4 comentários a “Exactissimamente”

  1. ya , chocante que não haja ninguém para substituir a esquerda na próxima bancarrota. que chatice.

    … mais um passo para o desaparecimento da partidocracia ,, por algum lado hão-de começar a desaparecer , os partidos.

  2. agora de repente , vi a foto da autora do artigo , e fiquei intrigada : será que Sade , Nabokov , Miller , Bronte , Balzac e centenas de outros maravilhosa e talentosa e criativamente não politicamente correctos, educados à sombra das Comissões de igualdade progressista e moderna e científica e asséptica , teriam escrito uma linha de jeito ?
    é um crime de lesa humanidade e lesa arte e o que esses cromos andam a fazer.

    este assunto é muito mais importante que a morte anunciada do psd , caramba.

  3. Oh yo, a dor que deveras sentes faz-te sofrer ou dá-te prazer? Optar, ou não querer sequer optar, são uma prova do crescimento. Ser imaturo é não querer sentir deveras…

  4. é, de facto, chocante – e miserável – a política das queixas e dos lamentos em detrimento da análise e da solução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *