Intermitência

“Obrigada, amor”, diz-me C., ao mesmo tempo em que experimenta os óculos de sol que acabo de lhe oferecer. “Mas não achas que são demasiado grandes para o tamanho do meu rosto”, pergunta-me. “Sim”, respondo. “Beneficiam-te, de facto, bastante.”

6 comentários a “Intermitência”

  1. não me parece justo isso que dizes.

    (se não visse com os olhos via com as mãos (já para não falar com o coração ou com a bílis) e comprava, igualmente, uns grandes). que dizes?:-)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *