A ignorância, esse bem precioso

Ontem, passei a manhã sem ligar o televisor. Estava longe da imaginar a minha praia da Claridade em época glaciar ou o templo de Diana com ar de montra de Natal. Quando começou a nevar abundantemente no meu quintal, a surpresa fez metade da festa.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *