“Eu vejo-os todos entendidos e chateio-me, claro que me chateio!”

A Helena Garrido (aqui, no Observador), dando voz à direita em geral, continua sem compreender o porquê de terem perdido os seus aliados tradicionais no combate aos socialistas – o PCP e o Bloco. Está inconsolável. Vai daí, carrega nas hipérboles e diz que Costa tem mais poder do que qualquer outro anterior primeiro-ministro em democracia; chama, pasme-se, guardiões da democracia aos dois partidos – “críticos e escrutinadores da democracia, da liberdade, do cumprimento da lei e da ética” (ena!).

Lamenta-se da seguinte maneira trágica: “O que nos pode restar? Quem pode impedir que este Governo se transforme numa espécie de “o Estado sou eu”?

Ah, Helena, que triste, parte-se-nos o coração de a ver tão angustiada, como se, no governo anterior, aqueles dois partidos tivessem algum poder de fogo contra os abusos dos passistas e portistas!

Surpreende porém que, apesar do choro, mantenha ainda algum sentido de humor, como aqui:

“[…] quem acompanhava a economia lembra-se como era importante ouvir as análises dos comunistas aos Orçamentos e como se devia estar sempre atento ao que afirmava o Bloco, primeiro com Francisco Louçã e depois com Catarina Martins.” Ah, sua maluca. Danada para a brincadeira. Mas eles continuam a pronunciar-se!

Mas Helena acaba por tocar num ponto sensível e muito importante da actual situação: pelos vistos, o PSD e o CDS não podem fazer o papel que ela considerava atribuído aos comunistas e bloquistas, a saber, o de escrutinadores e guardiões das liberdades. Mas e não podem porquê? Ela responde: porque já foram poder. Ora bem, aqui é que bate o ponto. Se tivessem exercido bem esse poder, e sido um bom governo, a actual solução não teria tido sucesso. Se não tivessem feito figuras tristes no panorama europeu, por exemplo, ou na condução da governação, ou a nível da moral e da ética, estariam agora em muito boas condições para darem lições aos outros. É um facto, não estão. Choremos, portanto.

Engraçado é que, por muitos encómios que teça aos seus ex-chuchus da extrema-esquerda, Helena acaba por lhes dizer que eles estão bem é na contestação e no protesto. Nunca na assunção de responsabilidades. Para elogio não está mal.

 

9 comentários a ““Eu vejo-os todos entendidos e chateio-me, claro que me chateio!””

  1. Costa é um ressabiado , pelo complexo de ter entrado pela porta dos fundos.

    Só lhe passa esse complexo se um dia entrar em ombros pela porta da frente.

  2. A senhora, você, a Penélope, ocupa que lugar na filados carneiros, hum?

    Faça lá um amontoado de palavras para explicar a aritmética do costalha de s.bento.

    As mesas da “governância” andam manchadas há muito e agora com a filha do outro e a pequenota com cara de bolota verde que nem os marranos no alentejo pegam, a mobília está irreversívelmente danificada. O caruncho ao pé daquilo é santo. Pas de purga para aquilo. Ah! que montes de ” mais do mesmo”. Pouquinhas, apoucadas, um exemplo da trampa portuguesa.

  3. Bonito, Bonito!

    E quando tiver que saír, vai recusar e inventar mais algum mecanismo …constitucional. O pequenote…

  4. Ok, que se f…. esse assunto mais as contas que a Garrido faz (de fezer), o Costa há-de ter o mesmo fim que tiveram todos os outros, numa qualquer estrumeira de PMs a céu aberto.
    Mas, quem terá escolhido a escumalha de chulos, labregos, montes de esterco que se acotovelam na bancada do balbuciante Passos, que manápula eles usarão quanto desatam a tocar ao bicho por baixo daquelas bancadas?

  5. “Mas, quem terá escolhido a escumalha de chulos, labregos, montes de esterco que se acotovelam na bancada do balbuciante Passos”

    Meu caro, V. Ex.ª saberá que, ainda assim, aqueles foram validamente eleitos…já assim não acontecendo com a PORCARIA canina, mais chula e labrega e nojenta que qualquer outra, pois que adoram o património dos outros, resultante da aritmética do costalha de s. bento.

  6. Por lapso e por uma questão de pudor não foi feita qualquer referência à Anti Natura Excrescência Cancróide de que fala o SOISTRAMPA que pelo andar da ESTUPIDEZ PEREGRINA prevejo que se irá perpetuar por largos anos… PORTUGAL até é bonitinho e sossegadinho dá para passear, comer e cagar e comprar a CAIS baratinho e tudo via Ryanair/Easyjet rapidinho e ainda sobra algum para dançar e mexer o cuzinho tudo debaixo do guarda chuva do principezinho onde tudo cabe e não fica molhadinho.

    Não contem com grandes alterações nas próximas LESATURAS ou demais votos de castidade que se avizinhem sobre o autista e esquizofrénico país, Oh Indulgentes continuem a rezar, o Poop Francis tá quase a chegar e a SICuta já se está a preparar.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *