Dizer “Sim!” (com ponto de exclamação)


Fotografia de Rui Coutinho

Paula Rego em entrevista ao Diário de Notícias:

Falava há pouco da abnegação das mulheres e do aborto. Portugal fará em breve outro referendo. O que lhe apetece agora dizer?

Sim! Apetece-me dizer que já não é sem tempo. Parece impossível que ainda exista uma lei assim num país da Europa. Acho inacreditável que ainda se debata uma questão dessas. Com franqueza! Vamos lá ver se vai desta!

5 thoughts on “Dizer “Sim!” (com ponto de exclamação)”

  1. Pelo fim dos arrumadores de carros !

    E dos pintores da treta !

    Diz “SIM” ao aborto !

    Assim os xungosos não nascem !

  2. um pouco de humor por favor.
    Já pensaram no aborto musical? será o embrião musical considerado música a partir de quantos compassos? oito? doze?…

  3. A Paula Rego está a precisar de modelos. Só pinta abortos.

    Depois acrescenta aquela parte do “vamos abortar para a gente ser mais melhor evoluída” que é só para dar uma maior credibilidade intelectual à coisa!
    Força!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *