Votos crípticos

Vase.jpg
O que acontece quando dois excelentes blogues se unem em matrimónio? Uma prole infinda de posts minimais?
Seja como for, o que nos importa, a nós leitores, é que as alegrias que hoje começam não vos roubem tempo para a blogação. E aqui fica um pequeno mas decorativo vasito, à laia de presente que gostaria de vos oferecer, se a penúria não fosse tão aflitiva.

20 comentários a “Votos crípticos”

  1. 14 – O senhor Fernando Venâncio quer dar a impressão de estar sempre a tomar conhecimento de alguma voisa. É a estranha preocupação de simular omnisciência. Recusa-se a aceitar que está atolado na ignorância e de cada vez que escreve algo, ficamos com uma sensaçãozinha de ladroagem. É assim um excelente indigente de serviço. O único termo que o define é em inglês: “blag”!

  2. Eu por acaso não tinha percebido que te referias a um casal no sentido literal do termo, e ia fazer a mesma pergunta, assim sendo, faço meus os teus “votos crípticos”, isto se eu souber de quem falas …

  3. Mistério…
    2 blogs que se fundem para fazer só um… até faço melhor… só, faço dois blogs e, para sermos mais justos, até faço 3… onde que está o meu vasito ? ah! sim, na coluna de opinião do Jornal o Público!

  4. Este blog é uma boa bosta. Os posts são de uma pobreza confrangedora. Não há ideias, não há teses, não há pensamentos e não reflexões. Apenas um enorme vazio.

  5. 25 de Abril de 1974

    Duzentos capitães ! Não das caravelas

    Não os heróis das descobertas e conquistas,

    A Cruz de Cristo erguida sobre as velas

    Como um altar

    que os nossos marinheiros levavam pelo mar

    À terra inteira !(Ó esfera armilar. Que fazes tu nessa bandeira?)

    Ó marujos do sonho e da aventura,

    Ó soldados da nossa antiga glória,

    Por vós o Tejo chora,

    Por vós põe luto a nossa História !

    Duzentos capitães destes de agora ! (Pobres inconscientes)

    Levando hilares, ufanos e contentes

    A Pátria à sepultura,

    Sem sequer se mostrarem compungidos

    Como é dever dos soldados vencidos,

    Soldados que sem serem batidos

    Abandonaram terras, armas e bandeiras,

    Populações inteiras

    Pretos, brancos, mestiços (Milagre português da nossa raça)

    Ao extermínio feroz da populaça.

    Ó capitães traidores dum grande ideal

    Que tendo herdado um Portugal

    Longínquo e ilimitado como o mar

    Cuja bandeira, a tremular,

    Assinalava o infinito português

    Sob a imensidade do céu,

    Legais a vossos filhos um Portugal pigmeu,

    Um Portugal em miniatura,

    Um Portugal de escravos

    Enterrado num caixão d’apodrecidos cravos !

    Ó tristes capitães ufanos da derrota,

    Ó herdeiros anões de Aljubarrota,

    Para vossa vergonha e maldição

    Vosso filhos mais tarde ocultarão

    Os vossos apelidos d’ignomia…

    Ó bastardos duma raça de heróis,

    Para vossa punição

    Vossos filhos morrerão

    Espanhóis !

  6. As políticas de reabilitação de criminosos desenhadas pela Esquerda costumam dar nisto: dois indivíduos assassinaram um banqueiro de 46 anos, em Londres. Um deles tinha sido libertado depois de cumprir metade de uma pena de 12 anos, por tentativa de homicídio. O outro, tinha sido libertado sob fiança e estava à espera de julgamento por tráfico de heroína e cocaína. E depois protestem contra a aplicação de prisão preventiva em Portugal.

  7. Como é que um técnico do MNE consegue uma reforma de 7.327 euros? Para os da minha idade, saliento que se tratam de 1.465 contos por mês. Como é que é possível? É mais do que um embaixador tem de reforma…

  8. A presidente da Casa do Brasil de Lisboa, Heliana Bibas, pediu hoje às autoridades portuguesas para não cumprirem a lei e impedirem a actuação dos agentes da autoridade.

  9. As Nações Unidas converteram-se definitivamente, num circo. Depois de terem colocado a Líbia a presidir à comissão para os Direitos Humanos, elegeram agora o Irão para a vice-presidência da Comissão para o Desarmamento.

  10. No meu tempo as pessoas que se prezassem eram contra a exploração dos países pobres pelos países ricos. Estranhamente, agora que os pobres, como a China, estão finalmente a explorar os ricos, também são contra…

  11. Esta dona Tita, para além dos pés sujos, traz crostas de ramela nos olhos e muito ranço nos miolos. Vai dar uma varredela às teias de aranha que deves ter num sítio que eu cá sei, vais ver que te faz bem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *