Os sms do Centeno devem ser mesmo suculentos

Que a direita, e a comunicação social, já agora, não esteja muito interessada em discutir os números revelados pelo INE, relativos ao crescimento da economia, ou às previsões de Bruxelas, percebe-se. São números muito chatinhos para quem dizia que só havia um caminho para nos levar a bom porto.

Mas e o novo aeroporto? Então o Governo quer avançar com essa obra e a direita só quer saber dos sms do Centeno? Mas isso não era uma daquelas loucuras do Sócrates, uma obra megalómana e totalmente desnecessária?

16 comentários a “Os sms do Centeno devem ser mesmo suculentos”

  1. Cambada de deliquentes (o governo do Massamolas).

    … E não é só o aeroporto ! a seguir há-de vir o TGV.
    Deviam ser obrigados a fazer fila para pedir perdão ao Sócrates !

  2. tenho curiosidade por essas suculências, por acaso, grandes detalhes. também tenho curiosidade em saber se o actual aeroporto está roto. ou gasto. ou pequeno. a propósito, é para isso que continuam a cortar na saúde e nas cantinas das escolas?

  3. Guida, assim de repente.

    Se percebi bem, os SMS foram passados para as mãos do PR através do António Lobo Xavier que é amigo, ex-colega na administração do BPI e que se fartou de elogiar a escolha de António Domingues para a CGD na Quadratura do Círculo da SIC Notícias. Aliás, esta não é a primeira vez que o tipo do CDS faz essa função de toupeira nos bastidores do inner circle de Marcelo que extravasa, parece-me!, e que não dignifica o cargo que ele desempenha de membro do Conselho de Estado. Sendo conselheiro, mantendo no entanto as prerrogativas de continuar a expressar-se no espaço público, deveria ser no Conselho de Estado o local onde exercesse a sua performance pró-presidencial. Assim sendo, espero que a entourage de António Costa ou os nomes de peso indicados pelo PS (ou o Francisco Louçã, já agora) o façam sentir no local próprio. Idem, inaceitável é também o papel de porta-voz oficioso exercido por Luís Marques Mendes.

    Nota, em tempo. Como as coisas estão, e passado um ano de exercício frenético de Marcelo Rebelo de Sousa na Presidência da República, o palácio de Belém parece estar a transformar-se verdadeiramente na casa do Big Brother. Confirmando as vozes mais avisadas que existem sempre nesta situações, muito embora me pareça que algumas devessem “afinar” a maneira de lidar com o assunto (Porfírio Silva, isto é para ti!), recorde-se que este é o verdadeiro (?) estilo do inquilino.

  4. Ah, ou assim. Pensei mas não o escrevi que, para mim, subsistia, no caso dos SMAS trocados pelo amigo do Lobo Xavier e de Mário Centeno, um problema maior ou de igual tamanho que não conseguiria de imediato resolver, a saber: deverá um Presidente da República aceitar que as comunicações pessoais existentes no telemóvel de terceiros cheguem às suas mãos? E publicamente fazer, exclusivamente a partir dessa leitura solitária (cfr. o comunicado daquela longa madrugada…), uma peça central da sua acção institucional como inquilino que é da Presidência da República? Estando em causa o relacionamento institucional, no caso com o Governo? Não me parece, sinceramente. Mas então como evitar que este problema tenha ocorrido se, ainda por cima, foi um membro do seu Conselho de Estado quem faz a entrega? Deverá o PR recusar “tomar conhecimento”, preventivamente e na primeira vez (!), como fazem os tribunais de recurso? Ou será de boa regra que não seja o conselheiro (que tem por missão aconselhar, mas não individualmente) a constranger a acção do próprio PR nestas situações, o que no caso deveria partir da cabeça do António Lobo Xavier? Estou nesta, nos serões em Belém alguém poderia tomar a palavra.

  5. Pois, pois, Soberbo Chato.

    As virgens ofendidas desta desnorteada Direita têm (e terão) apenas aquilo que merecem, depois de anos a fio de pouca-vergonha e hipocrisia.

    É sempre assim a verdadeira Justiça: cega, implacável e de efeitos duradouros!

    Seja ela escrita por linhas direitas, ou tortas. O que importa mesmo é que seja JUSTA.

    E então quando essa Justiça sabe a vingança gélida, on the rocks, o paladar fica ainda mais satisfeito…

  6. yo, também te compreendo, és daquelas que não precisam de obras, certo? Ainda há por esse planeta fora muitos países onde praticamente não há disso. São giros, mas eu prefiro viver num onde elas se façam.

  7. Sobre o aeroporto do Montijo: a Base Aérea pertence à Defesa Nacional, e é utilizada pela Força Aérea e pela Marinha, para o desempenho de missões no âmbito nacional e cumprimento de compromissos internacionais (entre outras, a Busca e Salvamento). Estou em crer que os “senhores ministros” desconhecem isso (quando nasceram já a Base 6 existia há muito).
    Na prática, é azelhice ou “roubalheira”: então não é a ANA que tem a responsabilidade (por causa da concessão que lhe ofereceram) de CONSTRUIR uma alternativa ao aeroporto de Lisboa? Desta forma, o Estado oferece-lhe um aeroporto…

  8. e por acaso há dinheiro para o aeroporto ou vamos pedir mais dinheiro emprestado? o aeroporto de beja serviu para quê ? para lá poisarem as andorinha na primavera? é assim tão urgente construir essa treta ? não vejo o pvo a gritar r : queremos aeroporto , queremos aeroporto !!!! será se calhar urgente para outros , que têm prazo de validade? andamos a apertar o cinto para depois vermos estas palhaçadas de pedir mais dinheiro , dinheiro que se perderá sabe-se lá em que bolsos. já vi este filme muita vez , o fim é sempre o mesmo.

  9. Como é óbvio e se não é, devia ser, Centeno é um alvo a abater. Os ressabiados da direita não suportam que ele ande a mostrar bons resultados.

  10. e fica aqui um conselho policial : os ministros que comecem a tratar dos assuntos em parques concorridos , centros comerciais e assim ; escrevam no fim dos bilhetes : favor queimar depressa ; não falem ao telefone , não mandem sms , fax , email , etc rastreável , que seja tudo ao vivo , em lugares públicos barulhentos , escrevam em papéis com tinta mágica . por favor , façam lá isso , que estes fait divers não se aguentam.

  11. “Deviam ser obrigados a fazer fila para pedir perdão ao Sócrates !” diz o jasmim….
    Quadro psiquiátrico muito grave, muito grave…

  12. as obras são maravilhosas e, sim, Guidinha, é preciso levá-las a eito – mas só depois de encher a pança do estado de direito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *