24 thoughts on “PMA: a conquista histórica – nunca, nunca esquecer.”

  1. É mais do que isso, e esse mais faz toda a diferença.
    São mulheres que querem ter um filho que não tenha pai.
    Será que o filho suportará a diferenciação social a que é obrigado pela mãe de ser só filho da mãe?

    Egoísmo!, She said!

  2. daqui a nada já se pode escolher a criancinha, que vem para encher os egos frustrados, por catálogo. :-)

    viva o direito da criança a ter um pai e uma mãe! viva o conceito de fazer filhos com amor! viva a natureza!

  3. Próiximo passo: «acabar com a barbaridade de perseguir e punir homens que querem ser pais, mas, imagine-se, não são tutelados, via casamento ou união de facto, com uma mulher», através da fertilização e gestação in vitro?

    Brave New World à vista? Vai ser do baril…

  4. Meu caro dr. Manguelas, o impacto mais giro do mercado livre do esperma vai ser a qualidade do produto final. Infelizmente, o produto final não é só um bebé fofinho para entreter a mamã; é um bebé fofinho com um futuro à sua (e nossa) frente. É verdade que são feitos todos os esforços para encerrar as ideias de hereditariedade e desigualdade biológica no limbo das abominações inomináveis onde já se tinha metido o conceito de raça, mas, apesar disso, ainda não é impossível perceber que tipologia (esmagadoramente) maioritária de homens vende o seu esperma por alguns cobres sem qualquer espécie de interesse pelo produto final da transacção.

    Convém aqui recordar a forma como foi recebida a ideia de um banco de esperma de dadores gratuitos de QI superior. Este artigo recorda:

    «Graham was pilloried and mocked, accused of trying to create a “master race.” Critics dubbed it the “Superbaby” program and compared it to Nazi eugenics practices. Ethicists denounced it as a cold, utilitarian approach toward children and an alarming step toward “designer babies.” Only one of Graham’s Nobel donors, transistor inventor William Shockley, would admit to having contributed sperm. That did not help matters. Shockley’s views on race, genes, and intelligence had made him a national pariah, and his association with the repository confirmed suspicion that it was a dastardly racist plot. Demonstrators picketed Graham’s Escondido estate. He hired security guards to protect the sperm».

    Já estou a ver as futuras normas de qualidade da ASAE. Uma coisa é certa: não vão ser precisas quotas de representação de grupos «subprivilegiados»…

  5. Do artigo: «Como é possível considerar-se, em pleno século XXI, que uma mulher só pode ser mãe se tiver a tutela de um homem?»

    Ahem… da mesma maneira que é possível considerar-se, em pleno século XXI, que um homem só pode ser pai se tiver a tutela de uma mulher?…

    Barrigas de aluguer para aspirantes a mães (casadas ou solteiras) com impossibilidade médica de gerar, percebe-se bem, mas em que é que a situação de mulheres capazes de reprodução biológica se distingue da situação de homens com a mesma capacidade? A situação de mãe solteira era proibida?

  6. Exactamente. Com as expectativas esteticas provocadas pela sociedade de entretenimento (George Clooney, Brad Pitt, Marcello de Suza etc..)cada vez mais homens ficam de fora da cadeia de reprodução. São os novos homem elefante que depois vão descarregar as suas frustaçoes em atentados perpetrados nas páginas dos jornais, como o amigo Saraiva. Queremos que o Saraiva se reproduza para que não se reproduza o seu exemplo.

    Afinal o cartaz do BE estava certo na campanha errada. Cristo foi um pma baby.

  7. Muito velha para entender.
    Muito velha para observar consequências.
    Muito velha para entrar na discussão.

    Claro que a maioria das mulheres sabem cuidar de filhos de pai ausente, falecido ou desertor por opção.
    As mulheres latinas (as que conheço melhor) são o elo forte da família.

    Força de mulher :
    – um tema interessante para debate.

  8. Nina Alves: «O Dr. Manguelas entrou em solilóquio orgásmico? Que coisa….

    Nina, o meu nome é «a href=”https://www.youtube.com/watch?v=dh4LikiGBrQnome”>legião.

  9. Nina Alves: «O Dr. Manguelas entrou em solilóquio orgásmico? Que coisa….

    Nina, o meu nome é «a href=”https://www.youtube.com/watch?v=dh4LikiGBrQnome”>legião. Assim é que é.

    O tal «direito à maternidade sem o apadrinhamento de um homem» ainda não passa sem o apadrinhamento de um espermatozóide (de preferência anónimo, ao que parece), mas para lá caminhamos, como diria a ovelha Dolly.

  10. Não há duas sem três.

    Nina Alves: «O Dr. Manguelas entrou em solilóquio orgásmico? Que coisa….»

    Nina, o meu nome é «a href=”https://www.youtube.com/watch?v=dh4LikiGBrQnome”>legião. Assim é que é.

    O tal «direito à maternidade sem o apadrinhamento de um homem» ainda não passa sem o apadrinhamento de um espermatozóide (de preferência anónimo, ao que parece), mas para lá caminhamos, como diria a ovelha Dolly.

  11. Cinco!

    Nina Alves: «O Dr. Manguelas entrou em solilóquio orgásmico? Que coisa….»

    Nina, o meu nome é legião. Assim é que é.

    O tal «direito à maternidade sem o apadrinhamento de um homem» ainda não passa sem o apadrinhamento de um espermatozóide (de preferência anónimo, ao que parece), mas para lá caminhamos, como diria a ovelha Dolly.

  12. catroga (agente duplo ao serviço dos chineses…)quer conversar com costa.pelos vistos, os chineses querem resolver o caso da tarifa social. recordo as privatizaçoes ” : cp carga 53 milhoes,galp 95,tap 354, ren750,ctt 910,cx seguros 1.650,edp 3.049 e ana 3080. o acordado com a troika era de 5000 milhoes, o vendido foi de 9941. resta ao estado fod. o povo com impostos,para ter receitas para o ensino,sns etç.etç. ai portugal portugal,do que é que tu estás à espera diz a canção, e dizem os portugueses com o minimo de deçencia!

  13. The devil,” the Pope went on, “is a liar, the father of lies.”
    Gungunhana podemos discordar da exegese mas a luta é a mesma. O que é que julgas que o Marcello foi fazer a Roma? ” É pá ó Chico nós temos lá um gajo que está tao possuído pelo Diabo que aquilo nem com duas pipas de agua benta por dia. Envia-nos os teus CSI a ver se a gente saca o mafarrico”

  14. “Um condutor que ateste o depósito em Espanha com 60 litros de gasolina 95 paga em média menos 15,6 euros que em Portugal. Isto quer dizer que se atestar um depósito de 60 litros uma vez por semana, ou quatro vezes por mês, vai poupar mais de 700 euros por ano se abastecer no país vizinho.”
    http://economico.sapo.pt/noticias/combustiveis-abastecer-em-espanha-rende-15-euros-num-deposito_249431.html

    um gajo que ateste o depósito em espanha todos os dias, até ao fim desta legislatura, ganha para comprar um carro eléctrico, se tiver possibilidade de atestar duas vezes por dia, dá para comprar 2 carros eléctricos e por aí afora como na canção dos elefantes que incomodam muita gente. mas atenção, tem de ser gasolina 95 e 60 litros por dia mínimo. não se ponham a inventar.

  15. Os camionistas que atestam em Badajoz, aproveitam e deixam uns espermatezoides às espanholas, para terem filhos sem pai e deixarem a Isabel descansada.

  16. Pá ó pipol agora pensem comigo um bocadinho sff, haverá maior contradição do que um gajo ser leão e cristão ao mesmo tempo, crl? Será que é preciso ir a Roma para perceber a metáfora? Fonix! ‘Falta desrespeito, pa!

    Concomitantemente, fonix, não será o símbolo da aguia, que flutuava nos estandartes romanos, a verdadeira religião do eterno retorno, q é o q interessa no futebol e no desporto em general? A Trindade com leão a cavalo de 31 em 31, ha?!
    Vão mas é para a Cova da Iria, pá! Falta desrespeito pa!

  17. Tem havido uma correlação temporal (não causalidade) entre a aprovação de causas fracturantes, movidas pelas birras e gritos de meia dúzia de exibicionistas, e a deterioração da situação económica do país. Vamos lá ver se desta vez se mantém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *