anúncio com uma lágrima de crocodilo no canto do olho

Há tempos deixei aqui este comentário:

a susana tem andado soterrada debaixo do trabalho e demais assuntos que foi deixando pendurados enquanto andou algum tempo dependurada nos blogues. lê regularmente o aspirina, que eu sei, mas evita comentar para não prolongar suspensões. vai deixar o aspirina por não fazer sentido estar não estando, mas ainda não encontrou vagar para escrever a sua lacrimosa despedida.

A verdade é que tenho andado a procrastinar. Por nenhuma razão especial além da apontada acima, associada ao desejo de deixar uma mensagem significativa do prazer que experimentei neste lugar e em tão boa companhia.
Assim, concluo agora o processo: saí.

18 thoughts on “anúncio com uma lágrima de crocodilo no canto do olho”

  1. Honra e prazer, palavras convencionais que convém repetir dada a evidência: Susana, fizeste do Aspirina um local muito mais agradável.

    Tens de continuar a dar notícias, faz parte do contrato.

  2. Já cá não estavas, mentirosa. Não te falo mais.

    Prá frente, Valupi, não esmoreças. Esqueço todas as barbaridades que aqui disseste, para só reter a tua verve, única na blogosfera.

    Aspirina V (pronúncia nortenha). Ganda pinta, Balupi.

  3. Susana,

    A vida é uma saída? A vida é uma entrada? Se um dia descobrires, não sejas ciosa de tais saberes.

    Para já, há esse vasto mundo.

  4. Cheguei agora a Fortaleza estive duas horas nos passaportes e não gostei nada de saber. POdias ter escolhido outra altura, ja agora… DEpois de 7 horas num avião e duas numa bicha isto não tem piada nenhuma.

  5. Susana! é pena! é mesmo pena. Mas, mesmo que tenha perdido uma pena, não deixe de voar, voar é preciso, e escrever também, onde vai parar esse voo não sei, mas diga qualquer coisa, pois lá estarei.

  6. susana,
    o melhor já foi dito, do que ilustra o que penso. Em síntese, subscrevo na íntegra este suprasumo:
    «tenho pena. mas tem lógica. mais uma vez, esteve bem. boa saída. vemo-nos por aí. sempre.»
    e ainda
    «Prá frente, Valupi, não esmoreças. Esqueço todas as barbaridades que aqui disseste, para só reter a tua verve, única na blogosfera.»

    desejo-vos o melhor, a ambos.

    âncio,
    saudades tuas, cáspite!! (evitando o porra!! que é feio). Continuando a subscrever: «Olha o Fernando! E tu, caro amigo, que é feito de ti? Quando é que regressas à bloga?» Abraço-te agora, sei lá quando volto a poder fazê-lo.

    zé,
    acabas de chegar ao Brasil e pões-te numa bicha durante duas horas. Não cederei à tentação das mil piadas fáceis que a circunstância possibilita, convida até. Não. Não serei tão vil. Mas bolas, não posso subscrever esse teu comportamento. Desculpa e tem cuidado, por favor.

  7. Olha tás aí?! Nem tinha visto, não tenho lido blogs. Como tu, lol.
    Finalmente a despedida formal. Pois. Acontece e, embora custe aos leitores (eu incluída) a vida não é, realmente, isto.

  8. joãozinho, ai saí, saí.

    valupi, muito obrigada. e, claro, continuarei a vir.

    agora o que é preciso que se saiba é que vós sois os primos mais lindos da bloga.

    shark, ando bem, e por aí. obrigada pela parte que te diz respeito. isto tudo foi muito bom. :)

    nik, já te disse que não tens idade para seres rancoroso. quanto ao valupi, subscrevo.

    sem-se-ver, obrigada e beijos. nós vamo-nos vendo, não é. :)

    fernando, é mais entrada por saída. daí que. um beijo, e espero continuar a ver-te, embora se peça mais que estas fugazes aparições.

    josé do carmo francisco, devias ter-me avisado. se te soubesse já num dia tão negro, teria protelado mais uns dias.

    cláudia, não :(, :) :)

    z, eu é que agradeço. és mais parte do aspirina do que eu, e das melhores. mando recado aos jacarandás assim que os vir.

    cabeça, muito obrigada, e muito obrigada.

    rvn, pois vemos. eu, pelo menos, vou-vos vendo. de vez em quando ainda me ponho à janela.

    chico estaca, sempre esse insight impressionante.

    mana, pois não. mas olha que isto também não é mau.

    ana, um abraço para si também.

    nik, agora amuei: não volto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *