petite apocalypse doméstique

je suis la grande prostituée de babylone.
c’est moi qui se vend pour tes hanches,
celui qui craint tes regards. le serpent
emplumé guette de sa tranchée,
mais aussitôt, blâmé par la colombe,
retourne à la déesse qui l’a conçu : nin.ti.
parfois je suis ce que je suis lorsque je ne
suis ce que je suis. il me manque un peu plus
de discipline pour être canonisé. tu me dis
que tu es moi. il faut que je fouette mes vers.
et tu ne les veux pas fouettés, tu veux
qu’ils soient pécheurs, la bête au chiffre imparfait.
mais tu ne comprends rien. tu ne comprends
que c’est moi la bête e que le combat est terrible
de sortilèges : je ne suis ce que je suis, mais un
dragon, la fille de joie, quelquefois un fou.

Poema de Daniel Jonas (O Corpo Está Com O Rei, AEFLUP, 1997)
Tradução de João Pedro da Costa

14 thoughts on “petite apocalypse doméstique”

  1. estou a estranhar esta passagem do aspirina de blogue “universal” para blogue familiar (cada vez mais nitida)…

    e se fossem de férias e pensassem sobre o assunto?

  2. são muito bonitos os poemas JP, não sei ajuizar do ponto de partida que não conheço, onde chegaste é belo, mesmo sob a minha reserva moral (o meu mentor é S. Jorge, disse-me um gajo)

  3. JP (ou João Pedrrro, como na minha cabeça sempre soa o teu nome, peço desculpa…):

    há já muito tempo que queria saber de ti, mas como só tinha o teu número de casa (e suponho que já não vivas por lá) não sabia como… (já agora, já te rendeste ao telemóvel?). até que me lembrei (já passaram uns anos, mas eu sou assim, o que queres?) de procurar o teu nome no google. e aparece!
    em conclusão: diz alguma coisa (o meu número é o mesmo, ou então podes mandar mail)! se te aprouver, claro!

    bjs

    PS: ocorreu-me que talvez não saibas quem sou… patrícia, da flup. (perdão, patrrrícia :P)

    PS2: é possível que tenha escrito metade deste comentário entre parênteses?…

    PS3: é possível que tenha escrito “aprouver”?…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *