És enorme, Sócrates!

*

Compare-se o discurso de derrota e despedida de Sócrates com os de Cavaco na noite da vitória e na tomada de posse. Um sai sem um pingo de ressentimento, depois da maior campanha de assassinato de carácter e golpadas mediático-judiciais que este país regista na sua História, o outro pediu que se denunciassem os nomes daqueles que ousaram falar do seu enriquecimento através de um grupo financeiro criminoso criado por amigos seus e homens da sua confiança política. Um ama Portugal, o outro odeia portugueses.

São dois mundos. E não se podem habitar ao mesmo tempo.

75 thoughts on “És enorme, Sócrates!”

  1. Nada os iguala felizmente…

    Socrates é um estadista,
    um homem que lutou pelo seu país ate aos seus limites

    outro mandava umas bocas,
    inventava umas escutas
    mexia uns cordelinhas em consonancia com especuladores internacionais

    não há comparação entre a coelheira, o bpn, e sei la que mais pantominas
    com porte sereno contra tudo e todos que caluniaram socrates
    sempre lutando sozinho pelo melhor para portugal…

    fez erros normais em quem tenta fazer mais, sempre mais…

    caiu com dignidade e honra

    Abraço

  2. mijo-lhe em cima!
    e não me agrada nada o Coelho no poleiro, parece-me contra natura.
    Mas Sócrates, caralho, finalmente…
    mete rolhas ó Valupi (com valupia…)

  3. Sócrates é um estadista brilhante, grande dignidade. É de facto enorme!Foi uma honra tê-lo como primeiro-ministro, vê-lo reprensentar-nos ao mais alto nível.

  4. Não comparemos o incomparável. Apesar da derrota do PS, sinto, ainda mais depois do discurso de Sócrates, que o meu voto não foi desperdiçado. Com o disrcurso fiquei reconciliado comigo próprio. Abraço.

  5. FOI UM GRANDE HOMEM E GRANDE ESTADISTA, NÃO OBSTANTE A VERGONHOSA PERSEGUIÇÃO QUE LHE MOVERAM.
    SAI DE CENA COMO TODOS OS GRANDES HOMENS: PELA PORTA GRANDE, COM GRANDEZA DE ATITUDE E ENORME DIGNIDADE.
    HOJE NÃO, MAS NO FUTURO A SUA GOVERNAÇÃO SERÁ DEVIDAMENTE APRECIADA. MUITO OBRIGADO SENHOR ENGENHEIRO JOSÉ SOCRATES

  6. Não foram muitas vezes que votei PS com agrado, mas desta vez foi com enorme satisfação que o fiz.
    Sempre me fez enorme confusão quando um partido vence as eleições (seja ele qual for) ver nesse dia os seus simpatizantes e aqueles que não o sendo chegam à última (depois de saber o resultado) agitar bandeiras, berrar, gritar vitória e no dia seguinte, logo pela manhã, passearem- aos berros em camionetas de caixa aberta, agitando bandeiras e cantando loas à vitória.
    Dias depois é vê-los a chorar (e infelizmente também aqueles que neles não votaram) pela má governação, pelo aumento dos despedimentos, pelos benefícios retirados. E um mês depois não se encontra ninguém que diga ter votado nesse partido o que, na verdade, constitui um enigma.
    Por isso é que digo aos vencedores (que na verdade não venceram nada) riam tudo hoje porque amanhã já será tarde.

  7. Meu Deus, ainda não caíram na realidade? Ele sempre mentiu durante 6 anos, “sem ressentimentos” se fosse verdade era um acontecimento, nesta altura a sala da casa dele deve parecer um campo de batalha, com os “responsáveis” pela derrota na óptica dele a servir de alvo dos dardos dele…

  8. “És enorme Sócrates”. Será normal este endeusamento de alguém? Acho que nem na Coreia do Norte, com o seu “Querido líder”. Tenham dó.

  9. Sem dúvida que Sócrates proferiu hoje um discurso reveledor de uma grande dignidade.
    E, igualmente, sem dúvida que alguns comentários que se podem ler neste blogue demonstram a mesquinhez, e até a má educação, de certos apoiantes dos vencedores.

  10. Sempre disse que desde que Sócrates se candidatou a 1º. Ministro, votei PS, por efeito dele. Desde o 25 de Abril o meu voto foi APU, CDU e em 2002 BE. A partir de 2005 foi sempre para Sócrates e hoje sinto-me regozijado por o ter feito.
    As pessoas devem ser grandes nas vitórias e maiores nas derrotas. Por isso foi com enorme orgulho que assisti ao discurso de Sócrates e aqui reparei a diferença de atitude entre a esquerda e a direita.
    Pode demorar anos mas a história vai reconhecer a sua obra. Por isso aqui vai um obrigado a Sócrates.

  11. É giro como estas coisas são relativas – vocês ouviram isso tudo e eu apenas (ou)vi um tipo destacado da realidade, cheio de si mesmo que esteve a mentir com base num texto lido em teleponto durante quase meia hora.

    E basta deixar passar umas semanas e vamos certamente ouvir muitas vozes dentro do PS dizer dele muito pior do que eu disse no parágrafo anterior. Talvez até alguns dos fãs ‘assanhados’ que me precederam.

    É a vida….

    Ele sabe o o que o espera – uma reforma dourada numa empresa paga com o dinheiro dos contribuintes. Eu também sei o que me espera – ficar aqui a viver na porcaria que ele fez a pagar as estradas que ele comprou aos amigos e a apanhar os cacos do que já foi um país com futuro.

  12. O PS para mim deixou de fazer sentido…

    Compreendo o cansaço ao fim de tantos anos,

    mas não me conforto com a sua retirada…

    Foi para mim, o melhor 1º Ministro que Portugal

    já teve e vai ser muito difícil que alguém lhe

    faça sombra, seja dentro ou fora do PS.

    Aqui fica a minha homenagem a José Socrates.

  13. De facto sai com enorme dignidade e mostrando um profundo respeito pela democracia, pela liberdade. Mas não é menos verdade que o país perde um político activo e um governante de grande qualidade. E eles não abundam por aí. Não prevejo muito tempo para que se oiçam vozes insuspeitas lamentando a sua saída.

  14. Sócrates é um exemplo a seguir na forma de ganhar, governar e até na forma de perder.
    Hoje tenho orgulho de dizer José Sócrates foi o melhor Primeiro Ministro de Portugal teve até à data dadas as circunstâncias que a história registará.

  15. Quanto a discursos não restam dúvidas: Sócrates deu 5-0 a Passos. E isso não é senão a confirmação do que já sabiamos. Assustador.

  16. O Coelho, antigo militante da JSD, licenciou-se em 2001 na Univ. Lusíada. A sua experiência de gestor começou no mesmo ano, como responsável da formação numa pequena empresa de pesquisa de casas velhas para fins turísticos, mas logo em 2004, sem dúvida como reconhecimento dos seus méritos formatórios, foi nomeado por Angelo Correia director financeiro da FOMENTINVEST, onde dois anos depois saltou para um lugar no conselho de administração. Dali saltou dois anos depois, sem nunca ter exercido um cargo político, para a liderança do PSD e, hoje, para primeiro ministro. O gajo tem molas nos pés!

  17. Ninguém é insubstituível, mas ao tomar o lugar do outro, quem o faz, responsabiliza-se por fazer melhor.

    É o mínimo que se pode exigir a tais agentes, e há que ser implacável com eles, neste desiderato.

  18. Este Discurso de Sócrates, foi tão grande que senti convictamente o quanto de ingratidão y cega visão foram tomados os Portugueses para o dispensarem. É incompreensível. Inolvidável. será cada palavra de Sócrates, uma vez mais, à altura da História de Portugal.
    Sócrates não teve glória eleitoral esta noite, teve Honra. Y, pela primeira vez, a glória que é sempre amarga, nele foi mágica.
    Nunca senti tanto Orgulho no meu Voto! Nunca senti tanto brio em votar em alguém que deu tanta dignidade. Sem Palavra. “Sócrates, és Enorme!” #ILoveSocrates

  19. Durante quase uma hora sentiu-se que Sócrates, de novo, carteava, se impunha à bebedeira da vitória. Suscitando um silencio de respeito, admiração, sentido da história. E, dos que não conseguem viver sem bodes expiatórios, cuja azia afluia ao palato (bebi já demais? De novo dificuldade em respirar, como receava o José Gil em confissões a Crespo, dias antes, ou “será que ele ainda nos vai quilhar o juízo na oposição?”, regougava a Manela, a desfiar as contas do rosário para nossa senhora lhe suspender a democracia por 6 meses).

    O que valeu foi Marcelo, para animar a malta: “foi um bom discurso, com sentido de Estado” perorou ele, “até que estragou tudo com um tremendíssimo erro: permitir perguntas aos jornalistas”. Céus! E o pior é que o Vitorino não lhe deu nas unhas, ao menos por isto. Ou pela defesa que, inocente como uma açucena colhida no rocio da noite, fez do melhor candidato para suceder a Sócrates… o rapaz inseguro, quem havia de ser. Et pour cause, como se diz na língua francesa.

    Discurso histórico o de Sócrates. De muitíssimo nível. Excelente.

  20. DIGNIDADE. SUPERIORIDADE MORAL E POLITICA. SOCRATES É BRILHANTE. PORTUGAL N PODE DISPENSAR UM POLITICO DA SUA QUALIDADE. A FESTA DA NOITE FOI O DISCURSO DE SOCRATES. ATÉ UM DIA!

  21. 6 anos de coragem, dedicação, paciência e elevação. O melhor Primeiro Ministro que Portugal alguma vez teve e terá por muitos anos.

    O meu sincero obrigado a José Sócrates pelo seu serviço ao país. Espero que longe dos holofotes encontre a paz e a felicidade que merece.

  22. Gostei sem duvida…
    Talvez o melhor esatdista tuga que fez tudo por tudo para melhorar portugal. Agora aparece-me um coelho na cartola não se sabe de onde para engordar os mello ou talvez os os fomentos de investimentos de alguns amigos descapitalizados pelo BPN…por aqui nas beiras andam e prolifreram muitos…

  23. Dois mundos incomparáveis de facto.
    Um grande primeiro ministro, um discurso que é uma lição. Vai-nos fazer muita falta.

  24. Val senta aí que vou contar-te uma coisa.

    Uns dias depois da tomada de posso do Sócrates em 2005, estava eu em casa de um amigo e o assunto do momento era a estocada que deu nas farmácias até porque entre os presentes havia gente do meio. Lá pelas tantas provoquei um juiz, também presente, com a sugestão de que a seguir levariam eles por tabela. “Não se atreve, partimos-lhe a espinha”, foi este o comentário à minha provocação!
    Poderia falar de professores, jornais e jornalistas, enfim… A historia é o que é, não acaba aqui, há muita vida pela frente e conto contar com Sócrates, ele volta. Eu sei que volta.

  25. Não há nada mais fácil do que aceitar uma vitória, por mais difícil ou tangencial que ela seja. Mas reconhecer a derrota condignamente está reservado para os grandes estadistas.
    Penso que é bem patente a qualidade do homem que hoje se despede da vida política desta forma brilhante.

    Sócrates é, sim, um grande estadista. Agora consagrado.

    Digo-o não apenas por ele ter aguentado este “nosso barco” nos anos mais difíceis de que há memória; não por ter resistido com valentia a todas as acusações infundadas e casos duvidosos que se viu forçadamente envolvido; não por ter governado o nosso país onde hoje a comunicação social (espelho do resto dos países desenvolvidos) é cada vez mais tendenciosa, armada com os novos meios de comunicação, fazendo-nos crer acreditar que o respeito por um chefe de governo é algo que deve ficar para segundo plano; não por ter governado numa altura de grandes transformações sociais e tecnológicas em que a web 2.0, não intencionalmente, fez nascer uma forma de crítica destrutiva e desrespeito implacável regidos pela impunidade do anonimato; não por ter sido o primeiro ministro mais reformista da nossa época; não por ter investido nas energias alternativas, na investigação e no conhecimento, tendo posto o nosso país no topo dos países que mais investem no futuro.

    Não. Sócrates é um grande estadista porque nas horas mais difíceis, contra tudo e contra todos, não deixou de fazer aquilo em que acreditava.

    Sei também que a História, na convicção da sua obra, o irá reconhecer como tal.
    Merece assim todo o meu apoio e as minhas maiores felicitações.

  26. eu venho, pela fresquinha, fazer claque com o Jota Pê porque gosto muito da forma como se expressa. e não estou a tentar seduzi-lo porque senão teria de dizer que gosto muito da magnólia dele – assim como dos seus cabelos selvagens. :-)

  27. Belíssimo discurso! Parabéns, Sócrates! Foste um excelente primeiro-ministro, a quem a crise veio trocar as voltas, em 2008, quando te preparavas para transformar este país de alto a baixo, puxando pelo que de melhor tem para oferecer e dignificando-o no contexto internacional. Tudo isso planeaste e executaste, até onde pudeste, com um enorme orgulho e entusiasmo, que contagiou as pessoas de uma maneira nunca dantes vista.

    A par da crise, e dela tirando partido, esta direita mesquinha e medíocre, bafienta como o Cavaco, invejosa e maledicente, tudo fez para envenenar a opinião pública e tornar a tua governação uma angústia permanente para quem observava e te apoiava. Doía ler e ouvir aqueles ataques sórdidos e permanentes. Agora dói a ligeireza com que se deita fora o nosso maior político, o mais competente, organizado e determinado de que há memória. Não tenho dúvidas de que vai ser um vazio político difícil de preencher na vida nacional, mas sobretudo no PS. Filhos da mãe.

  28. Ola,

    O homem é muito bom e merece louvores e tem lugar reservado no paraiso (por falar nisso, porque estão ja a enterra-lo, que idade é que ele tem ?) e clap clap clap e que bem que fica na televisão.

    Agora uma coisa é certa. A derrota que ele sofreu, para a qual eu contribui modestamente com o meu voto, não tem nada a ver com isso. A derrota é uma derrota politica. O homem perdeu porque, apesar dessas coisas todas que dizes, cometeu evidentes erros politicos entre os quais o de agir completamente à margem dos ideais que são supostos ser os do PS, com a desculpa estapafurdia da crise internacional (o que significa que a substância do programa dele era preparar o pais para ser competitivo em Marte ou em Mercurio).

    E esta derrota é sobretudo uma derrota total, absoluta, contundente, quase letal da esquerda. A esquerda esta moribunda de não saber propôr nada de concreto e de realista que não seja… uma politica de direita !

    So espero, sem grandes ilusões, que a lição seja ouvida.

    Quanto ao resto, e sem nenhum desprimor para o politico Socrates, até acho que o resultado das eleições vem restabelecer uma forma de equilibrio relativamente sã em democracia : as politicas de direita vão ser feitas por partidos de direita. E’ que, sem que eu atribua o facto a ma fé de Socrates, a maneira como ele vinha dar a cara por ser compelido a fazer o contrario daquilo que havia prometido, ja estava a ser problematica (para não dizer outra coisa). As pessoas so são um bocadinho estupidas (embora esse bocadinho pareça enorme aos emproados) e chega uma altura em que o argumento “estou na merda porque fui obrigado a ceder aos meus adversarios” é sancionado eleitoralmente.

    Enfim, a derrota da esquerda não é, infelizmente, a derrota de Socrates apenas. E’ a derrota de TODAS as propostas de esquerda. A esquerda desapareceu. Dissolveu-se no folclore, cortando-se quase definitivamente do povo, que lhe devia dar seiva. Pior, ao revés dos seus principios mais elementares, transformou o povo numa raça imbecil de figurantes da canção de Lisboa, atirando-o para os braços do populismo mais rasca que se pode imaginar.

    Eu, que votei à esquerda, não digo em quem votei.

    Porque tenho vergonha !

    Boas…

  29. retornei aqui a ler os varios comentarios e fazer a sua sintese com o que eu proprio penso e sinto…

    só me interessam as pessoas de bem que não insultam,

    que apoiam e criticam e sentem aquilo que escrevem…

    e estão aqui belissimos depoimentos com mui força interior, inteligencia sentido pratico das coisas…

    é que nós, tambem somos diferentes, desses que bestializam o convivio, a troca de ideias, a simples sugestão de diferença…

    obrigado também vocês, amigos, que, com, e como Socrates, tornaram uma derrota numa nossa vitoria interior pela nossa diferença “cultural”…

    abraço

  30. Foi um discurso enorme. E prova que, ao contrário do que diziam os arautos e analistas de pacotilha, a única coisa que prendia Sócrates ao poder era a legitimidade conferida pelo voto democrático. Nem mais, nem menos.

  31. Mas em que mundo é que vocês vivem? Quem mais atacou os outros foi precisamente este vosso enorme José Sócrates. Quem nos deixou nesta situação complicadíssima, de que muito dificilmente conseguiremos sair, foi em parte este vosso enorme José Sócrates (com uma grande ajuda de outro que por certo vocês também consideram enorme, o António Guterres). De facto apoiar um partido político em Portugal é como ser de um clube de futebol: as pessoas ficam totalmente cegas relativamente aquilo que o clube (partido) não fez bem. Já é tempo de ganharmos juízo.

  32. Eu aplaudi lá em casa. E comovi-me pela grandeza de alma e também quando ele agradeceu o meu voto. De nada, Sócrates. Se pudesse votava mais 1000 vezes. Por ti,
    por este desgraçado país.

  33. o psd não ganhou nada. o psd, depois da aliança com o cds, em que cavaco teve duas maiorias absolutas, desapareçeu. porque não tem que apareçer. é um partido de conveniência. basta usar a cabeça, e ver quem se pôe em bicos de pés, hoje, para ser visto pelo passos coelho. não existe nenhuma ideologia que origine um partido destes.

    o Partido Socialista é outro assunto. é de facto o maior partido de Portugal. defendeu o país, lutou contra a ditadura, desenvolveu Portugal. defendeu a Liberdade.

    Sócrates, com aguns erros pelo meio estou certo, foi o melhor defensor que Portugal teve. e que Portugal descartou, porque de facto, não distinguimos informação, de desinformação.

    Sócrates tinha de facto um plano para Portugal. e defendeu-o com unhas e dentes. por nós. até por voçês.

    tomai assim, esta enorme lição de democracia, porque todas vão ser poucas, dado a falta de nivel de quem se apodera hoje do poder, que, afinal, nem faz uma pequena ideia de como o vai exercer.

    nunca o meu voto foi tão útil como nestas eleições.
    obrigado ao Partido Socialista. obrigado Sócrates.

    paulo quintela

  34. Sócrates é inteligente (sou obrigado a conceder-lhe isso).

    Só alguém muito estúpido iria potenciar uma derrota já concretizada, com maus modos ou raiva encapotada.

    Tipo Louçâ; estão a ver?…

  35. Eu ja desconfiava mas ainda bem que me avisas, morto de riso…

    Ficam desde ja avisados que quem me puser debaixo dos olhos as declarações do Louçã reagindo aos resultados sujeita-se a uma queixa crime por tratamento degradante e contrario ao artigo 3 da convenção europeia dos direitos do homem !

  36. Também diziam que o Guterres ia ficar na memória histórica e que ainda iamos ter saudades dele, passados estes anos todos existe alguém com saudades de tal figura? O mesmo se passará com Sócrates, dificilmente muitos se vão lembrar da algo positivo deste PM.
    Se alguém acha que ser politico/estadista é mentir com os dentes todos, iludir a realidade, viver na sua realidade, então o Sócrates é de facto um grande politico.
    No discurso, faltou pedir desculpa aos portugueses pelo estado que deixou o pais, ou pelo menos que não conseguiu atingir os objectivos a que se propos. Deveria igualmente, ter pedido desculpa ao próximo governo pela pesada herança que deixou.

  37. Lembro-me bem do pedido de desculpas do Durão Barroso quando deu de frosques à má fila num outro momento delicado para o país…
    Que saudades desses grandes políticos de verdade. Pode ser que agora o Passos recupere essa tradição de que a malta tanto sentiu a falta.

  38. Tentaram partir-lhe a espinha, mas parece-me que não conseguiram, porque ontem no discurso não o vi vergado mas sim como uma postura que outros não tiveram na vitória, é a diferença entre os Grandes Homens e os pequeninos.
    Descança, e cá te esperamos.
    Já agora vamos ver se os srs jornalistas tem coragem para começar a investigar o que tem sido “insinuado” sobre a passgem do PPC nas empresas do grupo Fomentinveste, só com meio ódio.

  39. Eu ainda me lembro do Guterres, Adolfo.

    Foi o maior incompetente que tivemos no governo; apenas suplantado pelo atrasado mental do Américo Thomaz…

  40. E Obrigada Sócrates. O trabalho dele aqui fica. Ainda hoje fui ao café e gostei de ouvir o dono do café questionar-se porque só deitam Sócrates abaixo e nunca falam do bom que fez. Mas a obra que ele deixa ninguém tirará.
    Num outro aspecto, infelizmente nem Cavaco nem Passos sabem passar mensagens como sabe Sócrates e comunicar como consegue Sócrates. O seu discurso de saída foi grande, tal como ele o sempre foi. De lutador pela defesa do país.
    É enorme e continuará a se-lo.

  41. Um ama Portugal, POIS AMA na maneira como tratou a educação, os reformados, os funcionários, O MENINO DE OURO, MIJA O BESOURO ….. AAHAHAHAHAHAH … estes comentários são comentários dos boys e das girls …. todinhos ….. que peninha!!!!

    São dois mundos. Pois são, um dos bois e girls e outro da populaça ……

    Amanhã já andam por aí dando vivas ao PPCoelho!!!
    Mas nós estamos cá para ver as casacas viradas!!!!

  42. A História há-de dar razão a Sócrates. Discurso de um grande democrata que , afinal, não estava agarrado ao poder como alguns diziam. Que fez Louçã depois de perder metade do seu eleitorado? Alguém o ouviu dizer que se ía embora? Contudo, repetiu à exaustão que Sócrates estava agarrado ao poder. Enfim , pela boca morre o peixa!

  43. Foi, sem dúvida, um grande discurso. Uma bela forma de fazer com que todos os outros que se lhe seguiram ficassem CONDICIONADOS, como se constatou e já referido noutros posts.
    Penso que, mais cedo que tarde, ele voltará. Sem querer comparar, (na personalidade, no carácter e na praxis política) convém recordar que também o Paulo Portas saiu um dia e voltou mais tarde com uma força redobrada (dizem os seus apaniguados… que eu disso dispenso bem em querer discutir…).
    A correia de um lutador não se extingue. Poderá fixar lassa durante algum tempo, mas com as “intempéries” acabará por enrijecer e quando ajustada de novo na polia, fará rodar com mais vigor o carburador…

  44. Depois de ouvir ontem o discurso de Sócrates, tive a certeza que o meu voto valheu a pena! Grande homem…

    Hoje, consigo ainda ser mais «fã» do Socrates do que há dois dias atrás.

    E só para quem sabe…

    Catarina

  45. Homem com H muito grande até ao fim.
    Sampaio Presidente, Sócrates Primeiro Ministro, mais ninguem lhes chegará aos calcanhares.
    Não fugiu de nada,só quem não faz a mínima ideia de vida poderá fazer comentários menos abonatórios, agora já têm tudo não pracisam conquistar nada.
    Tudo o que deixou feito irá permanentemente a ser constatado ou usado por muita gente que se habituou a receber sem ter que lutar ou criar.
    A tua dimensão Sócrates , irá continuar a turvar as mentes pequeninas que nada mais sabem fazer ,destruiram um projecto e agora apresentam-se como de cara lavada e nada tivesse sido com eles.

  46. O que Sócrates deixou, uma divida nunca vista, desemprego nunca visto, um desanimo na sociedade nunca visto. Quem vier agora que se desemerde. Sócrates, o PM com piores resultados de que há memória. É esta a herança que este senhor nos deixou.

  47. Aqui chegado constato que a maioria dos comentários forma feitos por malucos fugidos do manicómio do hotel Altis

  48. O “De Puta Madre” diz exactamente o que senti ao ouvir o discurso de despedida de Sócrates, que deixou toda a gente (amigos e inimigos) sem respiração.

    Eh, pá que raio de nome “Da Puta Madre”.

    É a vida!

    Ele voltará …. (é um pensamento que me dá conforto intelectual)

  49. inteiramente de acordo, nunca um pais tão pequeno, teve um FPdaP tão grande !

    e que bem acompanhado que ele está, na foto, dois dos maiores trastes que este País teve a desdita de ver nascer ( corrijo, um, é moçambicano).

    Eu, que sou adepto do provérbio texano “não me dava ao trabalho de atravessar a rua para lhe mijar em cima” neste caso, abria uma excepção, não só lhe mijava em cima, como lhe defecava em cima !

  50. Um político genial com um instinto apurado. Sócrates inaugurou a modernidade na política portuguesa. Mostrou o que é uma atitude responsável, de estado e orientada ao bem do país. Colocou intrigas e ódios pessoais acima de tudo o resto.
    Politicamente, e puramente em política, só é comparável ao Dr. Mário Soares.

    As Ferreira Leite que destilam ódio não vão ficar para a história, mas se não fosse por tudo o resto, pelo menos por este discurso a história vai se lembrar de Sócrates.

    Ele não vai voltar como antes e tem de dar espaço para que o PS encontre o novo caminho. Terá lugar como senador do PS e deste país.

  51. Caro Adolfo

    o centro de emprego em que Sócrates se vai inscrever deve ser o mesmo que ficou com uma vaga deixada por Passos Coelho que garantiu agora o 1ºemprego.

    Na minha empresa quando contratei uma pessoa inexperiente para aprender, recebemos um subsidio de incentivo ao 1º emprego.
    Será que o governo vai receber subsídio por ter dado tamanho cargo num período tão difícil apostando de tal modo e com tanta cegueira no incentivo ao 1ºemprego?

  52. Sim, de facto Sócrates superou todas as expectativas naquele discurso. Até as minhas. Sai pela porta grande e deixa-a fechada. Durante os próximos tempos só veremos postigos a abrir e a fechar. Pequeninos e de aldrave muito enferrujado. É a vida. Há momentos mortos. E há sempre aqueles adolfotroglodias que se contentam com as anémonas e as paramécias, tipo-Tiago Mesquita, ou Ângelo Correia…

  53. Uma só constatação final: o Povo português não mereceu José Sócrates. Nem merece mais do que aquilo que escolheu no Domingo.

    Esta a mais verdadeira Verdade, que ofusca todas as outras.

  54. Ó Marco, fala por ti, se tu não o mereceste é porque és mesmo muito fraquinho. Mas como tu, ainda existem uns 28% dos que votaram no domingo, que pensam assim.

  55. As almas podem ser bem intencionadas. Porém, quando a boa intenção é alimentada pela estupidez e pela cegueira, o resultado é um blog como este: uma desgraça. Pior: uma coisa repugnante.
    O orgulho que tanta gente sente com o discurso de “despedida” – uma coisa que o Almeida Santos escreveu e meteu no teleponto – é sintomático. Como se pode ser tão estúpido que se chegue ao extremo de pensar que o discurso é do Sócrates?
    Há dias, em Paris, num restaurante onde cada prato custa cem euros, o Sócrates pagou o seu jantar, o dos amigos, e ainda do PM polaco que estava noutra mesa com os amigos dele! Exemplar e sintomático, não é?
    As boas almas deste esterqueiro cibernético exultam com a “obra” do homem e são, em simultâneo, capazes de condenar o Jardim! E de achar que estão a ser criteriosos! Fantástico! Não vêm, sequer, que a obra do Jardim, tão louca como e irresponsável quanto a de Sócrates, tem, pelo menos, a vantagem de não dar para jantaradas milonárias em Paris…
    Onde pode chegar a miséria moral!

  56. Gostei de reler todos estes comentarios a um post de 6 junho
    Obrigado Val,
    por esta retrospectiva de vozes e sentires,
    4 meses despois…

    Os dados continuam lançados

    Socrates
    também difere de outros “politicos”
    porque, alem do mais aprende

    sintetiza,
    avança,
    sabe gerir
    o/no, seu conhecimento do país, do mundo e das gentes…

    por isso,

    há quem mui o tema
    e se acobarde
    perante a simples hipotese de ele um destes dia
    poder abrir algumas paginas do seu livro…

    vamos acompanhar este processo de um e outros…
    abraço

  57. Aires,

    quanto a isso, acredita que a espera não é em vão e é isso que estes fdp temem e os faz espernear tanto tempo depois de Sócrates já não ser PM e ignorar ou elogiar os suicidários medíocres que nos govermam agora…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.