na bica de água

Ontem, na feira do livro. Espero na fila da bica de água, distraída com os meus filhos e as suas reclamações. Não vejo quem está à frente. Ambos bebem e depois é a minha vez. O papel estava colado pela água, rasgado, um pouco desfeito, mas reconheci-lhe a escrita. A lápis, astucioso. Secou sobre a relva, enquanto comíamos churros.

Desejo

Vendo-o assim na beira do passeio, bengala hesitante, acorri.
Prontamente, ofereci-me para amparar o seu andar cego, fascinada pelo olho abjecto, cor de borracha rotring. Sem uma palavra, peguei na mão dele e poisei-a no decote. Senti-lhe as pernas a fraquejar. Não foi difícil conduzi-lo então ao beco, onde o abandonei, acto contínuo.
Ao longe, fiquei a admirá-lo, deitado no chão, a borracha rotring perplexa por entre os pontapés dos dois homens.

eu sei que tu sabes quem sou

26 thoughts on “na bica de água”

  1. clara, também teríamos gostado de vos ter encontrado. sem o louçã.

    claudia, eu fui ontem, não hoje. infelizmente.

    canuck, são uma espécie de farturas fininhas.

  2. Churros farturas imperial = hhhhhhhhhhum

    A mim, nem para as urgências, nem para as urtigas.

    Concordo com o q dizem do Louçã… ele anda a perder a graça. Para mim… já a teve.

    Eu andei à volta da Feira do Livro… acabei por ir ouvir uns fados, pouco vadios, lá para a Graça

  3. Sadismo gratuito. Bater no ceguinho não é uma figura um tanto estafada? E que maneira estranha de dizer olho vazado.

    Também eu andei na Feira ontem à tarde, no meio daquela maralhama. Mas não fui eu quem te pôs a papelinho na bica. Nem ninguém, parece-me.

  4. Quem é o ceguinho? O Louçã? E eu que achava que ele é que até via mais do que os outros (ou, pelo menos, mais distorcido).
    A minha filha também tentou atropelar o Pedro Rolo Duarte com os ténis das rodinhas, ainda assim, gostaria muito mais de vos ter encontrado a vocês (Susana e garotos, perdoem-me os outros todos, mas gosto mais deles, o que fazer?).

  5. será que eu sei que etc, sabes que sei quem tu és; ele, ou ela, é que não sei.

    luis eme, pois não sei. e tu?

    valupi, até que enfim que alguém chega aqui com a razão toda.

    nik, olho vazado é estranho, parece convexidade.

    clara, que bom gosto tu tens.

  6. os meus churros, e aqueles que sempre conheci, são uma espécie de farturas mais finas, com açucar e canela. esses com doce e chocolate só de olhar enjoam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *