41 comentários a “A quarta pastorinha”

  1. podemos sair do pcp , mas o pcp não sai de nós… a Zita , de quem gosto muito , trocou o pcp pela opus , uma estrutura hiper rígida por outra igual :) é uma péssima política , mas é uma excelente pessoa , sério.

  2. A Zita Seabra fez muito bem em trocar o comunismo por Nossa Senhora; e se verdadeiramente operou essa troca, então sentir-se-á muito arrependida por ter louvado ideais que primam pela divisão e pelo castramento das ideias do indivíduo. Quem conhece a doutrina mariana, que é simples de alcançar, sabe que “ali” não há imposição, há convite e encorajamento a caminhar no que é do agrado de Deus.

    Nossa Senhora de Fátima não é uma “moda”, é um sentimento; não é isso que transparece do “testemunho” da Catarina Furtado que diz “sugiro Fátima”; Nossa Senhora não se “sugere”, apresenta-se e segue-se com sentimento e certeza…Algo que não combina com personagens, como esta apresentadora que defende ou defendia, o aborto. Se ela soubesse o que as mensagens marianas dizem a respeito….veria que Nossa Senhora não é um adereço religioso ou um “nome” que fica bem numa qualquer “apresentação”….
    Caramba, quanta ignorância e superficialidade….

  3. Cara “Yo”, a rigidez de uma qualquer estrutura religiosa cede perante a devoção do crente, que nem se apercebe daquela, porque caminha “leve”, sem interferências, sem sequer ter tempo ou vontade de pensar na dita rigidez… e leva a sua “devoção” em frente….

  4. cada um é como quer ser e acredita no que quer. ademais, não será despropositado o que diz levando em consideração onde diz.

    o que me captou mesmo a atenção foi o aspecto andrógino, uma espécie de milagre, pelo envelhecimento. e isso fez-me rir. :-)

  5. Esse gajo só podia ser religioso. A fé com que nos massacra aqui diariamente é filha do fanatismo, é um criminoso em potencia. O mesmo para os profetas do Pop facho que afinal usam os mesmo tipo de proselitismo que os idiotas islamicos, mesma largura de banda só o geoposicionamento é que é diferente, cada um confronta-se com aquilo a que se assemelha, ou de cernelha, tanto faz .

    “Mesmo quando se afasta da religião o homem permanece submetido a ela; esgotando-se em forjar simulacros de deuses, adota-os depois febrilmente: sua necessidade de ficção, mitologia, triunfa sobre a evidência e o ridiculo. Sua capacidade de adorar é responsavel por todos os seus crimes: o que ama indevidamente um deus obriga os outros a amá-lo, na espera de exterminá-los se se recusam. Não há intolerância, intransigência ideológica ou proselitismo que não revelem o fundo bestial do entusiasmo. Só se mata em nome de um deus ou seus sucedâneos: os excessos suscitados pela deusa Razão, pela ideia de Nacão, de classe ou de raça são parentes dos da Inquisição ou da Reforma. As épocas de fervor distinguem-se pelas façanhas sanguinárias. Santa Teresa só podia ser contemporânea dos autos de fé e Lutero do massacre dos camponeses. nas crises místicas os gemidos das vitimas são paralelos aos gemidos do extâse…patíbulos, calabouços e masmorras só prosperam à sombra de uma fé – dessa necessidade de crer que infestou o espírito para sempre. O Diabo empalidece comparado a quem dispõe de uma verdade, a sua verdade.”

    “Num espírito ardente encontramos o animal de rapina disfarçado: não podemos defender-nos demasiado das garras de um profeta…quando elevar a voz, seja em nome do céu, da cidade ou de outros pretextos, afaste-se dele: sátiro da nossa solidão, não perdoa que vivamos aquém das suas verdades e de
    seus arrebatamentos; quer fazer-nos compartilhar de sua histeria, de seu bem, impô-lo a nós e desfigurar-nos.”

    E. Cioran – Breviario

  6. substitui aí ” a sua vontade de adorar” por a sua vontade de ser adorado , Joe . vontade de ser adorado e vontade de mandar. de aí a religião , coitada , ser usada como instrumento de manipulação e por isso o homem , e refiro-me mesmo a sexo masculino , construiu um Deus Omnipotente, Omnisciente e Omnipresente e catigador à brava dos” maus” tudo caracteristica s que gostava de ter , uma espécie de super héroi dos livros de banda desenhada. e ainda por cima a querer e gostar de ser adorado , ideia completamente ridícula , um Deus a querer que o adoremos de joelhos e lingua de fora. não são os homens que gostam muito de cães ? ai , como eles adoram o dono :)

    que é que a fé tem a ver com isto? nada.

  7. A arrependida Zita Seabra diz que quer colinho e confirma a espantosa dupla profecia [*] da conversão da Rússia, mas já o conhecido economista João César das Neves acha que o que a Senhora diz não interessa nada porque já sabemos o que ela quer dizer; o que interessa, diz ele, é que tenha mesmo aparecido… sim, porque apareceu mesmo:
    https://www.youtube.com/watch?v=RJoEzVwr-0Y
    _____________________________________________________________

    [*] «Dupla» porque a 13 de Julho de 1917, meses antes da revolução bolchevista, já se sabia no céu que a Rússia ia deixar de ser cristã, mas ainda não havia comunismo, nem ateísmo militante, e fazia menos confusão profetizar apenas o fim da Grande Guerra (que acabou a 11 de Novembro de 1918) para o dia seguinte, coisa muito mais fácil de entender.

    De modo que a revelação da parte russa do Segredo, a partir de Tui, a meias com horrendos bichos infernais e grandes tormentos de almas negras como tições, ficou para 1927, e a sua comunicação ao mundo, pelo Bispo de Leiria, foi deixada para 1941, data muito mais conveniente. Foi o que se pode chamar a grande cunha portuguesa para a Operação Barbarossa, que acabou ainda pior que o Portugal-Suécia da Madeira, depois das três marteladas de Thor…

  8. Particularmente interessante, a ideia do Fernando Carvalho Rodrigues, o já proverbial «pai do satélite», segundo a qual o «bater da fé em Fátima» não se vai ficar pela globalização neste planeta, e espalhar-se-á «por muitos sistemas solares»:
    https://www.youtube.com/watch?v=iEvvfam1Tuk

    Seria interessante saber o que vão pensar os pensantes locais dessa intrusão de criaturas celestiais à imagem dos macacóides visitantes, nas suas próprias visões do cosmos. Lembrei-me logo do conto do Bertrand Russell intitulado «O Pesadelo do Teólogo»:

    The Theologian’s Nightmare

  9. A fe é a ilusão do manipulado, o combustível do crime. Desresponsabiliza e torna tudo mais aceitável, tem q haver preceitos Yo.
    A cena das mulheres e porque toda a religião precisa de mártires :) um papel secundário na ficção.

    Tomemos o exemplo do beato Carlos Alexandre e o fervor místico com que persegue inocentes para alimentar a fogueira da Justiça, ou mesmo a contraparte, Costa que tem um culto da personalidade mistico – ainda pensei q o Edson aquando da campanha p/legislativas tinha falhado totalmente, mas não, aqueles teasers q anunciavam a boa nova e o salvador apanharam bem a personalidade do Baba. Claro q foi despedido, um pequeno deus nunca admite o erro – na necessidade de mártires. Por eles não mexera uma palha, a não ser para atear a fogueira.

  10. Ah! Quando a BESTA se pronuncia e larga as suas porcarias. Há quem as apanhe e há quem diga “arrepende-te, que ainda vais a tempo”. Regra geral, a BESTA explode de indignação e mais inveja ainda, porque ela quer(ia) o lugar do outro – o que tem fé e caminha alumiado, muitas vezes ao colo. A Zita Seabra descobriu isso, e não deve ter sido de qualquer maneira….alguém a foi buscar…

  11. Joe Strummer
    30 DE MARÇO DE 2017 ÀS 12:54
    A fe é a ilusão do manipulado, o combustível do crime”

    Se o alegado “manipulado” acreditasse o que tu, BESTA, dizes, acredita que já tinhas comido da tua PORCARIA. Não é difícil, porém, a paciência não é santa porque está na moda….

  12. É só para colocar um ponto de ordem aqui:
    – A senhora de Fátima não faz parte do dogma da fé cristã e católica.
    Ou seja, muitos católicos não acreditam que a Virgem apareceu em Fátima e a Igreja Católica não obriga a isso. Muitos padres não acreditam e não se coibiram de o escrever, e não foram expulsos da Igreja por isso.
    Tirem daí as devidas conclusões para a interpretação do “fenómeno” …

  13. ó trampa, a Obra está sempre atenta aos momentos de fraqueza dos mais fortes e tem sempre o Caminho para dar e convencer.
    A Zita mudou de fanatismo, mas a “BESTA” continua a habitá-la.

  14. Esta gente pensa que as aparições de Nossa Senhora se esgotam em Fátima.
    Saibam que a Virgem Maria tem aparecido ao longo dos séculos, e no século vinte contam-se-lhe várias em diversas partes do mundo. As suas profecias sempre se realizaram, sendo que outras “aguardam”. Uma delas é o “devastamento” da cidade de Lisboa que, aliás, alguns tentam racionalizar com o tsunami que esperam porque ” é cíclico”, reportando-se a 1755.
    New Orleans trouxe, inclusive, mensagens particulares, pois no meio da destruição, surgiam as imagens de Nossa Senhora e de Jesus Cristo, incólumes. Há mais exemplos do género, no continente americano.
    Itália tem sido grandemente devastada…Porém, há mais exemplos de “acidentes” naturais que concretizam o que a Virgem Maria comunicava. Daí que os segredos aos videntes não pudessem ser logo revelados, mas acabaram alguns por ser publicados. Gozaram na altura, continuam a gozar,porém a realidade dita de outra forma…Não fosse a fé de alguns, a BESTA que governa outros faria bem pior….

  15. Joe Strummer
    30 DE MARÇO DE 2017 ÀS 13:31
    Eheheh tens razão Yo, basta atirar um osso e o gajo aparece. Good dog.!”

    Depende do “gajo” a que te referes. Certamente, te referes a ti próprio, que por lacunas graves no departamento da inteligência, te ris até da tua cauda e estalactites na testa…..

  16. Jasmin
    30 DE MARÇO DE 2017 ÀS 13:27
    É só para colocar um ponto de ordem aqui:
    – A senhora de Fátima não faz parte do dogma da fé cristã e católica.
    Ou seja, muitos católicos não acreditam que a Virgem apareceu em Fátima e a Igreja Católica não obriga a isso. Muitos padres não acreditam e não se coibiram de o escrever, e não foram expulsos da Igreja por isso.
    Tirem daí as devidas conclusões para a interpretação do “fenómeno” …”

    V. Ex.ª. devia completar a sua “informação” com o seguinte: também há padres e acólitos que não acreditam na existência da BESTA, vulgo diabo. Todavia, pregam o evangelho…
    Já agora, não acredite em ladrões e deixe a porta da casa aberta…
    Que tal, se ler as obras do Padre Gabriel Amorth, em vez de investir tanto nas suas reprovadas análises sobre Sócrates…?

  17. O menino Julinho continua a meter na Hepatética A Bilha Rabudinha tudo o que não seja amostra nem fininho e dê leitinho. É a vida comesinha do treme-luzente menino Julinho, ele também gostaria muito de ver o solzinho a dançar quando se põe a mamar.
    Ide mamar bem fundo e bem longe.

  18. Jasmin: «A senhora de Fátima não faz parte do dogma da fé cristã e católica».

    Erro, e dos graves, se me perdoa a ousadia. O que não faz parte do dogma é a aparição em Fátima, não é a Senhora propriamente dita, que foi uma mulher deste planeta que, há séculos atrás, quando ainda era viva, teve um filho humano, do sexo masculino mas desprovido de cromossomas Y, nada mais nada menos que por obra e graça especial do artista que criou o conjunto das galáxias e arredores, e depois se dedicou a outras partes (incertas). Até que se lembrou que fazer penar os justos pelos pecadores não é justo, e resolveu então sacrificar esse seu próprio filho a si próprio, para nos salvar a todos da sua vingança pela nossa desobediência. É uma das minhas histórias favoritas, logo a seguir às do Barão de Munchausen e do Gato das Botas.

  19. Oh és merda então também és dos que acreditam que a Nossa Senhora apareceu em Fátima???
    Porque não aparece ela nos países onde as pessoas morrem à fome? e não aparece àqueles refugiados que morrem afogados ao fugirem da guerra? e porque apareceu a meio do País, tudo planinho, e não foi aparecer em Unhais da Serra? foi para poupar os peregrinos de subirem à serra?

    https://www.youtube.com/watch?v=7VHy6MFkZZ0

    Pelos teus escritos aqui só poderias ser mesmo assim, ENGANADOR ENCARTADO.

  20. Valupi, segurança, brigadas da Protecção Civil municipal e da Polícia de Investigação Criminal, tenho a certeza de que há por aqui um gatuno. Cuidado, senhores!

  21. Permitam-me repetir que, apesar de não ser um puritano do vocabulário, acho que este blogue teria a lucrar com um pouco mais de contenção no emprego da vulgaridade, senão mesmo ordinarice.

  22. Eheheh Nostradamus, Julio Verne, Orwell, e os gajos que acertam no Euromilhoes são mensageiros de Deus. E agora compreende-se o silêncio dos totalistas, enquanto aquilo não for certificado pela Santa Se através da Santa Casa, não se pode dizer nada.

    Na minha humilde opinião a besta es tu, idiota. O teu primarismo e instintos e que sao a besta.O que chamas religião sao os usos e costumes, mitos e historias fragmentadas que os povos do médio oriente, criaram e coligiram para uma melhor organização social. Muito antes da Biblia, Gilgamesh, Vedas, Buda, etc…A auto-consciência afastou-nos dos outros animais, a recusa em nos reconhecer-nos como tal e a necessidade de nos afastarmos dessa herança levou a criação de um duplo exterior, Deus, que nos haveria de salvar do Diabo que reside em nos (os instintos primarios e básicos), o Diabo es tu. Eu sou-o e não sou tão mau como o Passos Coelho diz. Só percebes de patranhas e fanatismo, tens alma de assassino.

  23. aeiou
    30 DE MARÇO DE 2017 ÀS 15:05
    Valupi, segurança, brigadas da Protecção Civil municipal e da Polícia de Investigação Criminal, tenho a certeza de que há por aqui um gatuno. Cuidado, senhores!”
    Claro que não há, meu caro! Pois se o Diabo é um fenómeno que não integra a reflexão das “jasmins” do mundo…

  24. A BESTA esperneia sempre que encontra uma alma que não a recebe. E qualifica sempre o que se lhe opõe. Não em importo de ser “assassino” de almas negras, perdidas…cegas, porque assim o desejam – é uma opção. Na esteira das interpretações, de resto, que se veem quando fanaticamente defendem…corruptos… que está conforme a “quadratura da cabeça”.

  25. Antitrampas e afins
    30 DE MARÇO DE 2017 ÀS 15:01
    Oh és merda então também és dos que acreditam que a Nossa Senhora apareceu em Fátima???
    Porque não aparece ela nos países onde as pessoas morrem à fome? e não aparece àqueles refugiados que morrem afogados ao fugirem da guerra? e porque apareceu a meio do País, tudo planinho, e não foi aparecer em Unhais da Serra? foi para poupar os peregrinos de subirem à serra?

    Pelos teus escritos aqui só poderias ser mesmo assim, ENGANADOR ENCARTADO”

    BESTA, presumo que desejes olear as tuas estalactites, para não voltares a fazer figura idiótica; não me digas, ó BESTA, que é DEUS quem os manda matar, roubar e dizimar?
    BESTA, acerca da serra, tu que gostas tanto de links, porque não pesquisas onde deves e já agora, os lugares bem mais altos que a …serra…como tu tão pateticamente referes, em que Nossa Senhora apareceu?
    Pretendes “gozar” é? Mas…não “gozas”, porque até o humor, o bom, carece de boa informação que o sustente…Aconselho-te a seguir o meu “engano”.

  26. tanta azia e tanta raiva que para ai vai. Abre a mente e abre o coração. Ninguém pode viver só de ódio mesquinho. Isso faz mal à saúde.

  27. yo, soistrampa, Prof, Pardal e dissimulações, Joe Stummer, Gungunhana Meirelles, PePe The Frog, aeiou que sou eu. Meirelles, nada percebes de? O gatuno não sou eu, de certeza. Idem, nem sou um puritano mas o meu histórico aqui, além e acolá fala por mim.

    Nota, importante. No entretanto, e isso sim poderia servir para preencher as caixas neuronais já que os postantes nunca o fizeram e antigamente o Valupi ostentanto a farda domingueira de administrador do blogue preferia bloquear IP’s e tal para dar o exemplo (?), cena que ressoa tão mal nos dias de hoje, ia dizer, poder-se-ia olhar para aqui bem perto e, antropologicamente, aprendermos a comer com talheres à mesa num refeitório ou num restaurante.

    Isto é o que diz o P. online, por exemplo. Eu percebo os critérios e faço o possível por respeitar “as normas” de viver em sociedade (esclarecimento: muitas vezes um gatuno prefere viver à margem, acumulando ganhos eventuais perante a indiferença dos outros e, os dias/semanas/meses/anos vão passando e especializou-se em tornar em vítimas os mais incautos dos leitores, certo?). Mais: assino-as!, e mesmo assim ou por causa disso não me considero entre as vítimas.

    Critérios de publicação

    1. Os comentários só devem ser publicados se estiverem de acordo com os seguintes critérios. Se violarem algum destes pontos, devem ser reprovados, mesmo que violem apenas um.

    2. Os comentários devem ser escritos integralmente em português, salvo referências pontuais noutros idiomas, como nos casos de títulos de obras literárias ou cinematográficas, títulos de artigos ou vídeos, ou expressões idiomáticas;

    3. São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;

    4. São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;

    4. É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);

    5. Os comentários não podem ser escritos integralmente em maiúsculas ou em parte, para destacar nomes ou outros elementos do texto. As maiúsculas devem ser usadas apenas no início das frases e em siglas e acrónimos;

    6. Os comentários não podem incluir hiperligações (links), endereços web (URL) ou qualquer código HTML;

    7. Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;

    8. Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;

    9. É proibido ferir ou incentivar a ferir estas regras, mesmo com recurso ao humor, ao sarcasmo, à referência indirecta ou à citação.

    O PÚBLICO reserva o direito de suspender a conta de utilizador de quem violar reiteradamente estes critérios de publicação.

    _______

    Que me perdoe o Júlio por lhe ocupar o espaço, mas fica dito por uma vez.

  28. Adenda, o meu copy não apanhou os critérios que eram e são 8 ao que me lembro.
    Importantes são os números 3 que é 2, 4 que é o 3 e 9 que é o 8, percebe-se o que quis fazer.

  29. Disse a BESTA:

    “O teu primarismo e instintos e que sao a besta.O que chamas religião sao os usos e costumes, mitos e historias fragmentadas que os povos do médio oriente, criaram e coligiram para uma melhor organização social. Muito antes da Biblia, Gilgamesh, Vedas, Buda, etc…A auto-consciência afastou-nos dos outros animais, a recusa em nos reconhecer-nos como tal e a necessidade de nos afastarmos dessa herança levou a criação de um duplo exterior, Deus, que nos haveria de salvar do Diabo que reside em nos (os instintos primarios e básicos), o Diabo es tu.”

    A sério? Olha só as voltas que dás…! Para convencer quem?! Sabes, então, a história da galinha e do ovo. Esses que falas existem numa qualquer página do google e nalgumas cabeças trevosas, porém, Nossa Senhora, surge esplendorosa em todos os séculos, com resultados, alardeados por quem é felizmente escolhido. Factos, indesmentíveis, de tal forma que nem teem de ser explicados, e não são negados, porque nem o poderiam ser por quem exige a científica explicação.
    E quem mistura “religião” com Nossa Senhora? Eu? Quando? Mas misturam-se? Não sabia!

  30. Isso, engole mais uma hóstia enquanto o Carlos Alexandre manda mais um inocente prá prisão. A Lúcia gostou tanto da estadia que até já alucinava com a tipa em cima das árvores, tive um amigo meu que dizia que com ácido cagava flores, isso dava o quê lá no cardápio dos milagres? Ou era preso por maus costumes?
    Hoje saiu outro q foi engavetado a pedido do moralismo vigente devidamente patrocinado por uma estrela do Livre.
    http://www.jn.pt/justica/interior/afonso-dias-libertado-5757232.html

  31. Eu engulo hóstias e tu consomes-te com ódios e muitas azias, tudo acrescido de uma falta de educação incomensurável, onde primas pelo desrespeito às convicções dos outros. Continua a beber enxofre…

  32. Eheheh não sou não, tu apesar de não seres o único és ainda e de longe quem tem mais autoridade no assunto. Fica descansado.

  33. Um gajo que passa a vida aqui no blog a ameaçar os outros e a vomitar ódio e arrogância vem-se queixar de falta de educação…Oh ternurento. Convicção? isso é a prova de que não tens profundidade, escondes-te por detrás de palavras ocas e meia dúzia de conceitos. A dúvida é a luz.

    ” Factos, indesmentíveis, de tal forma que nem teem de ser explicados, e não são negados, porque nem o poderiam ser por quem exige a científica explicação.”
    A justificação da existência de nossa senhora são as mesmas que suportam as sentenças, nada precisa de ser explicado nem poderia ser.., e prontos, uma ressonânciazita aqui e ali e that’s all folks.

  34. BESTA, escreves mal e contas pior…se eu “passo a vida aqui no blog”, tu certamente estás de plantão para veres as minhas “entradas e saídas”…vestindo, tu, as mais variadas fatiotas da idiotice.
    A “dúvida é a luz”? A sério? Pois, a palavra é a Vida….ó Ignôncio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *