Intermitência

“Você é mas é uma puta de uma advogada”, vocifera, agressiva, a mulher irada na direcção de C. “Sim”, intrometo-me. “As palavras que usou estão, efectivamente, correctas. A ordem é que não”, explico. “Ela é, na realidade, a advogada de uma puta”, finalizo.

2 comentários a “Intermitência”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *