A porqueira não se rende

Crespo, por volta das 9.22, acusou Sócrates de ter acesso ilegal a documentos na posse da Justiça. Só isso explicaria a declaração onde se congratulou com o fim do processo Freeport, concluiu irado. Também informou a audiência de estarmos perante uma gigantesca fraude do Ministério Público, o qual não tinha meios de investigação e não respeitou as provas que incriminavam Sócrates – provas essas que Crespo identificou e repetiu a cada 5 minutos.

Mas nem tudo foram mágoas para o porcalhão. Os seus olhos brilharam de esperança, a sua voz elevou-se pujante, com a possibilidade de o processo ser reaberto por requerimento dos variados assistentes. O sonho de voltar a ter Sócrates no corredor da morte encheu-lhe o peito de alegria. Foi o único momento em que sorriu embevecido.

33 thoughts on “A porqueira não se rende”

  1. ah ah ah! “Acesso ilegal de documentos na posse da justiça” e “Fraude no ministério público”. Chutzpah, o teu nome é Crespo.
    Começa a lembrar-me aquele tipo de filmes onde o assassino em série escreve “Stop me!” a sangue nas paredes. Alguém tenha misericórdia da personagem, por favor.

  2. O sr Crespo afinal quando é que responde à acusação que lhe foi dirigida pelo sr Arons de Carvalho aquando das inquirições na CPI. O sr Crespo teria em dada altura ido pedir ao responsável pela comunicação social, para lhe retirar o processo disciplinar que lhe fora movido pela hierarquia da RTP e voltar a colocá-lo em New York.

    Quem cala consente, até prova em contrário o sr meteu cunha e levou sopa, talvez isto explique a raiva com que se lança à gente do PS. Mas é uma acusação grave ao caracter do sr jornalista e a ser verdade, bem revelador da ralé humana que atacou José Sócrates.

  3. Mário Crespo, em off, desabafando para o convidado:

    « ..ora bolas….no tempo de Salazar era bem mais fácil prender e incriminar sem provas e só com calúnias….bons tempos…bons tempos.»

  4. Merda como Crespo não merece mesericórdia.A empresa de Balsemão planeia acontecimentos -a mando do clube Bilderberg-que,mais tarde,parecem acontecer por acaso.Duvidam?.Lembram-se das acusações da Felícia Cabrita,na altura jornalista da SIC,a Ferro Rodrigues.Jornalistas e jornais vendidos a poderes obscuros,deviam ser todos desmascarados e julgados.

  5. Hei-de fazer um «post» com o que o Rui Patrício diz do Crespo no seu livro de entrevistas a Leonor Xavier. Safa!

  6. sim,
    de acordo com jcfrancisco,
    em post ou outra figura qq,
    é preciso registar para memoria futura,
    as “caras” de indigentes mentais que, como crespo, fernandes, manuela, saraivinha, moniz, etc.
    deram força, voz, “vida”, corpo a este imenso lodaçal de mentiras e calúnias…
    para que portugal, e portugueses, não esqueçam estas “caras” de horror…
    abraço

  7. Eu sei que alguém ter de ouvir essa esterqueira para se poder comentar as alarvidades que saem daquela cloaca, mas eu não consigo perder um segundo que seja com tal figurinha. Perdoem-me todos por este desabafo, mas… não consigo…
    Pelo que fui ouvindo noutras alturas foi o suficiente para tomar esta atitude. Só lamento é que figuras que são do PS (como há dias no habitual zaping vi o João Soares) consegue alimentar tal alimária, a não ser que seja pela velha táctica de: “se não os puderes vencer… alia-te a eles…”.

  8. O Krespo tão tem emenda. Não se topa. O Krespo cheira mal da boca. O Krespo acumula saliva nos cantos da dita quando destila ódios antigos qual seminarista dos anos sessenta. O Krespo é um caso de saúde pública. Interne-se o Krespo…e os seus muchachos.

  9. Assim foi! Triste espectáculo. Pois que foi o homem lembrar-se de inventar para continuar a acusar Sócrates? Ora bem, que não podia vir a público congratular-se com as conclusões do inquérito, porque estava a fazê-lo com base num acesso ilegal, bla, bla, bla … bla bla bla.
    Será que, além de nós, que ficámos para ver até onde ia o desplante, alguém ainda sequer vê aquele jornal?

  10. O sr Crespo serve um patrão que se diz o paladino da liberdade da informação. Tal implicito existencial desprendimento, começa por não estar conforme o viver de nababo, na sua Quinta da Marinha.

    Daí este caso, que é um desafio ao jornalismo de investigação do sr Crespo, caramba o sr deve ter alguma dignidade também profissional e exigir procedimentos não discriminativos; “Ha tempos um jornalista investigava um dos muitos rabos de palha de um banqueiro, por sinal o maior financiador da casa, em publicidade.”

    O que terá acontecido para a investigação não tivesse prosseguido?
    Será que nessa casa existem vacas sagradas?
    Ou sagrado é o dinheiro que permite o seu patrão viver em estado de graça?

    A unica verdade jornalistica independente e livre, nessa casa e noutra qualquer é a mesma de sempre; tudo tem um preço. O mal é que aí, esta é a verdade calada da vossa mentira.

  11. não é só o crespo. há outros que continuam com a filha-da-putice: zé manel, lomba,etc. a corja está irrequieta por ainda não chegar ao poder. mas continuarão a manobrar para isso.

  12. E o que dizer do DN? De há uns tempos para cá, virou completamente! Ele é o caso Freeport todos os dias (imitando o Correio da Manhã), ele são entrevistas ao PPC sem qualquer pergunta de jeito, ele são os editoriais esquisitos. Recomecei a ler o Público. Hoje até o Cerejo escreve uma notícia decente sobre o Freeport. What’s going on?

  13. Pois é, a porqueira não se rende! E podem ter a certeza de que “os abutres” das várias oposições não vão desistir! Basta ver como já comentam quer o “caso freeport” quer a venda da PT. E quando esta onda acabar, vai aparecer a próxima “intentona”!
    Até o DN, que apesar de tudo, apresentava uma linha de informação menos “comprometida”, fez um golpe de rins e passou-se completamente para o mesmo lado da porqueira…Será que o grupo a que pertence pensa que desse modo vai subir nas vendas? Tenho é pena do único jornalista independente com FORTE COLUNA VERTEBRAL, que é o Ferreira Fernandes…sempre magistral na sua rubrica diária e em tudo quanto escreve!
    Mas já agora, têm ouvido como a Antena 1 e a TSF se vêm referindo ao encerramento do “caso freeport” : é sempre a insinuação de que Sócrates era suspeito, mas afinal, o MP não arranjou provas !?! Assim, como queremos que o cidadão comum, sem formação juridica, possa ter uma opinião correcta sobra o assunto?

  14. Resumindo o sr Crespo não concretiza nada, mesmo tentando de 5 em 5 minutos, não consegue a cópula, a união entre o sujeito e o predicado; daqui resulta que oração sem a correcta fusão dos seus constituintes não dá frase, é um facto não consumado, uma coisa sem objecto, é uma trovoada seca, tem a fama mas não tem o proveito, nada faz sentido, a mentira parece verdade e vice-versa.

  15. “Confiamos na nossa Justiça? Repito: confiamos na nossa Justiça? Se sim, é preciso pedir desculpa a José Sócrates.” – Pedro Santos Guerreiro (in negocios.pt)

  16. Como tem parecido que o poder vai mudar de mãos, estes lambebotas da Comunicação Social ,já começaram na tarefa ( de lamber botas ). É o caso do DN que , realmente, está diferente! Quanto aos outros: CM, Público , Jornais das 9 de Crespo etc etc, acham que ainda falta um bocadinho para chegar á meta e , por isso, continuam na luta sem regras para derrubar Sócrates. Sim, eles nem estão muito ralados com os outros PS’s. O alvo é, foi e será Sócrates até o verem na arena a ser dilacerado pelos leões. Eles sabem que Sócrates ainda tem hipóteses de ser reeleito porque os seus opositores não valem nada, nem merecem a confiança dos Portugueses. Quem se perfila ( por hipótese) é Passos ‘Coelhone’ ( se outro é tratado por este petit nom tão carinhoso, este também merece). O que este ‘Coelhone’ nos promete é muito bom como, já ouvimos : educação, saúde ,trabalho e outros…

  17. Politica canalha
    Assente e aceite, baseada em lugares comuns, engodo fácil para néscios e gente amoral,
    está a utilização sistemática da insídia, da calúnia, do vilipêndio para atingir adversários
    políticos, vender jornais, gastar horas de televisão e, enquanto dura, promover figuras
    públicas, com estatuto de «justiceiros». Algumas pessoas, que, passada a «onda»,
    voltam necessariamente à vulgaridade.
    São conhecidos os jornalistas, comentadores e pivôs de televisão que alimentam estes
    processos.
    Cientes das «verdades» insofismáveis de ditados populares como «não há fumo sem
    fogo», «quem anda à chuva é que se alaga» etc., e cientes do peso que estes têm
    na formação do pensamento dos mais incautos, lá estão eles sempre disponíveis,
    pressurosamente disponíveis, para nos dar conta da «riqueza» do seu pensamento
    enquanto arrastam a barriga pela lama, numa volúpia irreprimível.
    Bom, assim é, assim será. Agora, o que não se pode esquecer e perdoar é uma
    campanha política para as eleições europeias e legislativas conduzida na base
    destas «técnicas» e que teve como protagonistas a anterior direcção do PSD, presidida
    por Manuela Ferreira Leite e assessorada por Pacheco Pereira.
    Politica canalha.

  18. Será mais um “inocentado”?

    Parece-me que a justiça portuguesa, no que concerne à fórmula de Blackstone ( presunção de inocência) relativamente aos ricos e poderosos, adopta a máxima do Chief Justice Wiggun (dos Simpsons):

    “I’d rather let a thousand guilty men go free than chase after them.”

    Cordiales

  19. Mário Crespo tudo tentou para que quem ele convidou para analisar o caso afirmasse haver crime de Sócrates. Só que ninguém caiu daí abaixo.

    Não gosto do Primeiro-ministro – que acho estar a fazer o trabalho sujo de que o PSD , para cúmulo, irá tirar proveito -mas acho incrível o descaramento com que certas criaturas o arrasam. Ou provam o que insinuam ou calam-se de vez!!

    saudações.

  20. Ana Paula Santos:

    “Sócrates ainda tem hipóteses de ser reeleito”

    Tem, sim senhor. Há sempre a possibilidade de se escavar mais um piso para estacionamento.
    Já agora, onde é que V. Exª assessora de momento?

  21. O sr Belmiro, o tal que dá um chouriço a quem lhe der um porco, quando tentou comprar a PT, deu uma garantia; iria vender a VIVO à Telefónica do sr Alierta, ao preço da uva mijona.

    Sr Crespo, o seu bom-senso não o alerta para algo muito suspeito, uma ligação de gente rica que o quer ser ainda mais e para tanto vale tudo, sem dar cavaco a ninguém? Isto não merece uma investigação ou a sua liberdade de informação não lho permite?

    Sr Crespo como deve saber nessa tentativa gorada da OPA sobre a PT, um dos homens que onde habita a reserva moral da Nação, chamou de TRAIDOR a um banqueiro português ao serviço de um banco espanhol, provavelmente o promitente financiador do ricaço. Isto não é um assunto relevante para ser investigado?

    Sr Crespo, e o desafio lançado pelo sr major sobre a explicação da história do seu enriquecimento desde o mesmo fosse garantido num frente a frente com o sr Belmiro de Azevedo?

    Só não vê quem não quer ver, o sr não tem liberdade nenhuma para decidir sobre isto, que é relevante em qualquer país civilizado, acontece, aceito, mas está calado; mais, até prova em contrário o sr é conivente com o capitalismo reinante e os poderosos instalados, depois segundo o Corta Fitas eu é que estou ao serviço de Sócrates.

    Foda-se o jornaleco e fodam-se os fiteiros!

  22. A rapaziada xuxalista anda doida. Parece que ganharam o campeonato do mundo. Ganhar até ganharam, mas foi o campeonato da aldrabice, da mentira e da sem vergonhice.

    Grande Mário, que tens coragem de desmascarar este bando de filhos de gente séria.

    E este “volupio” é o quê ? Dá a cara cobardolas !!!!!

  23. olha o antónio cunha: sai um caviar para a esquerda! eh pá volta lá para o arrastão a dizer mal da vida e do teu pesadelo, sócrates.

  24. Porra que grandes gorilas a defender o chefe.achei- os malcriados,mal intencionados,tendenciosos, e provavelmente muito velhacos.Que grande GANG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.