39 comentários a “Quem vai à manifestação de 2 de Março?”

  1. Eu também!
    Mas não vou gritar que se lixe a troika… vou apenas exigir que abram os olhos e percebam que a austeridade está a destruir a Europa. Não sei é se ainda vão a tempo de emendar os sucessivos erros, nem tampouco estou seguro se Coelho e Gaspar aceitarão o alívio das medidas de austeridade…

  2. Como diz lá no Filibuster, “Stéphane Hessel morreu ontem com 95 anos. Deixou-nos um apelo para que não nos resignemos, para que lutemos por uma sociedade mais justa e igual. Eu continuarei a indignar-me contra a injustiça e contra uma sociedade dominada por elites que “domam” as nações a seu bel-prazer. Continuarei a indignar-me e a agir contra as inevitabilidades que nos castram a felicidade e os sonhos e que nos impede de nos realizarmos enquanto pessoas e cidadãos.”

    Portanto, eu vou.

  3. “ignatz: já arranjaste mais uma desculpa de merda para continuares a ser um merdas!”

    a desculpa existe desde sempre, chama-se manipulação e só me deixo manipular por quem gosto, além disso sou um merdas assumido que não gosta de manifestações e desculpas só para justificar a presença.

  4. Como posso ir a uma manifestação convocada por uma entidade em que é figura grada um dos braços direitos de Manuela Moura Guedes no Jornal de Sexta (Nuno Ramos de Almeida, do «Que se lixe a troika»)? Foi por isso que não fui em Setembro (e gostava de lá ter estado), e é por isso que se calhar não vou no sábado (e gostava de ter de me arrepender). Mas espero que haja centenas de milhares de pessoas com um estômago menos frágil do que o meu.

    Embora, pelo que tenho ouvido, esteja quase certo de que, se o Nuno Ramos de Almeida tentar falar, acabará por ser calado por milhares de pessoas a cantar o «Grândola» (pois é, pois é…), penso que um Nuno Ramos de Almeida calado cheira tão mal como um Nuno Ramos de Almeida falante. Cheira a Miguel Relvas, podem crer.

  5. Vou porque estou descontente e apetece-me grita-lo ao mundo junto de quem se sente como eu.
    Pouco me interessa quem organiza, pouco me interessa a mensagem de quem organiza, o que verdadeiramente me interessa é perceber qual ao certo o volume de gente que está descontente como eu e que acha que assim não vamos lá.
    Quanto mais gente lá estiver mais probabilidades haverá de as coisas virarem depressa.
    Se é para melhor ou pior não sei.
    Só sei que por onde estas elites que mandam estão a ir eu não quero ir. E a inércia é inimiga da mudança.
    Não me chateia nada que vá para lá o Nuno Ramos que têm tanto direito á palavra como qualquer outro. Não estou lá para ouvi-lo, dúvido que alguém mais esteja. Ele que se divirta e lhe faça bom proveito, por mim é para o lado que durmo melhor.

  6. pois, nestas manifestações plurais podem aparecer companheiros indesejados. Mas o ponto é que não se trata de um lanche-convívio entre amigos. Não vou lá para fazer amizade com a CGTP.

  7. Confesso que fiquei assim como que desenxabido consigo, de si esperava a elaboração dos motivos que tornam imprescindíveis a sua participação, isto sabendo que em si há sempre uma parte que empurra a outra e vice-versa. Já agora vou mas iria sempre.

  8. andre,aquela manif é para promover o braço armado do pcp e seu lider.se querem efectivamente defender os trabalhadores (coisa que nunca vi na minha empresa ao longo de muitos anos) não ponham muita “publicidade” e utilizem palavras ordem consensuais.eu não conheço nenhum “pacto de agressaõ”.se ele existe ,foi patrocionado pela direita, pcp e bloco.neste assunto não tenho pesos na consciência.

  9. joão,a desgraça que se abate sobre nós é direitamente proporcional às responsabilidades do pcp e bloco na vinda da troika.o resto é retorica dos “franjinhas.”

  10. As manifestação,não nos fazem esquecer todos estes anos ao serviço do pcp.Já agora gostava que a cgtp tambem respeitasse a legislaçao laboral …

  11. faço uma pergunta: porque motivo “contratamos” sempre a mesma “empresa” para estes eventos? provamos em setembro passado que tambem sabemos fazer coisas grandiosas,sem ter que contribuir para o peditorio dos adeptos do quanto pior melhor. os seus correligionarios gostam da festa da vida, mas devidamente enquadrados,doutra forma não dá gozo! até a omitem quando se referem à contestaçao popular.

  12. Se calhar, também, vou lá para engatar umas gajas.

    Antigamente conheciam-se amigas nos casamentos, batizados e funerais.
    Agora ninguem casa mais, ninguem é mais batizado, também, porque ninguem tem filhos e cada vez se morre mais tarde.
    So ficaram as manifes para conhecer umas moçoilas!

  13. “ignatz, não vi em lado algum que seja o pcp a organizar.”

    nem eu me lembro de ter escrito isso, mas se calhar é por ter sido mordido por um estrumpfe vermelho quando era pequeno. tem calma, não queiras ver os episódios todos de uma vez, lá chegaremos.

  14. vai, xico macho , mas vê com quem te metes, se tens o azar de me aparecer à frente, levas um murro nas trombas que nunca é mais homem que se apresente em público. Espera…parece que já preenches esse requisito. Arranja-se algo mais abaixo.

  15. mais me ajudas, se vais à procura de mulheres, estás condenado à humilhação de levares vários murros nas trombas. È que, por muito que te custe acreditar, as mulheres não vão para lá à procura de xicos machos.

  16. Eu também vou! E desculpa, secundo a Edie e acrescento, muita prosa pouca foda. E não te preocupes que a manif. é inclusiva, vai desde a Odete das Braceletes até ao Pirata dos Urinóis.

  17. jafonso

    Também tu! Foda-se, já nao me bastava ter de aturar a sapatona da Edie com a psicologia barata ensinada à caloirada, para agora vires, novamente, com a historia da prosa. Vivi no Brasil durante alguns anos e desabituei-me de falar para as mulheres portuguesas. Por lá, há outro andamento. Cá um gajo fala de mulheres e sexo, é logo castrado mentalmente. Acusam-no de ser sexista, machista e outras coisas bem mais foleiras. O lobby gay controla esta merda toda e tu estás a ir na onda. Já me viste no blog a faltar ao respeito e ser inconveniente para alguma mulher?
    Digo-te mais, já nao posso ir à manif, nao tenho com quem deixar os meus filhos.

    Um abraço amigo

  18. Amigo Francisco,
    Eu levo as netas…é por elas que ainda cá ando. Mas olha que não sou assim tão velho.
    Retribuo o abraço que o Brasil também é o meu país. Tantas histórias, tantas gentes…Belo Horizonte… o Rio…a UFF…a …..ai, ai, e por aqui me fico neste frio de rachar.
    Grande abraço e não te amofines que por vezes assalta-me a nostalgia…do Campo Grande, da Amadora…do Rio de Janeiro…da…

  19. “Acusam-no de ser sexista, machista e outras coisas bem mais foleiras.”

    um gajo que diz, com convicção ou por ironia, que vai às gajas prá manifestação, só pode ser imbecil e depois contrataca

    “O lobby gay controla esta merda toda e tu estás a ir na onda.”

    só pode ser um idiota chapado, para não deixar cair o h. e para rematar

    “Digo-te mais, já nao posso ir à manif, nao tenho com quem deixar os meus filhos.”

    para um gajo que não se identifica com os propósitos da manifestação é uma saída brilhante, mas escusavas de meter os putos nisso, é que arriscas umas ordinarices a condizer.

  20. Ignatz

    Brilhantes brilhantes sáo as tuas saidas airosas!
    Nao me identificar com a manif, nao quer dizer que nao fosse passar por lá. Porque até tinha pensado em ir. Claro que tu és inteligente suficiente para compreenderes que a historia de ir à manif por causa do mulherio ter sido ironia. Mas acredita, nao posso ir porque nao tenho onde deixar os putos.

  21. jafonso

    Contigo nunca me amofino! Dá para ver nos teus posts que és um tipo porreiro e decente. Agora levar filhos para manifs, isso nao faço. Como eles são, ainda me obrigavam a arranjar uma bandeira do PCP. Vou aproveitar para dar uma volta com eles, por sítios menos agitados.
    Depois conta como foi!
    Viveste no Brasil? Eu vivi numa terra maravilhosa, Florianopolis. Adoro, também, Sao Paulo, cidade que nunca dorme, tem os melhores restaurantes do mundo. O Rio é como tu dizes, UFF…, mas é melhor eu nao nao me alongar em considerações, porque, se nao, ainda tenho a sapatona da Edie a enviar-me mais uns videos foleiros dos Village People.

    Abraço amigo,

  22. “Claro que tu és inteligente suficiente para compreenderes que a historia de ir à manif por causa do mulherio ter sido ironia.”

    obrigado por ambas as ironias, que dispenso, uma pela proveniência e a outra pela estupidez que contêm. como acho que não vais perceber, faço um desenho: a foleirada dos village faz-me rir e a tua ironia dá-me pra chorar. não metas os putos nisto, que ainda sais a ganir.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>