enquadramento é semelhante ao de implantar edifícios em terrenos de solo com menor coerência, coesão e consistência.

    nesses casos a solução passa frequentemente por um sistema de fundação em estaca. só que, por regra, têm que ser muitas e profundas.

  7. Olha-me o sionsita vendido do FNV com merdas de nicks quando o nick é um nome e a pessoa a mesma.

    Olha, cita o DCestouches e vai também levar na peida que oferecê-la por tuta e meia já tu a ofereces.

    Vê lá, ó porteira, se queres saber o número de contribuinte ou se o facto de um palhaço colocar um nome lhe dá mais ética para a falta dela.

    No caso, nem acho que o JG tenha falta de ética. Tem apenas pancada com nicks e isso é pancada de porteira que sonha ser patroa.

    Já tu és mais vira-casacas a dar para o ressabiado.

  8. Tu és uma hiena sionista, um vendido que salta fora a tempo e se cola à trincheira do adversário antes de o barco ir ao fundo.

    O facto de seres FNV ou Hiena Viscosa, para mim é igual ao litro. Nunca andei a fazer de pide e a tirar informações dos bloggers.

    E a mim até há muita gente que me conhece ao vivo .Por isso, como nunca escondo a mão que atira a pedra, disfarçando-me com outros nicks ou de “Anónimo” e muito menos lanço calúnias ou boatos, tenho o mesmíssimo direito a ser respeitada como se assinasse Maria Joaquina ou Marieta Santos, ou outra coisa qualquer.

    Já que, a vossa imbecilidade é chamarem anónimo apenas a quem não aparece na tv.

    E, se aparece, até passa a campino, de peito feito, por ainda meter a família em muita anormalidade que diz e que mais valia ser incógnita. Pois bastarda tende a ser sempre.

  9. Agora citar um escritor que usou um pseudónimo e sempre se esteve a marimbar para “luces” de palco e favorzinhos mediáticos é que é a maior caricatura.

    E teve a triste ideia de vir com essas tretas para o Valupateta que até redige muitíssimo melhor que ele. E nem precisou de grande trabalho, o palonço é que se lembrou da glosa.

    Mas o mais anormal é este FNV andar agora a defender os que sempre atacou e a chagar-me os cornos por não ser bandeirinha e sempre ter feito manguito a toda esta maltosa tribal.

    É uma chatice, se calhar, haver quem tenha memória e olhinhos na cara e até antecipe as trampolinices de hienas.

  10. E olha, meu animal- que imbecilidade é essa de fingires que nem o género me conheces, quando tu até és amigo do Pedro Picoito que é meu colega?

  11. Eu é que não te conheço nem nunca tive interesse em andar a cheirar nada e tenho educação suficiente para nem perguntar nada.

    Já tu, cheiras, sabes e depois ainda andas para aqui com merdas do gigantesco problema ética da zazie não assinar com o nome de baptismo-

    Era cá uma tragédia político partidária, se eu assinasse, que nem imaginas.

  12. Vejam só a coragem que v.s demonstram .Realmente- a cobardia de não poderem anunciar com megafone ao patrão que alguém é não sei quem e que mora não sei onde e trabalha lá onde trabalha e está a blogar e a esconder essas coisas publicamente.

    Que grande cobardia .V.s ao menos devem andar a apresentarem-se nos transportes públicos e a pedir a identificação a toda a gente que passa na rua ou está no café.

    Na volta, só era chato fazerem de polícias de costumes, quando há costumes que funcionam melhor sem nome.

  13. Mas este gajo é mesmo retardado mental.

    Então olha lá- se o João não tivesse registo no Independente,. e fosse mais um João Gonçalves anódino e desconhecido, como milhares deles, onde estava a cobardia ou a coragem?

    Acaso és tão imbecil que te julgas capaz de saber quem está a escrever e assinar um nome?

    O único registo é do IP e isso vale para tudo, incluindo para direitos de autor. Eu ofereço o que escrevo, como zazie e deixo notas bibliográficas apenas do que não é meu.

    Há outros que vendem e não apenas o que escrevem e eram mesmo esses que tinham agora alguma autoridade para se acharem mais gente do quem nem vende e se está pouco lixando para as peneiras dso galões.

  14. Devias corrigir a fita à Afixe.

    «á a/o Zazie é uma cobardolas, uma sissy-blogger»

    Devia ser um/uma – topas?
    para dar a ideia que sou travesti como v.s são.

  15. Mas a tua falta de originalidade é cá uma coisa -Então tens de me copiar, por sempre te ter chamado hiena sissy-hawk?

    Nem para um raio de uma palhaçada a fingir que sou gajo tens jeito- acabas a usar as caricaturas que sempre te fiz.

  16. E olha lá, pallerma, se estás muito preocupado por eu “não aparecer” onde quer que fosse suposto aparecer, toma lá a capelina que é reversível e deve dar-te jeito para os blogo-eventos de alterne.

    Por mim, a grande vantagem desta trampa é que basta fechar o url para estes palhaços nem respirarem, quanto mais ter de os cumprimentar em sabujice de beija-novo-líder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *