2 comentários a “Da série “V-misto no maior ecrã que encontrares””

  1. ecrã pequenito, este. mas o que importa isso, ai!, perante a imensidão dos verbos ver, sentir e fazer? :-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *