na bica de água

Ontem, na feira do livro. Espero na fila da bica de água, distraída com os meus filhos e as suas reclamações. Não vejo quem está à frente. Ambos bebem e depois é a minha vez. O papel estava colado pela água, rasgado, um pouco desfeito, mas reconheci-lhe a escrita. A lápis, astucioso. Secou sobre a relva, enquanto comíamos churros.

Desejo

Vendo-o assim na beira do passeio, bengala hesitante, acorri.
Prontamente, ofereci-me para amparar o seu andar cego, fascinada pelo olho abjecto, cor de borracha rotring. Sem uma palavra, peguei na mão dele e poisei-a no decote. Senti-lhe as pernas a fraquejar. Não foi difícil conduzi-lo então ao beco, onde o abandonei, acto contínuo.
Ao longe, fiquei a admirá-lo, deitado no chão, a borracha rotring perplexa por entre os pontapés dos dois homens.

eu sei que tu sabes quem sou

26 comentários a “na bica de água”

  1. clara, também teríamos gostado de vos ter encontrado. sem o louçã.

    claudia, eu fui ontem, não hoje. infelizmente.

    canuck, são uma espécie de farturas fininhas.

  2. Churros farturas imperial = hhhhhhhhhhum

    A mim, nem para as urgências, nem para as urtigas.

    Concordo com o q dizem do Louçã… ele anda a perder a graça. Para mim… já a teve.

    Eu andei à volta da Feira do Livro… acabei por ir ouvir uns fados, pouco vadios, lá para a Graça

  3. Sadismo gratuito. Bater no ceguinho não é uma figura um tanto estafada? E que maneira estranha de dizer olho vazado.

    Também eu andei na Feira ontem à tarde, no meio daquela maralhama. Mas não fui eu quem te pôs a papelinho na bica. Nem ninguém, parece-me.

  4. Quem é o ceguinho? O Louçã? E eu que achava que ele é que até via mais do que os outros (ou, pelo menos, mais distorcido).
    A minha filha também tentou atropelar o Pedro Rolo Duarte com os ténis das rodinhas, ainda assim, gostaria muito mais de vos ter encontrado a vocês (Susana e garotos, perdoem-me os outros todos, mas gosto mais deles, o que fazer?).

  5. será que eu sei que etc, sabes que sei quem tu és; ele, ou ela, é que não sei.

    luis eme, pois não sei. e tu?

    valupi, até que enfim que alguém chega aqui com a razão toda.

    nik, olho vazado é estranho, parece convexidade.

    clara, que bom gosto tu tens.

  6. os meus churros, e aqueles que sempre conheci, são uma espécie de farturas mais finas, com açucar e canela. esses com doce e chocolate só de olhar enjoam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *